fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Segunda, 24 Agosto 2020

 

SÃO CARLOS/SP - O vereador Robertinho Mori através do ofício 049/20, protocolou em 30 de julho de 2020, o valor de R$ 63.568,19 (Sessenta e três mil e quinhentos e sessenta e oito reais e dezenove centavos), de minha sua Emenda Parlamentar, para o Progresso e Habitação São Carlos – PROAB. O intuito da destinação é para viabilizar a instalações de 03 Academias ao Ar livre, sendo estas localizadas:

➡️Rua Dr. Alderico Viêira Perdigão com a Rua Prof. Felipe Beltrame e Rua Júlio Rizzo - Jardim Cruzeiro do Sul, denominada de “Praça Jose Gullo Filho”;

➡️Rua Francisco Carlos da Silva com a Rua Batista Laura Riceti e Rua Joaquim Gonçalves Lêdo - Jardim Medeiros, denominada de “Praça João Petroni”;

➡️Rua Dr. Joaquim Rodrigues de Siqueira com a Rua Prof. José Geraldo Keppe e Rua Sebastião José Alexandre - Boa Vista, denominada de “Praça Tarciso Mora”;

➡️Rua Desembargador Júlio de Faria com a Rua Sebastião José Alexandre e Rua Antonio Martinez Carrera Filho - Boa Vista, Parque Infantil, denominado de “Praça Antonio Roda”.

 

Publicado em Política

SÃO CARLOS/SP - Uma estudante da Escola Estadual Álvaro Guião encontrou na literatura uma forma de expressar os seus sentimentos. A vida da aluna foi transformada quando em uma caneta e em folhas de papel criou refúgio para manifestar suas emoções por meio de personagens fictícios.

A profundidade dos conflitos vividos pelos personagens criados pela estudante do terceiro ano Esther Rosa, de 17 anos, despertaram a atenção de amigos e professores, uma vez que levam os leitores a refletirem sobre conflitos existenciais.

A escritora adolescente redigiu até o momento sete histórias sobre aventura, fantasia e suspense, que são: Quatro Elementos, Entre Tayler e Tayler, O Amor É, O Urso Negro, O Guardião do Paraíso, Carly, S.O.S Planeta Terra: O diamante de Cartwheel. 

A história o "O Urso Negro" é a única publicada no aplicativo Wattpad (comunidade de leitores e escritores) e pode ser lida integralmente e gratuitamente. A história narra o desafio de doze irmãos que são mandados embora de casa para um país longe. Tendo que morar em uma residência, na qual é o motivo da maior superstição das pessoas a sua volta, os personagens precisam conviver com paranormalidades que acontecem entre eles, causando brigas, ataques e medo.

As demais histórias, Esther publicou alguns trechos nas redes sociais e guarda o acervo completo em uma pasta no formato de livros. A jovem disse que tudo começou a partir dos 10 anos. Quando era criança, na escola, enfrentou o bullying por estar acima do peso e acabou desenvolvendo depressão e ansiedade.

"Como eu era criança, não sabia ao certo o que estava acontecendo comigo e eu não tinha voz o suficiente para falar com meus pais sobre os problemas", afirmou a adolescente.

Foi então que ela começou a escrever aleatoriamente histórias curtas. "Eu expressava o que estava sentindo e passava para os sentimentos do protagonista da história, que no final, o personagem principal sempre arranjava uma solução para seus (e meus) problemas", contou a escritora, ressaltando que atualmente experiências pessoais e músicas inspiram as suas histórias. 

A adolescente afirma que é leitora assídua de histórias sobre utopia e aventura. O livro que mais gostou de ler foi a Saga do Maze Runner (possui uma trilogia em filme). O sonho da garota é ser escritora e atriz e ver suas histórias publicadas em livros de editoras e se tornarem roteiros de filmes.

Ela relembrou que familiares e amigos próximos chegaram a ler suas histórias e se identificaram com os dramas e dilemas que seus personagens enfrentam.

"Eu sei o quanto minhas histórias tem significado, não só pra mim, mas para aqueles que leram e me disseram o quanto os tocou emocionalmente. Minhas histórias em livros ajudariam pessoas a lidar com aquilo que elas não conseguem achar solução. Não precisam passar necessariamente pelo o que passei, mas sei que de alguma forma poderá ajudar", argumentou.

