fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Quinta, 13 Agosto 2020

MUNDO - O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro encolheu 12,1% no segundo trimestre de 2020 ante os três meses anteriores em meio ao impacto da pandemia da covid-19, sofrendo a maior contração numa série histórica iniciada em 1995, de acordo com revisão divulgada nesta sexta-feira, 14, pela agência oficial de estatísticas da União Europeia, a Eurostat.

Em relação ao mesmo período do ano passado, o PIB do bloco registrou um tombo de 15% entre abril e junho.

Os números vieram em linha com as expectativas de analistas consultados pelo The Wall Street Journal e confirmaram estimativas iniciais publicadas no fim de julho.

 

 

*Por: ESTADÃO

Publicado em Economia

SÃO PAULO/SP - Pesquisa Datafolha realizada entre 11 e 12 de agosto aponta que o presidente Jair Bolsonaro está com a melhor aprovação desde o início do mandato. Segundo o instituto, 37% dos brasileiros consideram seu governo bom ou ótimo. Eram 32% na pesquisa anterior, realizada no fim de junho.

Já a rejeição ao presidente caiu dez pontos percentuais, de 44% para 34%. Já a porcentagem daqueles que consideram o governo regular reduziu de 27% para 23%.

A pesquisa ouviu 2.065. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Paradoxalmente, a mudança substancial na forma como parte da população vê o governo Bolsonaro ocorre no momento em que o país vive uma grave crise sanitária e econômica. No último fim de semana, o Brasil superou a marca de 100 mil mortes por covid-19, com o presidente ainda insistindo numa postura negacionista da pandemia.

Já as projeções do PIB no segundo trimestre apontam para um tombo de pelo menos 11%, segundo o Banco Central.

No entanto, o aumento da popularidade também coincide com a continuidade da distribuição do auxílio-emergencial de 600 reais para trabalhadores afetados pela crise. O governo federal, que inicialmente havia proposto o valor de 200 reais e concordou em triplicar o valor após votação na Câmara dos Deputados, hoje celebra a cada semana o número total de beneficiados, que tem aumentado a aprovação do presidente até mesmo em antigos redutos do PT, como o Nordeste.

Ainda segundo o Datafolha, a melhora na aprovação de Bolsonaro também coincide com certa moderação recente de Bolsonaro em alguns temas, como sua relação com o Congresso e o Judiciário. No primeiro semestre, o presidente chegou a participar de atos contra o Supremo e pelo fechamento do Congresso. Os atos ainda continuam a ser organizados, mas as mensagens golpistas ficaram, por ora, menos explícitas.

Mais recentemente, ele se aproximou dos partidos do chamado "Centrão” e moderou suas posições em relação ao STF, em especial depois da prisão do seu amigo Fabrício Queiroz. O ex-faz-tudo da família Bolsonaro havia sido preso em 18 de junho, pouco antes da última pesquisa Datafolha.

Ainda assim esta pesquisa não marcou o fundo do poço para Bolsonaro, apesar da imagem do governo ter sofrido com a prisão. A pior avaliação do presidente continua sendo a de agosto d 2019, em meio à crise das queimadas e o derretimento da imagem do Brasil no exterior, quando apenas 29% consideraram seu governo bom ou ótimo.

No entanto, apesar da sua "moderação” em algumas áreas, Bolsonaro ainda continua a fazer declarações controversas em temas como a covid-19, como a promoção de supostos benefícios da cloroquina – mesmo sem comprovação científica. Ela ainda segue com seus ataques aos governadores e prefeitos, agora responsabilizando autoridades municipais e estaduais pelas mortes na pandemia.

Ao longo do seu mandato, Bolsonaro conquistou uma série de distinções em relação à sua aprovação. Em abril de 2019, sua avaliação negativa nos primeiros três meses de mandato superou a de todos os presidentes eleitos em início de primeiro mandato desde 1990.

Em dezembro, ele chegou ao fim do primeiro ano do seu mandato com a pior avaliação entre os presidentes eleitos desde 1994, segundo o Datafolha.

 

 

*Por: dw.com

Publicado em Política

BRASÍLIA/DF - Os planos de saúde estão obrigados, a partir de hoje (14), a cobrir exames para detecção do novo coronavírus (SARS-CoV-2), que provoca a covid-19. A decisão, tomada ontem pela diretoria colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar, prevê a cobertura para a pesquisa de anticorpos IgC ou anticorpos totais e foi publicada hoje no Diário Oficial da União.

