fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Segunda, 20 Julho 2020

SÃO CARLOS/SP - A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, anunciou nesta terça-feira (21/07) que será montada uma unidade especial de saúde, a partir do próximo mês, no Ginásio Milton Olaio Filho para receber pacientes com síndrome gripal. Será uma espécie de covidário, local reservado para a recepção de pacientes com sintomas de COVID-19. O Ginásio também já recebeu infraestrutura para funcionar como um hospital de campanha, caso seja necessário novos leitos de enfermaria na cidade. O Milton Olaio Filho tem capacidade para até 120 leitos de enfermaria, portanto de baixa e média complexidade, porém até o momento nenhum foi montado já que a Santa Casa possui 24 leitos e o Hospital Universitário 44 leitos de enfermaria/SUS. Assim que a unidade do Ginásio Milton Olaio estiver atendendo, todos os pacientes que procurarem as demais unidades de saúde com sintomas leves e moderados de síndrome gripal serão referenciados para o Ginásio Milton Olaio Filho, local onde passarão por consulta médica e se necessário por testes para comprovar a presença do vírus no organismo. Os casos graves com indicação de internação serão enviados para Santa Casa ou Hospital Universitário. Quem for direto a unidade do Milton Olaio também será atendido. A medida foi tomada, entre outros motivos, para que os casos de baixa complexidade não lotem o Serviço de Urgência da Santa Casa e das Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s). “Na reunião que tivemos com a Santa Casa ficou definido que o referenciamento do hospital não será efetivado neste momento. Por outro lado nos comprometemos a fortalecer a atenção básica, por isso optamos em fazer o atendimento de síndrome gripal em um único local”, explica o secretário de Saúde, Marcos Palermo. Esse redirecionamento no atendimento para pacientes com suspeita de coronavírus vai possibilitar a instalação de novos leitos de UTI/SUS na Santa Casa. “No total serão instalados 14 novos leitos dos 16 previstos, 2 já entraram em funcionamento devido ao aumento do índice de internação. Hoje estamos com 10 leitos no Hospital Universitário e 10 na Santa Casa, mas a ideia é que mais 14 leitos sejam montados na Santa Casa. Estamos dependendo do termo aditivo e do crédito do Ministério da Saúde”, afirma Palermo que garantiu que as UPA’s também estão sendo fortalecidas. A contratação dos profissionais (médicos, enfermeiros, auxiliares) para atender na nova unidade será por meio de uma empresa da área de saúde contatada desde o início da pandemia pela Secretaria de Saúde, porém que os serviços serão utilizados somente agora. Serão montadas salas de medicação, estabilização, consultórios e para recepção dos pacientes. Todos os custos já estão sendo orçados pela pasta. “Essas mudanças são necessárias para não atender em um mesmo espaço, pacientes com suspeita de COVID-19, e aqueles que procuram as unidades por outras doenças”, finaliza o secretário de Saúde. A previsão é de que a unidade do Ginásio Milton Olaio Filho inicie os atendimentos em 30 dias, já que é necessária a montagem dos mobiliários, aquisição de insumos e equipamentos de proteção para dar início aos trabalhos. Até o início das atividades os casos de síndrome gripal continuam sendo atendidos nas unidades básicas e de pronto atendimento.