Projeto de Vida

Esther tem recebido apoio das aulas do Projeto de Vida, que faz parte do Programa Inova Educação, da Secretaria da Educação Estadual, administradas por Sonia Appleby, professora de Português e Inglês, na Escola Estadual Álvaro Guião.

O principal objetivo da matéria é contribuir para a concretização dos sonhos dos alunos, trabalhando com algumas competências socioemocionais, com a finalidade de ajudar os estudantes a lidarem com situações do cotidiano, especialmente neste momento de pandemia.

Foi em umas das atividades remotas propostas aos alunos sobre planejamento de um projeto de autorrealização que a professora Sonia observou a aptidão da aluna Esther para escrever, a qual ela mencionava que a sua autorrealização seria escrever e publicar pelo menos um livro no período de um ano.

"Isto me trouxe muita felicidade, por ver uma aluna tão dedicada, inteligente e com tanta determinação nesta fase de intensas transformações e dúvidas para os jovens que estão deixando o Ensino Médio, e ela já estar começando a construir sua identidade", afirmou a professora.

A docente disse que procura sempre incentivar e auxiliar Esther a buscar realizar o sonho de ser escritora. "Procuro fazer comentário e sugestões para auxiliá-la na criação de uma mentalidade proativa", ressaltou.

A dirigente Regional de Ensino da região de São Carlos, Débora Gonzales Costa Blanco, elogiou Esther e relembrou o desafio estudantil neste período de quarentena.

"Esther é uma excelente aluna, muita participativa e através das aulas de Projeto de Vida, que faz parte do programa Inova Educação, foi encorajada a mostrar suas histórias e concretizar os seus sonhos entre eles se tornar uma escritora. Nesse momento de isolamento social, em muitos casos, a aproximação entre professor e aluno foi intensificada. E temos esse belo exemplo, Esther e Sônia, professora de Projeto de Vida. Temos muito orgulho de tê-la como aluna", ressaltou a dirigente.

Resumo dos livros

Quatro Elementos - o livro conta a vida de três irmãos que são obrigados a morar com uma desconhecida e acabam vivendo coisas extraordinárias que estavam escondidas do resto do mundo (inclusive deles). A partir disso, precisam enfrentar problemas que todas aquelas maravilhas podem causar à humanidade.

Entre Tayler e Tayler - um garoto de sete anos que, após uma mudança com sua família, tende a viver um novo recomeço de sua vida. Mas dessa vez, com um companheiro um tanto inesperado. Tayler recebe a visita de si mesmo, que promete ajudá-lo a lidar com todas as ruindades que uma criança não deveria viver, e o auxilia a consertar aquilo que está fora de lugar em sua vida.

O amor é - Jonas e Miguel vivem uma vida rotineira e isolada, e quando a triste notícia de que Miguel não sobreviveria a doença que o abatia, Jonas e seu melhor amigo, Rick, entram em uma aventura baseada em quatro grandes viagens, para poder fazer dos últimos dias do garoto, os melhores que ele poderia ter.

O urso negro - doze irmãos são mandados embora de casa para um país longe. Tendo que morar em uma casa, na qual é o motivo da maior superstição das pessoas a sua volta, precisam conviver com paranormalidades que acontecem entre eles, causando brigas, ataques e medo. Não há quem possa escapar de quem pode ver tudo. Esta história pode ser encontrada no aplicativo Wattpad digitando "Therrosa".

O guardião do paraíso - curumins são mandados para uma outra ilha após sua tribo ser atacada pelos jaguares de Fergus. Sozinhos e com medo, as crianças pedem a ajuda do guardião do paraíso, Moshua, mas mal elas sabem que o que Fergus e os próprios deuses, estão caçando é aquele que as protege.

Carly - Liam Fray é um garoto popular e problemático, vivendo suas crises emocionais causadas pelos traumas que sofreu. Ao longo de sua adolescência, é obrigado a criar um laço com a garota que mais odiava, Carly, uma cadeirante, e a partir dessa ação, começa a notar o quanto ela poderia ser especial em sua vida.