Os exames poderão ser feitos nos pacientes com síndrome gripal ou síndrome respiratória aguda grave (SRAG) a partir do oitavo dia do início dos sintomas e também para crianças ou adolescentes com quadro suspeito de síndrome multissistêmica inflamatória pós-infecção pelo novo coronavírus.

Os planos de saúde, no entanto, não estão obrigados a cobrir os testes nos seguintes casos: RT-PCR prévio positivo para Sars-Cov-2; pacientes que já tenham realizado o teste sorológico, com resultado positivo; pacientes que tenham realizado o teste sorológico, com resultado negativo, há menos de uma semana; para testes rápidos; pacientes cuja prescrição tem finalidade de screening, retorno ao trabalho, pré-operatório, controle de cura ou contato próximo/domiciliar com caso confirmado; e para verificação de imunidade pós vacinal.

 

 

*Por Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

Publicado em Coronavírus

SÃO CARLOS/SP - O vereador Julio Cesar (PL) protocolou um requerimento na Câmara Municipal cobrando a prefeitura sobre mudanças que serão realizadas na USF (Unidade de Saúde da Família) no Jardim São Rafael. Julio Cesar alegou que foi procurado por um grupo de moradores se queixando sobre uma possível transferência de todos os pacientes da referida unidade para o bairro Maria Stella Fagá.

“Vamos prejudicar sensivelmente todos os moradores do Jardim São Rafael e agora, não é o melhor caminho. Iremos sobrecarregar uma unidade de saúde (Fagá) e todo sistema de saúde naqueles bairros.”, disse Julio Cesar.

O vereador argumentou que é o momento é inoportuno para tais mudanças. “Neste momento, em meio á uma pandemia e no final de uma gestão, não é o tempo adequado para realizarmos tais mudanças. Espero e vou cobrar uma mudança e um estudo mais aprofundado da secretaria para realização de tais mudanças”, disse Julio Cesar.

Publicado em Política

ANDRADINA/SP - A empresa Artificial Rocks Brasil, iniciou os trabalhos de tematização de rochas no Parque Temático Acqualinda, que está sendo construído em Andradina. O trabalho é artesanal não possuindo moldes fixos.

Tudo se dá com um talento artístico na feitura das estruturas de pedras artificiais desenhadas a mão. Com uma vasta experiência em parques pelo mundo afora, o trabalho coordenado pelo francês, naturalizado português Victor Ramalho e do brasileiro Ivan Silva “hipnotizante”.

A empresa também será responsável pela produção da montanha de 46 metros de altura do parque, um monumento que poderá ser visto de grande parte da cidade e também há quilômetros de distância pelas rodovias Marechal Rondon e Euclides de Oliveira Figueiredo.

O projeto da empresa tira do imaginário a montanha com cachoeiras da terra primitiva do Acqualinda. Ela não será apenas figurativa, mas proporcionará várias diversões internas, com toboáguas. A montanha também será um “vulcão”, com erupções de águas a cada 15 minutos.

O maior desafio é dar vida ao enredo temático do parque onde tribos ancestrais vão conviver com raças alienígenas com tecnologia futurística. Os roteiros cinematográficos hollywoodianos inspiraram a criação do “Universo Acqualinda”.

A empresa
A Artificial Rock, tem mais de 20 anos no mercado da construção de Rochas Artificiais. A empresa tem uma unidade instalada em Portugal e tem trabalhos com a sua assinatura na Disney de Paris, Park temático de Dubai, além de trabalhos realizados na Holanda, Dinamarca, França, Alemanha, Polônia, Tanzânia entre outros e no Brasil, onde se destaca o Marco das 3 Fronteiras, Foz do Iguaçu (PR), o Blue Park do Hotel Mabú, Foz do Iguaçu (PR) e o Zoopark em Cotia (SP).

Publicado em Outras Cidades
Sexta, 14 Agosto 2020 08:16

Maiara e Maraisa farão 'Fun Live'

SÃO PAULO/SP - As irmãs fazem a terceira apresentação virtual trazendo novidades no repertório e aproveitam para se divertir com os fãs. Com três músicas entre as mais ouvidas na principal plataforma de streaming e o sucesso do projeto Patroas, as irmãs mostram a força delas e do segmento sertanejo. A live acontece neste sábado, 15 de agosto, com transmissão no canal oficial da dupla.

