fbpx

Acesse sua conta de usuário

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
 

Pesquisa teve a participação de docentes de diversas instituições brasileiras, entre elas a UFSCar, e sugere estratégias para avançar na prevenção de queimadas

 

SÃO CARLOS/SP - Os incêndios que ocorrem anualmente em diferentes regiões do Brasil causam, além da destruição de amplas áreas de vegetação, morte de animais, acidentes em estradas, perda de plantações e problemas respiratórios nos seres humanos, dentre outros danos. Pesquisadores de nove instituições brasileiras compartilharam recentemente suas análises sobre as causas desses incêndios em diferentes ecossistemas, seus impactos no ambiente e consequências para o bem estar humano, em artigo na revista Perspectives in Ecology and Conservation intitulado "Compreendendo os incêndios catastróficos no Brasil: Causas, consequências e políticas necessárias para prevenir tragédias futuras".

Com base em revisão da literatura, no conhecimento especializado dos autores e em informações trocadas com administradores de parques nacionais, técnicos - do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Embrapa e de organizações não governamentais (ONGs) -, e com outros pesquisadores, os autores apresentam o panorama recente dos crescentes focos de incêndio nos biomas brasileiros e propõem estratégias para avançar na prevenção.

Alexander Vicente Christianini, docente do Departamento de Ciências Ambientais do Campus Sorocaba (DCA-So) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e um dos autores do artigo, destaca a relevância de diferenciar os incêndios naturais dos causados pelo ser humano. Ele explica que, para avaliar o impacto causado por um incêndio, é preciso considerar, além de sua origem (natural ou humana), a intensidade, época do ano e as peculiaridades de cada bioma brasileiro, já que reagem de forma diferente ao fogo. 

Os incêndios naturais costumam ser menos intensos e ocorrer em estações mais úmidas, já que, nas secas, dificilmente há relâmpagos ou raios, que são a fonte de ignição do fogo. Em vegetações como Cerrado (a savana brasileira) e áreas de campos nativos, a maioria das plantas e muitos animais tem adaptações para lidar com eles. Nestes locais, a vegetação se recupera das queimadas naturais relativamente rápido, e o fogo favorece a rebrota e floração de muitas espécies - como é o caso das herbáceas -, além de manter a biodiversidade. Já as florestas - Amazônia e Mata Atlântica - tendem a ser muito sensíveis às queimadas. "Quando há incêndios nessas vegetações, temos, comumente, um desastre, pois o fogo causa alta mortalidade de fauna e flora", afirma Christianini.

Já quando provocadas pelo ser humano, as queimadas ocorrem em qualquer época do ano, especialmente nas secas, o que traz prejuízos à fauna e à flora de qualquer bioma. "Os incêndios provocados pela ação humana trazem grandes danos ambientais, já que, no período de seca, há muito mais combustível (material seco) presente na natureza, o que facilita a propagação do fogo", explica o pesquisador da UFSCar. São, assim, incêndios de grandes intensidade e temperatura, que podem desencadear queimadas fora de controle, como a catástrofe ocorrida no Pantanal em 2020, com quase 30% do bioma em chamas.

Esses incêndios são comumente intencionais e provocados com frequência com o intuito de renovar a pastagem, limpar terrenos ou para desmatamento. "Quando o capim está seco, fica menos palatável ao gado; ao atear fogo nas pastagens, há um estímulo à rebrota do capim, que se tornará mais atrativo aos animais. Este é um jeito prático e pouco custoso de renovar a pastagem em curto prazo", comenta Christianini. No entanto, se o manejo do solo não for feito de forma adequada, pode ocasionar grandes problemas em longo prazo - além dos incêndios, redução de fertilidade do solo, por exemplo. "O ideal seria que o pecuarista tivesse acesso a um maquinário adequado, capital e mão de obra para a renovação das pastagens, algo que nem sempre é possível em determinadas regiões", compartilha o pesquisador.

Inscrições são gratuitas e abertas ao público

 

SÃO CARLOS/SP - De 20 a 24 de setembro, será realizada a Semana Acadêmica do curso de Bacharelado em Tradução e Interpretação em Libras/Língua Portuguesa da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), com a temática "Tradução e interpretação da Libras em tempos de emergências sociais: direitos linguísticos, pandemia e representatividade". 