S.O.S Planeta Terra - O diamante de Cartwheel-1980 e as ruas de Atlanta são um perigo para toda a sociedade, mas não é apenas a Via Láctea que luta contra um assassino cruel. Distante de tudo o que poderiam imaginar, Lizzy e Roan fogem de Sculptor, em direção à Terra, para proteger (e até mesmo destruir) aquilo que poderia fazer o universo todo explodir em guerra.

 

*Por Abner Amiel - Colaboração

Publicado em Educação

BRASÍLIA/DF - O presidente Jair Bolsonaro lançou hoje (25) o novo programa habitacional do governo federal. Chamado de Casa Verde e Amarela, o programa é uma reformulação do Minha Casa Minha Vida, com foco na regularização fundiária e na redução da taxa de juros, para aumentar o acesso dos cidadãos ao financiamento da casa própria.

Durante cerimônia no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro assinou a medida provisória (MP) que cria o programa e disse que, agora, “a bola está com o Parlamento”. “Não tenho muito a dizer, apenas cumprimentar os ministros que trabalharam incansavelmente nessa questão, bem como o nosso Parlamento, que agora recebe essa MP e a aprovará, com toda certeza e, se for o caso, fará aperfeiçoamentos. Assim é que se fazem as leis, assim que nos apresentamos para atender a nossa sociedade”, disse.

A meta é atender 1,6 milhão de famílias de baixa renda com o financiamento habitacional até 2024, um incremento de 350 mil residências em relação ao que se conseguiria atender com os parâmetros atuais. Isso será possível em função de negociações com o Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), que subsidia o programa, e com a Caixa Econômica Federal, que é o agente financeiro.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, as Regiões Norte e Nordeste serão contempladas com a redução nas taxas em até 0,5 ponto percentual para famílias com renda de até R$ 2 mil mensais e 0,25 ponto para quem ganha entre R$ 2 mil e R$ 2,6 mil. Nessas localidades, os juros poderão chegar a 4,25% ao ano e, nas demais regiões, a 4,5% ao ano.

“Nós teremos um tratamento diferenciado para as regiões que historicamente têm uma condição menor em relação aos seus índices de desenvolvimento humano”, disse o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. O limite do valor dos imóveis financiados no Casa Verde e Amarela também foi ampliado, com o objetivo de estimular a construção civil a atuar nessas localidades.

Ao longo de quatro anos, o subsídio do FGTS vai cair de R$ 9 bilhões ao ano para R$ 7,5 bilhões ao ano. Ainda assim, segundo o ministro, com a diminuição da taxa de juros e da prestação do financiamento, famílias que antes não eram atendidas em razão da faixa de renda, poderão acessar os benefícios, já que a legislação prevê que as famílias podem comprometer apenas 30% da sua renda com prestação habitacional.

Ao mesmo tempo, a Caixa aceitou reduzir a taxa de remuneração para a prestação dos serviços. “Isso é eficiência e saber gerir os recursos públicos, e tendo zelo pelo dinheiro da população. Isso vai permitir que mais 350 mil unidades sejam construídas com menos dinheiro”, disse Marinho, destacando que o governo prevê agregar mais de 2 milhões de novos empregos diretos e indiretos e mais de R$ 11 bilhões de recursos à arrecadação.

Renegociação e regularização

O ministro explicou ainda que o Casa Verde e Amarela permite a renegociação de dívidas dos mutuários da faixa 1, de baixa renda, o que o Programa Minha Casa, Minha Vida não permitia. “Falamos de inadimplência que está beirando 40% dessas famílias. E são os mais pobres, os que ganham até R$ 1,8 mil”, disse. Um mutirão de renegociação deverá ser organizado após o fim da pandemia de covid-19.

Em negociação com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), o governo federal também vai destinar R$ 500 milhões para programas de regularização fundiária e pequenas melhorias habitacionais em inadequações. São recursos do Fundo de Desenvolvimento Social, fundo privado alimentado por mais de 30 bancos.