Depois do carrossel qual será a novidade que as gêmeas trarão para esta Fun Live? Uma coisa é fato, as gêmeas sabem como poucos fazer uma boa diversão. "Gostamos de colocar fogo no parquinho e nossos fãs sabem muito bem disso", comenta Maraisa. No repertório não querem economizar nos hits dos mais antigos aos atuais como "Aí eu Bebo" e "Libera Ela", ambas canções do EP - Aqui Em Casa- gravado antes do isolamento social. "Quero Você do Jeito Que Quiser" e os modões disponibilizados no primeiro EP Patroas, já é um sucesso com mais de 20 milhões de players nas plataformas de streaming. Por falar neste projeto, é um dos maiores destaques deste período com números bastante expressivos no digital.

A inquietude e a vontade de trabalhar sempre moveram as gêmeas que não se cansam de buscar novidades para a carreira, não param no tempo. São pura emoção e transmitem este sentimento sem o menor pudor. "Somos assim, e queremos sentir isso sempre, porque é o que nos faz seguir em frente", diz Maiara que promete muita música boa na live.

Live - Maiara e Maraisa Fun Live
Data
- 15/08/20
Horário - 17h30
Transmissão: https://www.youtube.com/user/maiaramaraisaoficial

Publicado em Pop & Arte

A parceria com a startup, que já ajudou mais de 50 mil estabelecimentos, lança agora uma nova solução, o Goomer Na Loja, que oferecerá gratuitamente cardápios digitais para pontos de venda em todo o Brasil

 

ARARAQUARA/SP  – O Grupo HEINEKEN no Brasil, segunda maior cervejaria do País, em mais uma parceria com a Goomer, startup inovadora que oferece uma plataforma de transformação digital para o FoodService (bares, restaurantes, negócios de alimentação, entre outros), lançam a plataforma Goomer na Loja, solução que fornecerá aos bares e restaurantes de todo o Brasil uma opção de cardápio digital, por meio de um QR Code disposto nas mesas dos estabelecimentos, além da opção de atendimento online. A novidade tem o objetivo de auxiliar os pontos de vendas nesse momento de reabertura, considerando todas as medidas de higiene e proteção necessárias. O projeto já iniciará com abrangência nacional, e poderá ser utilizado por restaurantes onde as regras permitem a reabertura dos estabelecimentos.

A Goomer surgiu por meio do fornecimento de cardápios digitais em tablets e totens de autoatendimento, aliando sempre a tecnologia à força humana de trabalho nos estabelecimentos. Suas ferramentas já transacionaram milhões de pedidos e, com a chegada da pandemia, a startup apoiou seus clientes – principalmente os comerciantes de pequeno e médio porte - com a criação da GoomerGo. A partir da utilização da plataforma, foi possível que esses comerciantes seguissem efetuando as vendas pelo WhatsApp e já gerou mais de R$ 15 milhões de economia para o setor.

“Apoiar uma iniciativa como essa, que atende à demanda atual do mercado, é  também uma oportunidade para oferecer soluções inovadoras, visando auxiliar da melhor maneira possível os pontos de vendas, clientes e, assim, garantir aos consumidores momentos seguros de descontração, com muita qualidade, prezando pela segurança e respeito pelas pessoas”, afirma Danilo Daibert, Diretor de Trade do Grupo HEINEKEN no Brasil.

Dentre as principais funcionalidades da plataforma Goomer Na Loja, é possível criar, gratuitamente, um cardápio online, que permite incluir a descrição das opções e produtos disponíveis, com preço e fotos. Dessa forma, com o próprio smartphone, o cliente pode fazer a leitura do QR Code e baixar o cardápio para escolher seu prato e bebidas, sem que haja o contato com o menu físico do estabelecimento. Também há um plano pago, a partir de R$ 59,90 por mês, que possibilita a realização do pedido online, diretamente pela plataforma, mantendo assim o distanciamento entre consumidores e funcionários. A adesão pelos interessados é efetuada mediante o cadastro gratuito no site oficial da plataforma (www.goomer.com.br/cardapio-digital-na-loja).

Queremos sempre apoiar os nossos clientes com soluções que os auxiliem a evoluir em seus negócios. Por isso, desde que ingressamos nessa fase de pandemia, nos preocupamos em oferecer ferramentas que os ajudassem a não parar. E isso nós conseguimos com a GoomerGo. Nesse novo momento de transição, de reabertura dos comércios, nada melhor do que também trazer a eles uma plataforma que garanta efetividade e segurança às transações realizadas na loja”, destaca o CEO da Goomer, Felipe M. Lo Sardo.