Com parceria da UFSCar, evento reúne expoentes mundiais em diferentes temas e áreas

 

SÃO CARLOS/SP - No dia 20 de setembro, a Community of Researchers on Excellence for All (CREA) e a Universidade de Barcelona, da Espanha, realizam o evento internacional online "Freire: a pedagogia crítica que transforma a educação, a ciência e o mundo". A transmissão será via Zoom, das 10h30 às 15h30 (horário do Brasil).

Impacto da Filosofia e da divulgação científica nas redes sociais é tema de quadro do Peripacast

 

SÃO CARLOS/SP - Já está no ar o segundo episódio do quadro "15 para uma", que faz parte do Peripacast, projeto que debate, em formato de podcast, diversos temas da Filosofia com o intuito de democratizar o conhecimento filosófico e levantar reflexões junto a estudantes e o público em geral. No novo quadro, Caio Souto, idealizador do canal Conversações Filosóficas, conversa sobre o impacto da Filosofia e do trabalho de divulgação científica através das mídias sociais na comunidade acadêmica e não acadêmica. 

O episódio está no Spotify (https://spoti.fi/3nnyrTI) e no YouTube (https://bit.ly/3nH81wv) e em outras plataformas, todas disponíveis em https://linktree.li/peripacast. A lista completa dos episódios também pode ser visitada no site http://peripacast.com.br.

Realizado por estudantes de Filosofia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), o projeto conta com mais de 300 ouvintes no Spotify (https://spoti.fi/3zdlqhW) e mais de 200 ouvintes no YouTube (https://bit.ly/2XiWd8w), além de outras plataformas de streaming de áudio. "Sentimos que nosso podcast tem tomado proporções inesperadas justamente porque o programa é um instrumento muito eficaz de informação, estudo e debate. Os convidados levam a iniciativa para suas universidades e fazem divulgação entre seus pares. O retorno é muito positivo", contam os estudantes da UFSCar que promovem o Peripacast. O público é majoritariamente formado por pesquisadores em Filosofia, estudantes, professores e amantes da Filosofia de todo o Brasil. 

Liga Acadêmica oferta curso introdutório online, gratuito e para todo o público

 

SÃO CARLOS/SP - No dia 20 de setembro, a partir das 19 horas, a Liga Interdisciplinar em Saúde Coletiva e Epidemiologia (LISCE), da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), promoverá um curso introdutório sobre as áreas de Saúde Coletiva e Epidemiologia. A atividade é gratuita, aberta ao público e será uma das etapas da seleção de novos integrantes para a LISCE. As inscrições já estão abertas.

Os temas - Saúde Coletiva e Epidemiologia - serão abordados pelos professores da UFSCar Flávio Borges, do Departamento de Enfermagem, e Bernardino Alves Souto, do Departamento de Medicina. 

A atividade será transmitida pelo YouTube e o link será enviado aos inscritos. Interessados devem inscrever-se neste link https://bit.ly/3zkMWtX e os participantes receberão certificado.

Atividade celebra o Dia Mundial da Segurança do Paciente

 

SÃO CARLOS/SP - Na próxima sexta-feira, dia 17 de setembro, o Hospital Universitário da Universidade Federal de São Carlos (HU-UFSCar/Ebserh/MEC) promove uma live sobre o tema "Aja agora para um parto seguro e respeitoso". A atividade é gratuita e aberta a profissionais de saúde, estudantes e público em geral. O evento será transmitido pelo YouTube a partir das 14 horas.

A atividade integra as ações realizadas em celebração ao Dia Mundial da Segurança Paciente (17 de setembro), instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para mobilizar pacientes, profissionais de saúde, formuladores de políticas, pesquisadores e o setor de saúde em defesa da segurança do paciente. No Brasil, o Ministério da Saúde instituiu o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP) com o objetivo geral de contribuir para a qualificação do cuidado em saúde, em todos os estabelecimentos de saúde do território nacional, públicos ou privados. 