Marinho estima que mais de 40% dos 70 milhões de habitações do país não tenham escritura pública. A meta é regularizar 2 milhões de moradias e promover melhorias em 400 mil até 2024. Esse programa será realizado por meio de editais, em parceria com os governos locais, para famílias com renda de até R$ 5 mil mensais que vivam em núcleos urbanos informais.

Até então, as prefeituras realizavam programas próprios de acordo com o Estatuto das Cidades, de 2000, e o Reurb, de 2017. “O que não havia era uma política de apoio do governo federal. Vamos disponibilizar os recursos e auxílio técnico, levando em consideração o que deu errado em uma série de programas por todo o país”, explicou o ministro.

Em relação à melhoria dos imóveis, o programa prevê reforma e ampliação do imóvel, como construção de telhado, quarto extra, banheiro, instalações elétricas ou hidráulicas, colocação de piso e acabamentos em geral. Também poderão ser instalados equipamentos de aquecimento solar ou eficiência energética. Serão atendidos proprietários de imóveis escolhidos para regularização fundiária, com renda mensal de até R$ 2 mil.

Novos grupos

O conceito de faixas de renda do Minha Casa Minha Vida foi alterado para grupos no Casa Verde e Amarela. São eles: Grupo 1, famílias com renda de até R$ 2 mil; Grupo 2, famílias com renda entre R$ 2 e R$ 4 mil; e Grupo 3, famílias com renda entre R$ 4 mil e R$ 7 mil.

De acordo com cada grupo, há subsídios e programas diferentes que serão oferecidos aos cidadãos. As diferenças deverão ser especificadas em regulamentação do Ministério do Desenvolvimento Regional.

 

 

*Por Andreia Verdélio – Repórter da Agência Brasil

Publicado em Política

Dentro da casa da acusada foram encontrados tijolos de maconha e balanças de precisão

 

RIBEIRÃO PRETO/SP - A Polícia Civil prendeu uma mulher, de 33 anos, que foi surpreendida armazenando drogas em sua residência, no bairro Quintino Facci II, na zona norte do município de Ribeirão Preto.

A ação foi realizada por agentes da 1ª Delegacia de Investigações Gerais (DIG), da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic), que apuravam o tráfico de drogas na região.

Após descobrirem o endereço onde era realizado o comércio de entorpecentes, os policiais foram até o local e, durante diligências em campo, abordaram a suspeita em frente à casa alvo.

A mulher imediatamente confessou que guardava materiais ilícitos no imóvel. Em vistoria na residência, foram localizados cinco tabletes, três porções menores e dez bitucas de cigarros de maconha.

Ainda foram encontrados mais de R$ 40 em moedas, possivelmente provenientes do tráfico, duas balanças de precisão e fita adesiva. Todos os materiais foram apreendidos para perícia.

A acusada informou que armazenava os entorpecentes para uma terceira pessoa. Ela foi presa em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. As investigações prosseguem.

Publicado em Ribeirão Preto

SÃO CARLOS/SP - A ACISC (Associação Comercial e Industrial de São Carlos) informa que entre os dias 3 e 13 de setembro, ocorrerá a “Semana Brasil”, que tem tudo para consolidar a recuperação do comércio brasileiro.

A ACISC apoia o evento. O presidente da entidade, José Fernando Domingues, estima que a ação ajude a impulsionar as vendas no mês de setembro. “Certamente, a Semana Brasil vai estimular as vendas neste período, sobretudo, ajudará nossos comerciantes a melhorarem as vendas nesse período”, contou.

A previsão da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) é que seja registrado um aumento entre 10% e 15% em relação ao mês anterior, nas vendas. “Embora não seja uma previsão que gostaríamos, mas já nos deixaria satisfeitos. Esperamos que esses números superem as expectativas da Facesp”, afirmou Zelão. “Que a Semana Brasil possa estimular a retomada do comércio e a geração de empregos no setor por conta do aumento previsto no movimento das lojas”, complementou.

O presidente ressalta que o Departamento de Marketing da ACISC elaborou algumas peças para comunicação visual da campanha, que estão à disposição no site da entidade (www.acisc.com.br). “Nosso Marketing elaborou essas peças publicitárias, das quais os comerciantes poderão baixar no nosso site, colocar o logotipo da sua empresa, imprimir e fixar em seus estabelecimentos comerciais”, contou. “Vale lembrar que os comerciantes que quiserem, também poderão decorar suas lojas com as cores verde e amarela, alusivas à Semana do Brasil, por conta própria”, completou.