Além dessa iniciativa, o Grupo HEINEKEN no Brasil está trabalhando uma série de ações positivas, com o objetivo de se manter próximo de bares e restaurantes de todo o País, com soluções para auxiliá-los a superar os desafios deste momento. São elas:

  • De Volta ao Bar – em colaboração com o Hospital Israelita Albert Einstein, o Grupo está desenvolvendo uma plataforma de conteúdo e aprendizagem eletrônica em que os donos dos bares e restaurantes receberão recomendações de boas práticas para garantir o bem-estar e segurança de suas equipes e de seus clientes;
  • Brinde do Bem – ação que convida os consumidores a auxiliar os estabelecimentos de todo o País a manter empregos, pagamentos e salários em dia. A companhia, em parceria com a Campari, dobrou os valores computados no site do movimento, até 31 de maio de 2020, arredando mais de R$ 16 milhões em contribuição destinados a mais 7,5 mil bares. Os estabelecimentos puderam realizar o cadastro gratuitamente.
  • Movimento NÓS - criado por oito das principais companhias de alimentos e bebidas do Brasil para apoiar, assim que liberadas as atividades do pequeno varejo, a retomada de seus negócios, já que estão entre os principais setores da economia impactados pela crise decorrente da COVID-19.

Para saber mais sobre as iniciativas trabalhadas pelo Grupo HEINEKEN, acesse:  www.juntxsnessa.com.br/

 

Sobre o Grupo HEINEKEN no Brasil

O Grupo HEINEKEN chegou ao Brasil em maio de 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA e, em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A ("Brasil Kirin"), tornando-se o segundo player no mercado brasileiro de cervejas. O Grupo gera mais de 13 mil empregos e tem 15 unidades produtivas no país, sendo 12 cervejarias, localizadas em Alagoinhas (BA), Alexânia (GO), Araraquara (SP), Benevides (PA), Caxias (MA), Igarassu (PE), Igrejinha (RS), Itu (SP), Jacareí (SP), Pacatuba (CE), Ponta Grossa (PR) e Recife (PE), duas micro cervejarias em Campos do Jordão (SP) e Blumenau (SC) e uma unidade de concentrados para refrigerantes em Manaus (AM). No Brasil, o portfólio de cervejas do Grupo HEINEKEN é composto por Heineken, Sol, Amstel, Kaiser, Bavaria, Eisenbahn, Baden Baden, Devassa, Schin, Glacial, No Grau e Kirin Ichiban. O portfólio de não alcoólicos inclui Água Schin, Schin Tônica, Skinka e os refrigerantes Itubaína, Viva Schin e FYs. Com sede em São Paulo, a companhia é uma subsidiária da HEINEKEN NV, a maior cervejaria da Europa.

Mais sobre a Goomer:

A Goomer (https://www.goomer.com.br/) é uma startup inovadora, que oferece uma plataforma de transformação digital para o FoodService (bares, restaurantes, negócios de alimentação, entre outros) por meio de cardápios digitais em tablets e totens de autoatendimento. Suas ferramentas já transacionaram milhões de pedidos e, frente ao Covid-19, a startup lançou mais um produto, o GoomerGo, que consiste no recebimento de pedidos e vendas pelo WhatsApp. Dessa forma, os estabelecimentos comerciais podem otimizar o seu atendimento e aumentar a rentabilidade, considerando sempre a harmonia entre a tecnologia. Há seis anos no mercado, a Goomer tem atuação nacional e atende desde grandes redes do Foodservice até pequenos e médios negócios.

Publicado em Araraquara

O single foi produzido em parceria com duo Enjoy

 

SÃO PAULO/SP - O DJ Netto vai lançar nesta sexta-feira (14) o single “Can't You See My Heart”. A canção é nova aposta do músico e tem tudo para ser um grande hit. Ele contou que essa música foi produzida no ano passado, mas teve o lançamento adiado por conta da sua participação na Fazenda. 

“Essa música foi produzida em junho de 2019 e a ideia inicial era lançar em agosto ou setembro, mas com a notícia do reality, acabei dando um pausa nos lançamentos”, conta o DJ. 

Netto disse que após o reality, voltou a trabalhar na música e que inicialmente planejava lançá-la no primeiro semestre de 2020. 