Publicado em Coronavírus

SÃO CARLOS/SP - A Vigilância Epidemiológica de São Carlos confirma nesta terça-feira (21/07) os números da COVID-19 no município. São Carlos contabiliza neste momento 1.084 casos positivos para a doença (29 resultados positivos foram liberados hoje, com 17 mortes confirmadas e 1 suspeita. 57 óbitos já foram descartados até o momento. Dois resultados de exames foram negativos para COVID-19: do homem de 87 anos que no boletim do dia 19/7 constou como de outro município, porém feita a investigação a VIGEP constatou que a residência da família atualmente é em São Carlos e do homem de 65 anos que teve alta recentemente, mas foi internado novamente no último dia 19/7 e morreu ontem. A Vigilância ainda aguarda o resultado da sorologia do homem de 37 anos que foi a óbito na própria residência aqui na cidade. Dos 1.084 casos positivos, 984 pessoas apresentaram síndrome gripal e não foram internadas, 1 óbito sem internação, 99 pessoas precisaram de internação devido a COVID-19, 66 receberam alta hospitalar, 17 estão internados, 1 paciente de São Carlos está internado em outro município e 16 positivos internados foram a óbito. 696 pessoas já se recuperaram totalmente da doença. 4.247 casos suspeitos já foram descartados para o novo coronavírus (56 resultados negativos foram liberados hoje). Estão internadas neste momento 31 pessoas, sendo 15 adultos na enfermaria (8 positivos, 3 suspeitos, 4 negativos); na UTI adulto hoje estão internadas 13 pessoas (13 positivos - sendo 5 de outros municípios). Na UTI uma criança de outro município está internada com suspeita da doença. Duas crianças estão na enfermaria, uma com suspeita da doença e outra já com exame negativo para COVID-19. A taxa de ocupação dos leitos especiais para COVID-19 de UTI/SUS está hoje em 70%. Na rede privada nenhum paciente está internado neste momento na UTI. Já na enfermaria 1 paciente com suspeita da COVID-19 está internado.

NOTIFICAÇÕES – Já passaram pelo sistema de notificação de Síndrome Gripal do município 6.980 pessoas desde o dia 21 de março, sendo que 5.449 pessoas já cumpriram o período de isolamento de 14 dias e 1.531 ainda continuam em isolamento. A Prefeitura de São Carlos está fazendo testes em pessoas que passam em atendimento nos serviços públicos de saúde com Síndrome Gripal (febre, acompanhada de um ou mais sintomas como tosse, dor de garganta, coriza, falta de ar). 3.481 pessoas já realizaram coleta de exames, sendo que 2.615 tiveram resultado negativo para COVID-19, 669 apresentaram resultado positivo (esses resultados já estão contabilizados no total de casos positivos). 197 pessoas ainda aguardam o resultado. O boletim emitido diariamente pela Vigilância Epidemiológica de São Carlos contabiliza as notificações das unidades de saúde da Prefeitura, Hospital Universitário (HU), Santa Casa, rede particular e planos de saúde.

Publicado em Coronavírus

As doações vão ajudar nos cuidados com os pacientes e na proteção dos profissionais de saúde

SÃO CARLOS/SP - O Provedor da Santa Casa, Antônio Valério Morillas Júnior, e o tesoureiro do hospital, Luis Carlos Trevelin, receberam a visita dos integrantes do Lions Clube São Carlos Clima para a entrega de 1.500 máscaras cirúrgicas, 41 máscaras N95 e 5 termômetros digitais para auxiliar o hospital no combate à COVID-19.

A doação foi feita com recursos destinados pela Fundação Lions Clube Internacional, que presta um importante auxílio às causas humanitárias e promove trabalhos voltados às comunidades locais.

De acordo com a Presidente do Lions Clube São Carlos Clima, Regina Porto, a Fundação já destinou mais de 4 milhões para auxilio emergencial a COVID-19 no mundo inteiro. E em São Carlos, a Santa Casa foi a entidade contemplada com a doação. “A Fundação tem se mostrado muito ativa no combate à pandemia em muitos países. Já foram feitas outras doações de EPIs para diversas entidades”, explica Regina.

O integrante do Lions Clube São Carlos Clima e Tesoureiro da Santa Casa, Luis Carlos Trevelin, afirma que, com a doação das máscaras e dos termômetros, o hospital terá uma redução nos custos mensais. “Estamos felizes em contribuir com a proteção dos profissionais e pacientes. Além disso, essa doação é bastante importante, pois teremos um impacto bastante significativo na economia da Santa Casa”, comenta.  

Para o Provedor da Santa Casa, Antônio Valério Morillas Júnior, todas as contribuições e doações de EPIS têm sido essenciais para ajudar o hospital nesse momento de crise. “Toda contribuição significa muita para a Santa Casa, pois o hospital também foi afetado nas arrecadações que garantiam algumas despesas mensais. Por isso, precisamos do apoio da sociedade. A doação que o Lions Clube fez dos termômetros terá uma enorme utilidade. Vamos deixar um em cada portaria que recepciona os pacientes, para detectar os primeiros sintomas da COVID-19 e as máscaras vão auxiliar ainda mais na proteção dos colaboradores do hospital”, comenta o Provedor.