Além do material que pode ser impresso, a ACISC disponibiliza peças digitais para serem utilizadas nas redes sociais (Facebook, Instagram e outras), as quais também podem ser baixadas no site da entidade.

A SEMANA

Criada para aliar o espírito patriótico da semana de 07 de Setembro com incentivos e descontos para pequenos, médios e fortes comerciantes, a Semana Brasil de 2020, conta com gigantes do comércio de diferentes setores, como alimentação, eletrônicos e eletrodomésticos, computadores, móveis, produtos de higiene e limpeza, cosméticos, alimentação e material esportivo aderiram à campanha e devem participar contribuir para o acúmulo das vendas e a circulação da economia.

O slogan da campanha de 2020 é “Todos juntos com segurança pela reconquista e o emprego”, e a iniciativa foi pensada para ser a primeira data comemorativa da varejadura após a reabertura do comércio, que sofre restrições desde março.

Publicado em Comércio

RIO DE JANEIRO/RJ - A série brasileira “Sob Pressão” voltará ao ar ainda este ano, antes mesmo do início da quarta temporada, prevista para 2021. A edição especial “Sob Pressão – Plantão Covid” começou a ser gravada em agosto e chegará às telas ainda em 2020, mas ainda sem data definida de lançamento. Como o próprio nome já indica, esses dois episódios terão como tema principal a pandemia do novo coronavírus.

“A série é reconhecida por incorporar os problemas da saúde pública do Rio de Janeiro e do Brasil, e essa é uma das nossas características mais fortes. Muitas das histórias que vimos acontecer recentemente foram expostas nas tramas das temporadas. Era inevitável que fizéssemos isso também com a Covid. Nesta edição especial, todos os profissionais de saúde da série têm uma história forte, todos são protagonistas. Essa foi a forma que encontramos de homenagear essas pessoas”, contou o autor da obra, Lucas Paraizo.

A sinopse de “Sob Pressão – Plantão Covid” afirma que, após um período em uma missão humanitária no interior do Brasil, os personagens Carolina (Marjorie Estiano) e Evandro (Julio Andrade) são convocados para voltar ao Rio de Janeiro para atender aos pacientes infectados pela Covid-19.

Além de falar pandemia do novo coronavírus e mostrar a rotina de um hospital de campanha, a edição especial da série irá contar como o protagonista Evandro decidiu ser médico.

 

 

*Por: Rodrigo Costábile / FAMOSIDADES

Publicado em TV

Alterações podem ocorrer em casos confirmados de redução de renda

 

SÃO CARLOS/SP - Com o distanciamento social imposto pela pandemia de covid-19 afetando o comércio e mais diretamente o emprego de famílias brasileiras, muitos lares tiveram suas rotinas afetadas. Esse efeito dominó também atingiu questões envolvendo direitos de família, que ganharam novos contornos, desde regulamentação de visitas até o pagamento de pensão alimentícia. 

O advogado Guilherme Galhardo Antonietto conta que atualmente a Justiça tem recebido uma grande demanda de pedidos relacionados à revisão desses deveres. Entre os diversos critérios avaliados, estão a análise de fundamentos tanto fatídicos, quanto jurídicos. 

“O devedor precisa entender que não basta a alegação de que sua renda foi afetada. O juiz irá analisar a real necessidade, em números/valores, de quem recebe a pensão frente a possibilidade de o alimentante pagar determinado valor, levando em conta seu patrimônio e rendimentos”, explica.

O advogado diz que outro ponto a ser observado na situação atual foi a suspensão de algumas visitas, o que deixa as crianças por mais tempo com o pai ou a mãe e consequentemente eleva os gastos diários. Por outro lado, despesas com lazer, escola e academia podem ter sofrido baixas. 