“Depois que sair do reality, mostrei a música para dois amigos que tem um projeto chamado “Enjoy”. Eles gostaram bastante da música, a gente foi mexendo, deram o toque deles, alinhando algumas coisas e a música ficou pronta. Planejamos essa canção como o primeiro lançamento de 2020, após o carnaval. Mas veio a pandemia e novamente adiamos o lançamento” revelou. 

O DJ pontuou que o lançamento perde um pouco da sua força com a ausência das pistas mas também acredita que não dava para guardar por mais tempo o single. 

“Mostrei para vários amigos e produtores, todos falaram para guardar essa música a sete chaves porque ela tinha um potencial incrível. Mas não dá para ficar segurando por muito tempo as coisas, se não perde o timing. Acredito que ela vai perder um pouco da força porque o eletrônico precisa das festas para conseguir um suporte, mas estamos acreditando bastante nessa música. Por isso, resolvemos lançar esse single no dia 14 de agosto." disse.

Ele também revelou que até o final do ano terá muitas novidades na sua carreira. “Tem muita coisa boa vindo pela frente, feats, misturas de gêneros como eletronico com o
sertanejo, funk e até mesmo o reggaeton” completou Dj Netto.O link do Pré Save: https://ps.onerpm.com/1261138950

Publicado em Pop & Arte

Primeira edição tem participação de estudante do curso de Música da Instituição

 

SÃO CARLOS/SP - Durante a pandemia de Covid-19, as atividades presenciais estão suspensas na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O isolamento social mudou o dia a dia das pessoas, mas não foi capaz de parar a arte. Para ampliar a vivência artística da comunidade universitária, mesmo na pandemia, a Instituição lança o projeto "Arte na Universidade".
"Uma exposição virtual das manifestações artísticas da comunidade universitária". É como Rochele Amorim Ribeiro, Coordenadora de Cultura da UFSCar, define o projeto. "A ideia é criar um espaço para divulgação de toda a riqueza e diversidade artística produzida por estudantes e servidores da UFSCar. Música, dança, teatro, fotografia, pintura e outras manifestações que possam ser expostas virtualmente. Vale para artistas já consolidados e para aqueles que cantam para alegrar o fim de tarde. A arte é uma inspiração ao nosso dia a dia; a arte não pode parar", conclui Ribeiro.
A primeira edição do "Arte na Universidade" apresenta uma produção musical que conta com arranjo de Pedro Pereira, estudante do curso de Música da UFSCar. Pedro Pereira e Luiz Henrique Ferreira, estudante da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) que compôs a música, adaptaram sua expressão artística ao novo momento: chamaram os amigos e, cada um de sua própria casa, gravaram um vídeo que mostra muito do que todos estão vivendo neste momento de isolamento social: a saudade.
Saudade das aulas presenciais e abraços? Na primeira edição do "Arte na Universidade" desfrute um pouquinho da música "Saudade" (https://bit.ly/2PYSt5b), de Luiz Henrique Ferreira e arranjo de Pedro Pereira. 

Confira
Entrevista com Pedro Pereira e Luiz Henrique Ferreira: https://bit.ly/31JBJnV
Íntegra da música "Saudade", com produção em isolamento social: https://bit.ly/2PYSt5b

Participe As pessoas interessadas em divulgar suas manifestações artísticas no projeto "Arte na Universidade" devem apresentar proposta à Coordenação de Cultura (CCult) da Pró-Reitoria de Extensão (ProEx), encaminhando e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., com o link para o trabalho (fotos, vídeos, músicas, poemas, etc.) que já deve estar publicado em redes sociais ou plataformas de compartilhamento de conteúdo online e pequena descrição do próprio material e de seus autores. Todos os integrantes da comunidade universitária da UFSCar podem participar, e será dada preferência a manifestações autorais.

Publicado em Educação
Sexta, 14 Agosto 2020 07:45

Nova Guerra Fria opõe China e EUA

MUNDO - Estados Unidos e China, as duas superpotências do século XXI, estão definitivamente mergulhadas em um cenário de uma nova guerra fria, com sanções, restrições, acusações, confrontos comerciais, diplomáticos e tecnológicos cada vez mais acirrados, com consequências ainda incertas para o mundo.

