fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Segunda, 27 Julho 2020

SÃO CARLOS/SP - O Comitê Emergencial de Combate ao Coronavírus, coordenado por Mateus de Aquino, secretário de Comunicação da Prefeitura de São Carlos, recebeu na manhã desta terça-feira (28/07), no auditório do Paço Municipal, representantes de diversas academias da cidade. Na pauta da reunião o horário de funcionamento dos estabelecimentos.

O Plano SP permite que os municípios que estão na Fase Amarela, caso de São Carlos, podem consentir a abertura de academias por 6 horas diárias, porém com capacidade limitada em 30% e com agendamento prévio. Inicialmente ficou definido que as academias poderiam funcionar das 12h às 18h no município.

De acordo com os proprietários esse horário não atende o público que frequenta academias e por isso eles solicitaram uma flexibilização com turnos intercalados. O pedido foi de abertura em três horários (manhã, tarde e noite), porém respeitando os protocolos sanitários e às 6 horas diárias permitidas na Fase Amarela.

Após a discussão e sugestões passadas por membros do Comitê ficou acertado que cada academia poderá definir o seu horário, desde que às 6h diárias estejam distribuídas entre 6 da manhã e 10 da noite.

Para o presidente da Câmara Municipal, vereador Lucão Fernandes, esse trabalho do Comitê, sempre com a participação da Câmara, é importante para que as decisões sejam tomadas. “Trabalhamos para o fortalecimento da estrutura hospitalar, para o aumento dos leitos e estamos trabalhando para que a retomada das atividades aconteça com segurança para todos”, ressaltou Lucão.

As normas sanitárias são as mesmas para todos os segmentos: disponibilizar higienização para funcionários e consumidores com álcool gel 70% em pontos estratégicos; os funcionários devem utilizar máscaras durante toda a jornada de trabalho, assim como os clientes; o acesso e o número de pessoas nos estabelecimentos devem ser controlados; manter todas as áreas ventiladas; e o distanciamento entre as pessoas de no mínimo 1,5 metros.

Também participaram da reunião os secretários de Saúde, Marco Palermo, de Planejamento e Gestão, Caco Colenci, a diretora do Procon, Juliana Cortes, o diretor de Fiscalização, Rodolfo Penela e o procurador geral do município, Alexandre Carreira Martins Gonçalves, além dos vereadores Moisés Lazarine, Malabim e Edson Ferreira.

 

Publicado em Comércio

SÃO CARLOS/SP - Um incêndio de grandes proporções acontece neste momento, na vegetação que fica localizada na Rodovia Guilherme Scatena. Próximo a Embrapa Pecuária Sudeste, em São Carlos.

Não se sabe como iniciou esse incêndio, porém ele está consumindo toda vegetação do local, dos dois lados da rodovia, atingindo arvores, pinheiros, etc.

O corpo de bombeiros de São Carlos, junto ao SAAE e caminhões PIPA de empresas privadas, estão no local tentando controlar o incêndio, porém até o momento não tiveram sucesso. O corpo de Bombeiros pede o auxílio de mais caminhões PIPA de empresas privadas, usinas e brigadas de incêndio, que possam auxiliar no controle dessas chamas.

Neste momento, a equipe no local pede cautela, principalmente aos motoristas, pois a visibilidade é quase zero devido a quantidade de fumaça. Até o momento as chamas, que são de grande altura e atingem toda vegetação, ainda não foram controladas.

Publicado em Outras Notícias

SÃO CARLOS/SP - O Batalhão de Ações Especiais da Polícia (BAEP) realiza desde a manhã desta terça-feira (28) operações no CDHU de São Carlos, com o objetivo de prender traficantes pelo local.

Segundo informado, no CDHU, os policiais encontraram indivíduos com entorpecentes e eles foram detidos.

Foi informado ainda que além do CDHU, outros locais também foram vistoriados e a operação teve desdobramento em Araraquara, afirmou um oficial do BAEP.

A operação ainda está em andamento, mais informações a qualquer momento no site da Rádio Sanca.

Publicado em Policial

SÃO CARLOS/SP - Uma colisão envolvendo duas motos deixou um motociclista ferido, na manhã desta terça-feira, na Rua Antônio Rossete, cruzamento com a Rua Hugo Constanzo, no bairro Jardim Ricetti, em São Carlos.

Não se sabe como ocorreu a colisão, mas foi entre um motociclista que pilotava uma Bross Nxr 150 preta e o outro pilotava uma  Honda Tornado 250 vermelha. No cruzamento das duas ruas, houve o choque e quem levou a pior foi o motocilista da Tornado, que se feriu.

A Unidade 284 do SAMU atendeu a ocorrência e encaminhou o rapaz para a Santa Casa de São Carlos para um atendimento médico mais detalhado e melhores cuidados.