Para que haja revisão de pensão alimentícia, entende-se que a justificativa perante o juiz deve apresentar provas de quanto se ganha e quais os gastos pontuais em tempos de pandemia. Dessa forma, cada caso é avaliado individualmente, para que os levantamentos apontados por ambas as partes sejam ouvidos e comprovados através de números, recibos, planilhas e notas fiscais. 

Execução de alimentos e prisão do devedor

A execução de alimentos, prevista no artigo 528 no novo Código de Processo Civil, denota que se a dívida em atraso corresponde às três últimas prestações anteriores ao ajuizamento da execução, – sendo ou não consecutivas - a consequência é a prisão do executado em regime fechado. 
Entretanto, a recomendação 62 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), explana que prisões decorrentes de débito alimentar devem ser convertidas do regime fechado para o domiciliar; como a medida pode ser avaliada inócua durante a pandemia, a cobrança pode ainda, ser realizada por meio de penhora dos valores. 

Quem é Guilherme Galhardo Antonietto?

Graduado em 2016 em direito pela Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto, Guilherme Galhardo Antonietto é especialista em direito civil pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG) e mestrando em direito pela Universidade de Araraquara.
Atualmente, Galhardo é palestrante e professor de direito civil em cursos preparatórios para a OAB, professor da pós-graduação EAD da Universidade de Araraquara e professor em direito civil e processo civil do Centro Universitário Unifafibe de Bebedouro.
Também é advogado-sócio no escritório Galhardo Sociedade de Advogados e atua como colunista da coluna ‘Papo Jurídico’ do site Migalhas.

Publicado em Outras Notícias

Estudo realizado em São Carlos também traçou um perfil dos efeitos da pandemia em São Carlos

 


SÃO CARLOS/SP - O “Testar para Cuidar – Programa de Mapeamento da COVID-19”, um dos maiores levantamento da doença no país, foi concluído e trouxe informações importantes sobre a evolução da COVID-19, em São Carlos. O estudo foi uma iniciativa da Santa Casa, Prefeitura de São Carlos, Statsol, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), Hospital Universitário (HU-UFSCar) e Unimed São Carlos e vai auxiliar no planejamento de estratégias para o combate à pandemia e a retomada das atividades no município. 

Realizado em 4 etapas, o “Testar para Cuidar” contou com a participação de 3.914 pessoas, 70% dos convocados para o levantamento. Destas, 68 tiveram contato com o novo coronavírus. O estudo revelou que a prevalência da COVID-19 aumentou 67% em pouco mais de um mês, saltando de 1,62% na primeira fase, realizada nos dias 13 e 14 de junho, para 2,7% na quarta fase, nos dias 25 e 26 de julho. 

Da população testada, 55,7% foram mulheres. A idade média dos que compareceram foi de 50 anos. Um idoso de 102 anos participou do levantamento. Dentre os participantes, 35,6% relataram ter doenças cardiovasculares, 20,3% doenças endocrinológicas, 8,8% são obesos e 2% gestantes/puerpério. Mais da metade (52,2%) disseram que bebem atualmente, 17,2% são fumantes e 2,7% usam alguma droga inalatória. 

O estudo ainda revelou que 37,8% dos participantes tiveram redução do rendimento financeiro desde o início da pandemia. 34% residem com quatro pessoas ou mais na mesma casa. E 46,9% têm contato com criança em idade escolar. 

Sobre o isolamento social, 55,5% disseram que só saem de casa por extrema necessidade e 8,4% estão saindo como antes do início da pandemia. As razões para sair de casa foram 86,9% a trabalho, 37,1% para compras de suprimentos e 19,8% para ir ao banco e fazer pagamentos.

O “Testar para Cuidar” também questionou os hábitos de higiene. 96,1% aumentaram a lavagem das mãos e 2,3% fizeram uso de medicação para COVID-19 por conta própria. O uso de máscaras também é alto: 97,1% disseram usar regularmente. Sobre as dificuldades em usá-la, 32,4% falaram que irrita o nariz e 28,7% esquecem de colocar. Já 11,1% acreditam que a máscara não protege e 7,4% dos participantes do levantamento disseram que não acreditam que vão ficar doentes. 
O Mapeamento – O Programa de Mapeamento da COVID-19 contou com uma rede de voluntários para a realização das 4 etapas. A cidade foi dividida em 19 setores e em cada etapa 1.400 pessoas eram selecionadas para a coleta de dados e exames de sangue. Cento e dois voluntários, entre alunos do curso de Medicina e de outras áreas da saúde da UFSCar e de outras instituições de ensino, integrantes ou não da ação “Brasil Conta Comigo”, juntamente com profissionais voluntários da área da saúde do HU-UFSCar e Santa Casa, fizeram a visita domiciliar para o contato com os moradores e a entrega de senhas. 