São 21 vagas e as inscrições começam nesta segunda-feira

 

SÃO CARLOS/SP - De ontem (13 de setembro) até o dia 15 de outubro, o Programa de Pós-Graduação em Gerontologia (PPGGero) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) receberá as inscrições na seleção para o mestrado. No total, são ofertadas 21 vagas nas duas linhas de pesquisa do Programa. As inscrições devem ser feitas pela Internet.

As linhas de pesquisa do PPGGero são Saúde, Biologia e Envelhecimento (12 vagas) e Gestão, Tecnologia e Inovação em Gerontologia (nove vagas). O Programa tem como missão fortalecer a pesquisa, a formação e a prática em Gerontologia no Brasil a fim de promover melhorias substanciais nos campos relacionados ao envelhecimento humano. O objetivo do mestrado é capacitar o aluno, teórica e metodologicamente, para atuar como docente no Ensino Superior e iniciar a carreira de pesquisa produzindo conhecimento em Gerontologia e tornando-o acessível para à comunidade científica e à população.

Evento acontece nos dias 22 e 23 de setembro em formato remoto

 

SÃO CARLOS/SP - Estão abertas, até 20 de setembro, as inscrições para a VII Conferência sobre Educação para o Empreendedorismo (CEE'2021), coordenada pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O tema central do evento é "Desafios e soluções para a Educação em tempos de pandemia" e a programação será realizada de forma integralmente remota, com transmissão ao vivo pela web a todos os inscritos. Profissionais da educação ligados diretamente à Secretaria Municipal de Educação de São Carlos têm inscrição gratuita na Conferência.

A atividade é realizada desde 2015 e já passou por países como Portugal e Espanha e, pela primeira vez, está sendo realizada fora da Europa. A UFSCar vai sediar essa edição da CEE’2021 sob coordenação do professor José Marques Novo Júnior, docente do Departamento de Educação Física e Motricidade Humana da Universidade e coordenador do Laboratório de Inovação e Empreendedorismo (Lietec) da Instituição. As comissões organizadora e científica da CEE’2021 contam com a participação de docentes e integrantes de diversas instituições brasileiras e estrangeiras. A missão do evento é integração, discussões propositivas, ideias resolutivas e ações transformadoras.

A conferência tem natureza acadêmico-científica, com foco na inovação e no desenvolvimento de caminhos e soluções que auxiliem a disseminação de experiências e práticas sobre Educação para o Empreendedorismo, oferecendo a possibilidade de uma visão mais abrangente sobre tópicos que cobrem diversas perspectivas, tais como a pedagógica, a institucional, a regional, tecnológica e social, dentro das diversas áreas do conhecimento humano. A ideia da CEE’2021 é estreitar as relações entre a sociedade, a universidade e o poder público, propondo um novo paradigma: a capitalização do conhecimento, ou seja, que o legado da Conferência, de fato, seja transformador em todos os ambientes do ensino público. 

A programação terá sessões plenárias com diversos temas relacionados à temática central da Conferência, apresentados por convidados da UFSCar e de outras instituições brasileiras e estrangeiras. Haverá também apresentações de trabalhos e os detalhes da programação completa estão no site www.lietec.ufscar.br/CEE2021.

Público e inscrições

O evento é aberto a professores dos ensinos Fundamental, Médio e Superior, profissionais liberais, gestores públicos, estudantes dos ensinos Médio e Superior, pesquisadores, órgãos públicos e privados e organizações sociais. Profissionais (professores da rede pública, gestores, coordenadores, diretores) vinculados diretamente à Secretaria Municipal de Educação de São Carlos têm inscrição gratuita na CEE’2021, com limite de 30 inscritos. Os interessados devem enviar e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. com as seguintes informações: nome completo; cargo/função/escola; RG; CPF; justificativas; motivação para participação; e telefone para contato. O preenchimento das 30 vagas gratuitas será por ordem de recebimento dos e-mails, desde que contenham todas as informações requeridas.