O motociclista que pilotava a Honda Bross nada sofreu.

Os moradores daquela região pedem uma melhor sinalização no local, tendo em vista que não é o primeiro acidente que ocorre.

Publicado em Outras Notícias

PIRACICABA/SP - Uma discussão entre vizinhos terminou com um casal esfaqueado, nesta última segunda-feira (27), no bairro Nova América, em Piracicaba. O caso foi registrado no plantão policial como lesão corporal e as circunstâncias sobre o ocorrido serão apuradas posteriormente pela Polícia Civil durante o inquérito policial.

Segundo o boletim de ocorrência (B.O), às 8h49, a Guarda Civil foi avisada sobre uma discussão entre vizinhos. Quando chegaram ao endereço informado, teriam surpreendido um mecânico de 50 anos segurando uma camiseta no abdômen. Ele tinha um ferimento que sangrava bastante e alegou que seu vizinho seria o responsável. A esposa do mecânico tentou defender o marido, mas também foi esfaqueada no braço. O acusado, um aposentado de 61 anos, foi localizado pela GC dentro de sua casa. Ele aparentava ter confusão mental e com odor etílico, além de diversos hematomas no rosto e estava com a roupa suja de sangue.

O aposentado disse que brigou com seu vizinho e para se defender deu golpes de faca. Ele foi conduzido pelos próprios guardas até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Cristina.

O casal foi levado ao Hospital da Unimed, mas somente o mecânico ficou internado. Ele teve uma lesão no tórax e não corre risco de morte, segundo a Guarda.

Em decorrência das agressões entre os vizinhos, o caso será apurado posteriormente pela Polícia Civil, o aposentado foi liberado após prestar depoimento.

 

Publicado em Outras Cidades

SÃO CARLOS/SP - O serviço de recapeamento iniciou a semana com duas frentes de trabalho, sendo que uma das empresas está trabalhando na região central da cidade e outra na rua Miguel Petroni no sentido rodovia/centro.

Na região central a equipe iniciou o recapeamento pela avenida Carlos Botelho, seguindo para a XV de Novembro, rua Jesuíno de Arruda, Padre Teixeira e Treze de Maio.

Pelo cronograma estabelecido pela Secretaria de Obras Públicas e de Serviços Públicos, após essa etapa as equipes seguem trabalhando no recapeamento do Jardim Ipanema, Santa Mônica e Vila Pureza. No dia 10 de agosto os trabalhos começam no Jardim Itamaraty.

No total serão atendidos 27 bairros e recapeados 1.500 quarteirões nesta etapa. De acordo com a Secretaria Municipal de Obras Públicas, pasta que coordena os trabalhos e que fiscaliza a qualidade do serviço prestado pelas empresas vencedoras dos processos licitatórios, ainda serão atendidos os seguintes bairros: Jardim Medeiros, Jardim Beatriz, Vila Carmem, Boas Vista (1 e 2), Recreio dos Bandeirantes, Jardim Paulista, Jardim Bandeirantes, Acapulco, São Carlos III, Jardim Brasil, Vila Monteiro, Jardim Ricetti, Bicão, Vila Nery, Jardim Tortorelli (duas últimas ruas), Vila Marina, Jacobucci, Vila São José, Munique, Maria Stella Fagá e trechos da avenida Trabalhador São-carlense, próximo à USP e terminal rodoviário.

“No total serão investidos R$ 30 milhões liberados pelo Banco do Brasil para a Prefeitura de São Carlos. Começamos pelo Cardinalli, passamos pelo Portal do Sol, agora estamos fazendo as principais ruas centrais, trecho da Miguel Petroni e depois retornamos para os bairros. Nos reunimos com o SAAE e a equipe da autarquia sempre passa antes para verificar a situação das vias e se necessário já faz a parte deles. Também estamos trabalhando com as equipes de limpeza nesses locais e de poda de árvores nas áreas públicas”, explica Mariel Olmo, secretário municipal de Serviços Públicos.

Na etapa anterior quando foram investidos R$ 20 milhões com recursos da Caixa Econômica Federal, foram recapeados 956 quarteirões, outros 745 foram recuperados com recursos próprios, totalizando 1.701 quarteirões recuperados. Já nesta etapa dos R$ 30 milhões a previsão é recapear mais 1.500 quarteirões, totalizando 3.200 quarteirões. Recentemente também foi investido R$ 1,8 milhão com recursos próprios no recapeamento do bairro Presidente Collor.

 “O serviço de recape não vai parar até o final da minha administração. Além desses R$ 30 milhões temos outros recapes que vamos fazer com recursos próprios ainda esse ano. A nossa intenção é recapear 90% das ruas da cidade até dezembro”, afirma o prefeito Airton Garcia.