A entrevista, coleta, transporte e análise contou com a participação de 170 pessoas, inclusive com a equipe da Unimed e profissionais da área da saúde do HU-UFSCar. 

Os exames tipo ELISA, usados para detecção de anticorpos anti SARS-CoV, foram feitos no Laboratório de Inflamação e Doenças Infecciosas (LIDI), do Departamento de Morfologia e Patologia (DMP) da UFSCar. Os kits para a realização dos testes foram comprados pela Prefeitura de São Carlos. 

Todos as pessoas com resultado de exame positivo foram contatadas pela equipe médica do levantamento, orientadas e algumas estão sendo acompanhadas pelo Centro de Atendimento de Infecções Crônicas (CAIC) ou pelo Ambulatório de Doenças Infecciosas Agudas e Covid-19do HU-UFSCar. 

O “Testar para Cuidar – Programa de Mapeamento da COVID-19” contou com a colaboração do São Francisco, Clara Resorts, Dr. Tips e Centro de Diagnóstico e Pesquisa em Biologia Molecular Ivo Ricci.

Publicado em Coronavírus

O sacerdote traz mensagem de fé e esperança em meio a pandemia com seu novo trabalho

 

SÃO CARLOS/SP - Após surpreender com seu quinto DVD, Padre Reginaldo Manzotti lança nesta terça-feira, 25 de agosto,  o single “Invade Minh’alma”, em todas as plataformas digitais. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/InvadeMinhAlma.

Em meio a pandemia, repleto de momentos difíceis e com tantas dúvidas, o sacerdote traz uma mensagem de fé e esperança: “Invade minh'alma me ama e me acalma. E sonda o meu ser me cura e me salva...”. 

Cada vez mais somos chamados a ter uma vida de intimidade e comunhão com Deus. E quanto mais o conhecemos mais nos apaixonamos por ele. Essa música é uma entrega a Deus. Um ‘abandonar-se’ em seus braços na certeza de que o coração de Cristo se move de amor por nós”, disse Padre Reginaldo Manzotti.

Recentemente, Padre Manzotti apresentou em seu canal oficial da VEVO os clipes de “Tempo de Inovar”, o quinto DVD da discografia do sacerdote que arrasta multidões. Gravado na Live Curitiba, em Curitiba (PR), em 2019, com a presença de mais de cinco mil pessoas, o DVD contou com três convidados especiais: DJ Alok, um dos maiores nomes da música eletrônica mundial (na faixa “Vou para o alvo”), Naiara Azevedo, uma das potências do sertanejo feminino (em “Hora de Amar”), e Gustavo Mioto, um dos cantores mais ouvidos do Brasil (na canção “A felicidade mora aqui”).

Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/TempoDeInovar. 
Assista a todos os clipes no canal oficial de Padre Manzotti: youtube.com/Padremanzottivevo
 

www.padrereginaldomanzotti.org.br

Facebook: facebook.com/padrereginaldomanzotti

Twitter: twitter.com/padremanzotti

Instagram: @padremanzotti

Youtube: youtube.com/PadreManzotti

VEVO: youtube.com/Padremanzottivevo

Publicado em Pop & Arte

SÃO PAULO/SP - Nono filme da série Velozes & Furiosos, e segundo da nova trilogia (Velozes 8, 9 e 10), que não conta mais com a presença de Paul Walker, falecido em 2013. O longa vem dando continuidade às corridas eletrizantes da equipe de amigos liderada por Dominic Toretto (Vin Diesel).

Classificação indicativa a definir por http://www.culturadigital.br/classind

 

 

*Por: ADOROCINEMA

Publicado em Entretenimento

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31