Em janeiro deste ano, as duas superpotências mundiais assinaram um acordo na Casa Branca, tratado como uma etapa importante para colocar um ponto final no clima constante de guerra comercial e de desavenças. Tudo parecia ir bem, até a chegada da pandemia, que fez o ambiente voltar a ser carregado, com tensões e desconfianças ideológicas, inclusive a respeito da origem do vírus, que permanece ativo em todo o planeta.

A crise teve um avanço significativo a partir de 2018 e a forte disputa por hegemonia mundial – em campos como corrida tecnológica e espacial, poderio militar, domínio geopolítico e comercial e agora também na busca da primeira vacina para a Covid-19, deve ter impactos imprevisíveis, que devem definir o futuro da Globalização.

 

Fechamento de consulados e proibição do TikTok

Os últimos capítulos dessa novela foram os fechamentos do Consulado chinês em Houston (EUA) e do consulado americano em Chengdu (China) e o anúncio, feito pelo presidente Donald Trump, de que irá proibir a rede social chinesa TikTok nos Estados Unidos, alegando que a plataforma pode estar a serviço de espionagem por parte do setor de inteligência chinês.

Especialista em direito internacional, o professor Acácio Miranda avalia que a ação retaliatória de fechamento dos consulados não representa riscos reais nas relações, mas aponta que existem divergências. “Formalmente, os consulados são representações comerciais, razão pela qual não há riscos para as relações entre as duas nações, pelo menos nesse atual momento. Apesar disso, é um indicativo de que uma série de problemas entre as duas superpotências devem ser superados”, opina.

O professor acredita que esse cenário de confronto constante pode sofrer uma virada de rumo, caso o atual presidente Donald Trump não ganhe as eleições americanas, previstas para ocorrerem em setembro.  “Se o cenário de favoritismo do candidato democrata Joe Biden for confirmado, a política externa americana deverá ser abruptamente alterada, voltando a um paradigma conciliatório, em consonância aos oito anos de Barack Obama”, espera Acácio.

 

Nova potência Mundial

Na área econômica e comercial, o ímpeto chinês em tomar a dianteira mundial e a dependência que países de todo o globo possuem do gigante asiático chamam a atenção de especialistas. Economista e advogado, o professor Alessandro Azzoni cita o fato de que, com a crise da Covid-19, várias indústrias mundiais foram afetadas pela falta de componentes internos e matéria prima oriunda da China. “O mundo criou uma dependência dos produtos chineses e o governo Trump, que é extremamente nacionalista, percebeu essa dependência”, explica o professor.

Ele acredita ser inevitável que a China assuma o protagonismo e seja a grande potência mundial a partir de 2030, acima dos EUA. “A política expansionista comercial dos chineses é absurda e isso inclui a criação de novas rotas de comércio em todo o continente asiático, avançando para Europa, além de rotas marítimas para outros mercados mundiais”, aponta Azzoni.  

 

PERFIL DAS FONTES

Alessandro Azzoni é advogado e economista, especialista em direito ambiental, com atuação nas áreas do Civil, Trabalhista e Tributário. É mestre em Direito da Universidade Nove de Julho, especializado em Direito Ambiental Empresarial pela Faculdade Metropolitanas Unidas (FMU). Graduado em direito pela FMU. Bacharel em Ciências Econômicas pela FMU.  Professor de Direito na Universidade Nove de Julho (Uninove). É Conselheiro Deliberativo da ACSP - Associação Comercial de São Paulo; Coordenador do NESA –Núcleo de Estudos Socioambientais – ACSP - Associação Comercial de São Paulo; Conselheiro membro do conselho de Política Urbana - ACSP - Associação Comercial de São Paulo; Membro da Comissão de Direito Ambiental OAB/SP.

Acácio Miranda da Silva Filho é Doutorando em Direito Constitucional pelo IDP/DF. Mestre em Direito Penal Internacional pela Universidade de Granada/Espanha. Cursou pós-graduação lato sensu em Processo Penal na Escola Paulista da Magistratura e em Direito Penal na Escola Superior do Ministério Público de São Paulo. É especialista em Teoria do Delito na Universidade de Salamanca/Espanha, em Direito Penal Econômico na Universidade de Coimbra/IBCCRIM e em Direito Penal Econômico na Universidade Castilha - La Mancha/Espanha. Tem extensão em Ciências Criminais, ministrada pela Escola Alemã de Ciências criminais da Universidade de Gottingen, e em Direito Penal pela Universidade Pompeu Fabra.

Publicado em Política

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31