Publicado em Coronavírus

Número de divórcios no estado de São Paulo cresceu 15,35% em junho se comparado ao mesmo período do ano passado.

SÃO PAULO/SP - Desde a chegada da pandemia do novo coronavírus ao Brasil, muitos casais passaram a ficar mais tempo em casa e se reconectar com seus parceiros durante a quarentena. O que para alguns é motivo de prazer, para outros é um desafio.
De acordo com o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), o número de divórcios consensuais aumentou 15,35% em junho se comparado ao mesmo período de 2019. No último mês, 4.214 divórcios consensuais foram oficializados.
Para o médico e pesquisador especialista em mindfulness, Marcelo Demarzo, o aumento da procura pela separação legal tem ligação direta com o período de distanciamento social porque mudou a rotina dos casais, suas prioridades e a forma de resolver os problemas.
Isso se dá, principalmente, devido ao aumento do tempo juntos – já que muitas pessoas estão trabalhando em casa – e também à maior necessidade de diálogo.
“O que poderia ter sido uma pequena discussão, natural em qualquer relação, pode se tornar um grande conflito. Como ambos saem magoados e insatisfeitos, esses sentimentos podem gerar cada vez mais conflitos no futuro, criando um círculo vicioso que acaba colocando o relacionamento em risco”, explica o médico.

Mindfulness para casais
Um estudo americano observou que casais que apresentavam maiores níveis de atenção plena durante um período de conflitos de relacionamento reduziam mais rapidamente seus níveis de cortisol, um hormônio associado ao estresse, sugerindo que eles estavam se acalmando de maneira mais eficaz, amenizando o impacto do conflito.
“A hipótese é que parceiros com níveis mais elevados de atenção plena (que podem ser desenvolvidos por meio de treinamentos) tendem a não levar as discussões para o nível pessoal, regulam mais rapidamente suas reações emocionais, e se empatizam mais profundamente com as questões do parceiro”, diz Demarzo.
Para desenvolverem ou aprimorarem seus níveis de atenção plena por meio de treinamentos, os casais podem se beneficiar dos programas clássicos de mindfulness, ou ainda participarem de cursos específicos para relacionamentos amorosos, como o Programa de Aprimoramento de Relacionamentos baseado em Mindfulness (Mindfulness-Based Relationship Enhancement – MBRE).
O MBRE usa um conjunto de técnicas de atenção plena e psicoeducativas voltadas especialmente a casais que queiram fortalecer suas habilidades de enfrentamento dos fatores de estresse comuns nos relacionamentos e mais expostos durante a pandemia. 
“Os estudos iniciais sobre o programa MBRE foram promissores e demonstraram que ele é eficaz para aumentar as habilidades de enfrentamento do estresse próprio dos relacionamentos, aumentando o bem-estar e melhorando a percepção de felicidade dos casais”, explica.
No Brasil, o Centro Mente Aberta – pioneiro em pesquisas e aplicações de mindfulness – oferece cursos baseados em diversos protocolos eficazes para o desenvolvimento da atenção plena. Para saber mais sobre a prática, acesse mindfulnessbrasil.com.


O que é Mindfulness? 
Mindfulness é um dos estados da mente, acessível a qualquer indivíduo, que consiste em um exercício de querer vivenciar o momento presente, intencionalmente, aceitando a experiência.
Em mindfulness, o sentido correto de aceitação é o de se olhar a realidade como ela realmente é, sem julga-la ou reagir a ela no "piloto automático".
Com a prática regular, o processo torna-se mais natural, sendo possível permanecer nesse estado em grande parte do tempo e aumentar a qualidade de vida do indivíduo.
Embora muitos dos termos e técnicas tenham origem nas tradições orientais, o mindfulness hoje em dia é considerado uma prática laica (secular, não-religiosa), com sólida base científica.