Publicado em Política

BRASÍLIA/DF - A Polícia Federal deflagrou nesta última segunda-feira (27/7) a terceira fase da Operação Topique, que apura esquema de desvios na Educação no Piauí. Conforme investigação, a primeira-dama do estado e deputada federal Rejane Dias (PT-PI) teria recebido propina em esquema de contratos que envolviam recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica - Fundeb - e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate). Ela era secretária de Educação na época.

A informação foi repassada pela delegada da PF, Milena Caland, em entrevista coletiva. Investigadores não quiseram repassar o valor exato que teria sido recebido em propina pela parlamentar. A investigação apura contratos de 2015 e 2017, período em que a deputada estava licenciada na Câmara dos Deputados e desempenhava a função de secretária. Nesta fase da operação, a PF está investigando pessoas responsáveis pelo pagamento dos contratos, quando nas outras fases os empresários foram os alvos.

“Afora esta questão do cargo especificamente, ao longo da análise do material apreendido constatou-se que houve recebimento de vantagem indevida também por ela (Rejane Dias) e por familiares dela, de modo que nessa última fase a gente teria que incluí-la também, senão não seria razoável”, disse Milena.

O gabinete da deputada na Câmara dos Deputados foi alvo de busca e apreensão, além de outros 11 lugares no Piauí, incluindo a residência da parlamentar e do governador Wellington Dias (PT), com quem ela é casada. Até o momento, segundo o delegado Albert Paulo Servio de Moura, chefe da Delegacia Regional de Investigação e Combate ao Crime Organizado, não há indícios de envolvimento do governador do estado.

A operação desta segunda-feira é uma continuidade de investigações de agosto de 2018 e setembro de 2019 que apontam crimes de organização criminosa, corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e crimes de licitação na Secretaria de Educação.

Conforme as investigações, ficou evidenciado, pelo menos, R$ 51,3 milhões em superfaturamento na prestação de serviços de transporte escolar, com recursos do Fundeb e do Pnate, realizados por servidores da cúpula da pasta que se associaram a empresários de locação de veículos.

O superintendente da Controladoria Regional da União no Piauí, Glauco Soares Ferreira, explicou que ainda não é possível estimar com precisão o prejuízo efetivo, uma vez que há contratos diversos sendo executados pelo grupo de empresas. No entanto, após fazer projeção do prejuízo, seria em torno de 40% do que foi executado até agora desde 2015, o que chegaria a em torno de R$ 191 milhões.

A PF aponta que mesmo após as ações de 2018 e 2019, o governo estadual continua com os contratos com as empresas envolvidas no esquema, que totalizam R$ 96,5 milhões, entre o ano passado e 2020. Assim, os contratos fraudulentos, segundo a delegada Milena Caland, foram aditivados ou prorrogados, de modo que há repercussão financeira até o presente momento.

"Nós esperávamos que a partir de 2018, quando deu-se ciência de que esses contratos apresentavam vícios, a secretaria faria uma nova licitação, o que não aconteceu", afirmou.

Em nota enviada por sua assessoria de imprensa, a deputada diz receber "com tranquilidade os desdobramentos" da operação e que "permanece à disposição para esclarecimentos a todas essas alegações". "Durante seu exercício à frente da Secretaria de Educação, a parlamentar sempre se portou em observância às Leis, tendo em vista a melhoria dos índices educacionais e a ampliação do acesso à educação dos piauienses", informou.

 

Outras secretarias e serviço

A investigação da PF também chega a contratos firmados por prefeituras do Piauí e uma no Maranhão. Nesta etapa, no entanto, o foco foi na secretaria estadual de Educação.

De acordo com o superintendente da CGU no Piauí, Glauco Soares Ferreira, os desvios de recursos eram possíveis graças à atuação do grupo, que envolve empresários e agentes públicos responsáveis pelo acompanhamento de execução de contratos. Apesar dos contratos superfaturados, os serviços executados ainda eram de má qualidade, e "causavam riscos à integridade física dos alunos transportados".

Conforme Ferreira, após a deflagração das primeiras fases da operação, o governo reduziu o valor dos contratos, que eram superfaturados, assim como a quantidade de serviço prestado, o que impactou na qualidade de serviço fornecido. "Jovens tiveram dificuldade de acesso às escolas por conta da redução de rotas do governo após a redução do valor contratado", disse. A Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc) informou em nota "que está colaborando plenamente com a investigação em curso da Polícia Federal e sempre se colocou à total disposição dos órgãos de controle para esclarecer quaisquer questionamentos, visando a transparência e o correto funcionamento da administração pública".