As informações completas sobre a CEE’2021 devem ser conferidas no site do evento (www.cee2021.ufscar.br) e nas redes sociais - Facebook (facebook.com/cee.brasil.oficial), Instagram (instagram.com/cee_brasil) e Linkedin (linkedin.com/company/cee-brasil) ou pelos e-mails Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Interessados podem se inscrever até o dia 17 de setembro pela plataforma BOX UFSCar

 

SÃO CARLOS/SP - O uso de correntes elétricas para o tratamento da dor é uma das técnicas mais difundidas e eficazes do mundo. O recurso, usado há mais de dois milênios pela humanidade, não deixou de ser atualizado pelos cientistas até hoje. Para apresentar as novidades da área, estão abertas as inscrições para o curso online "Correntes Elétricas Analgésicas de Baixa e Média Frequência - Prática Baseada em Evidências", ofertado pela UFSCar.

De acordo com Richard Eloin Liebano, docente do Departamento de Fisioterapia da UFSCar, coordenador do curso e autor de livros e de mais de uma centena de artigos publicados, a técnica promove o alívio da dor já durante a sessão de terapia e o efeito pode durar por horas após a aplicação, além de facilitar o processo de reabilitação de pacientes com limitações de mobilidade. "Desde 400 anos a.C., há relatos do uso de peixes elétricos, por exemplo, com o objetivo de controlar a dor. Esse tipo de tratamento não apresenta efeitos adversos e tem poucas contraindicações", descreve.

Diversos estudos científicos têm sido realizados para aprofundar os conhecimentos em relação ao mecanismo de ação e a investigação de como os parâmetros (frequência, duração do pulso e intensidade) devem ser ajustados para melhorar os resultados desse tipo de recurso. "Com o passar dos anos, a aplicação foi aprimorada e, hoje, equipamentos modernos e capacitados atendem diversas condições dolorosas de pacientes. Sendo assim, estudantes e profissionais da área da saúde precisam se atualizar para aplicar o tratamento da dor aguda e crônica de forma mais eficaz de acordo com a ciência", ressalta o especialista, que também é responsável pelo Laboratório de Pesquisa em Recursos Fisioterapêuticos (LAREF) da UFSCar.

O Curso Online "Correntes Elétricas Analgésicas de Baixa e Média Frequência - Prática Baseada em Evidências" acontece no dia 18 de setembro, das 8 às 17 horas.

Mais informações, como valor de investimento, podem ser encontradas na Plataforma Box UFSCar, em www.box.ufscar.br. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail eletroanalgesia.ufscar@gmail.com.

Teleconsultas são voltadas a gestantes a partir da 36ª semana de gestação

 

SÃO CARLOS/SP - O Grupo de Orientação e Cuidado em Aleitamento (GOtAS) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) está ofertando teleconsultas de pré-natal para gestantes a partir da 36ª semana de gravidez. As consultas abordam o aleitamento, são gratuitas e voltadas para gestantes de qualquer parte do mundo, desde que falem Português. 

O GOtAS iniciou suas atividades em março deste ano e já ofereceu 15 atendimentos de amamentação no pré-natal. De acordo com Natália Stofel, docente do Departamento de Enfermagem (DEnf) da UFSCar e coordenadora do Grupo, "uma das principais dificuldades das pessoas gestantes para iniciar e manter a amamentação é ter informações baseadas em evidências". É nesse contexto que o grupo atua de forma a orientar e fornecer informações seguras para as gestantes sobre o aleitamento.

As consultas são realizadas em formato virtual e um encontro tem sido suficiente para passar as informações e orientações necessárias. "A gente mantém o vínculo com as gestantes atendidas e, se houver a necessidade, marcamos outra consulta", explica Stofel.

São ofertadas duas consultas semanais e as interessadas devem entrar em contato com o GOtAS pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou enviar mensagem pelo Instagram do Grupo (@gotas.ufscar). Dúvidas podem ser esclarecidas pelos mesmos canais de contato.

GOtAS

O grupo é um projeto de extensão vinculado ao DEnf e visa oferecer orientação e cuidado em aleitamento com base nas evidências científicas, na humanização e no respeito à diversidade das pessoas que amamentam ou que desejam amamentar. Além da professora Natália Stofel, o GOtAS conta com a participação de outras docentes, alunas de graduação e pós-graduação e profissionais. As informações completas sobre o Grupo podem ser acessadas no Instagram.

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Setembro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30