 

 

*Por: Sarah Teófilo / CORREIO BRAZILIENSE

Publicado em Política

MUNDO - O conselho do Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou nesta segunda-feira uma ajuda emergencial de US$ 4,3 bilhões para a África do Sul, cuja economia, já fraca, vem sendo pressionada pela crise decorrente da pandemia.

O FMI aprovou esta assistência financeira na forma do Instrumento de Financiamento Rápido (IFR) "para apoiar os esforços das autoridades que enfrentam uma situação sanitária difícil e as sérias consequências econômicas da comoção causada pela COVID-19", afirmou o FMI em comunicado.

A agência enfatizou que a pandemia coincide com um período difícil para o país.

Como em outras economias emergentes, a volatilidade nos mercados financeiros aumentou durante a pandemia. "Mas o sistema financeiro está mostrando resiliência", avaliou a instituição.

Segundo o FMI, ajudar a África do Sul, que deverá sofrer uma contração de 8% no PIB este ano, também limitará o impacto da crise em nível regional.

As autoridades sul-africanas se comprometeram a administrar a assistência financeira de emergência do FMI "com total transparência".

A África do Sul é o país com o maior número de casos de COVID-19 na África Subsaariana e o quinto no mundo, com mais de 445.000 contágios e cerca de 6.770 mortes, segundo a contagem da Universidade Johns Hopkins.

Após o anúncio, o Ministério das Finanças da África do Sul afirmou em comunicado que a prioridade é redirecionar os gastos do orçamento para medidas de combate à crise econômica e sanitária.

 

 

*Por: AFP

Publicado em Economia

BRASÍLIA/DF - As micro e pequenas empresas inadimplentes com o Simples Nacional não serão excluídas do regime especial em 2020, informou ontem (27) a Receita Federal. O Fisco atendeu a pedido do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e decidiu suspender o processo de notificação e de expulsão do regime como forma de ajudar os pequenos negócios afetados pela pandemia do novo coronavírus.

Em 2019, mais de 730 mil empresas foram notificadas para exclusão do Simples por débitos tributários. Desse total, cerca de 224 mil quitaram os débitos e 506 mil empresas acabaram excluídas do regime.

Continua depois da publicidade

De acordo com o Sebrae, a manutenção das empresas no Simples Nacional, regime que unifica a cobrança de tributos federais, estaduais e municipais num único boleto, representa uma ação importante para impulsionar a recuperação dos negócios de menor porte, que tiveram prejuízos com a paralisação das atividades.

Segundo levantamento do Sebrae e da Fundação Getulio Vargas (FGV), os pequenos negócios começam a recuperar-se da crise provocada pela pandemia de covid-19. O percentual de perda média do faturamento, que chegou a 70% na primeira semana de abril, estava em 51% na pesquisa mais recente, realizada entre 25 e 30 de junho. Foram ouvidos 6.470 proprietários de negócios em todo o país, entre microempreendedores individuais, micro empresas e empresas de pequeno porte.

 

 

*Por Agência Brasil

Publicado em Economia

BRASÍLIA/DF - De hoje até esta sexta-feira (31) estarão abertas, no site do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) as inscrições no processo seletivo para o segundo semestre de 2020. O resultado será divulgado no dia 4 de agosto. Segundo o Ministério da Educação (MEC), o período para complementação da inscrição dos candidatos pré-selecionados será de 4 a 6 de agosto.

As inscrições no programa, que começariam na semana passada, foram adiadas depois que o MEC identificou inconsistências no processamento da distribuição das vagas ofertadas pelas instituições de ensino superior.

 

Lista de espera

Quem não for pré-selecionado na chamada única do Fies pode disputar uma das vagas ofertadas por meio da lista de espera. Diferentemente dos processos seletivos do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e do Programa Universidade Para Todos (Prouni), para participar da lista de espera do Fies não é necessário manifestar interesse, a inclusão é feita automaticamente.

A convocação da lista de espera vai do dia 4 até as 23h59 de 31 de agosto.

 

Requisitos

Pode se inscrever na seleção do Fies o candidato que tenha participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir da edição de 2010, e tenha alcançado nota média nas provas igual ou superior a 450 pontos.

O interessado não pode ter zerado a redação e deve ter renda familiar mensal bruta, por pessoa, de até três salários mínimos.

 

Programa

O Fies é um programa do MEC que concede financiamento a estudantes em cursos superiores não gratuitos, em instituições de educação superior particulares. O fundo é um modelo de financiamento estudantil moderno, divido em diferentes modalidades, podendo conceder juro zero a quem mais precisa. A escala varia conforme a renda familiar do candidato.

 

 

Por Karine Melo - Repórter da Agência Brasil

Publicado em Educação

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Julho 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31