Quem é Marcelo Demarzo?
É médico especialista em Mindfulness para adultos e crianças, com treinamentos na Inglaterra (Mindfulness in Schools Project, em Londres; Oxford Mindfulness Centre, na Universidade de Oxford; e Instituto Breathworks, em Manchester), e nos EUA (Center for Mindfulness in Medicine, Health Care, and Society, na Universidade de Massachusetts).
Fez pós-doutorado em Mindfulness e Promoção da Saúde na Universidade de Zaragoza, na Espanha, e diversos cursos de aprofundamento nas tradições contemplativas e meditativas, incluindo a Psicologia Budista e Tibetana em Dharamsala, na Índia.
Junto com o professor Javier Garcia-Campayo, da Universidade de Zaragoza, desenvolveu a Terapia de Compaixão Baseada em Estilos de Apego (Attachment-Based Compassion Therapy).
É fundador e atual coordenador do Mente Aberta (www.mindfulnessbrasil.com), referência nacional e internacional nos programas e pesquisas sobre Mindfulness.

Referências:
- Mindfulness during romantic conflict moderates the impact of negative partner behaviors on cortisol responses (Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0018506X16300289)

Publicado em Ciência & Saúde

SÃO PAULO/SP - Na noite da última segunda-feira (20), durante sua participação em uma live para o ‘E! Latin America’, na qual também confirmou o fim do namoro com Gui Araújo, Anitta falou sobre a situação atual do Brasil com a pandemia do novo coronavírus.

Na ocasião, a artista criticou a postura do presidente Jair Bolsonaro em relação ao surto da doença. “O país está repartido em dois, porque o presidente tem suas ideias de que o vírus não é assim tão importante. Então metade segue as regras, que acha que é [a doença] importante, e a outra metade não. E isso faz com que o nível de contaminação seja maior, assim como o de mortes”, disse ela.

Em seguida, Anitta complementou: “Rio de Janeiro está repartido e são muitas mortes. Estou em casa fazendo minha parte, mas o Brasil como um todo está complicado. Aqui no RJ já está abrindo tudo. Eu saí hoje para levar meus cachorros para tomar banho. Mas está complicado, está difícil porque nem todos estão respeitando as recomendações”.

Ao ser questionada sobre o que ela mudaria no Brasil, se pudesse, a cantora também voltou a detonar Jair Bolsonaro. “O presidente. Há muita controvérsia, muita diferença. E para mim o presidente tem que governar para todos, e não só para aqueles que pensam como ele. Por isso mudaria”, declarou.

 

*Por: METROPOLITANA

Publicado em Celebridades

SÃO CARLOS/SP - Moradores no bairro Jardim São Rafael, em São Carlos, acionaram a Rádio Sanca para relatar tamanho descaso da prefeitura em relação a entulhos deixados pela própria prefeitura.

São duas situações parecidas em endereços diferentes. Sr. Mauro, morador na Rua Aldo Pellegrini, nos disse e nos mostrou um monte de entulho do lado de sua residência. Segundo Sr. Mauro, o entulho é de uma casa que foi demolida pela própria prefeitura no ano de 2018.

“Ivan Lucas, a prefeitura veio aqui e demoliu a casa em 2018, levou um pouco do entulho, mas deixou o resto pra trás. Daquela época até hoje sofremos com essa sujeira, pois está entrando em casa barata, escorpiões e cobras, sem falar que aqui é um foco da dengue” desabafou Sr. Mauro.

Já a moradora Elaine, que mora na Rua Gervásio Alves de Oliveira, nos disse que a casa demolida ao lado da residência dela foi demolida pela prefeitura na mesma época que foi colocada ao chão a casa ao lado do Sr. Mauro, ou seja, há dois anos o entulho está lá.

“Já liguei na secretaria de serviços públicos, na ouvidoria do município, já falei com vereadores, mas até agora nada foi feito. Ao lado existe uma tubulação de esgoto do SAAE que vira e mexe entope e é esgoto pra todo lado, inclusive poluindo uma nascente que tem aqui perto” desabafou Elaine.

“O SAAE eu ligo para desentupir a tubulação e imediatamente eles vêm desentupir, porém rapidamente entope. O moço do SAAE me disse que é necessário desentupir com os maquinários e não manualmente, mas não conseguem devido o entulho que a prefeitura não vem limpar há dois anos. Esbravejou Elaine.

O jornalista Ivan Lucas conversou com Sr. Mauro no ‘Café com Notícias’, acompanhe.

 

Publicado em Outras Notícias

SÃO CARLOS/SP - Na manha desta terça-feira (21), a Polícia Militar de Araraquara localizou a motocicleta Honda XRE-300 que foi roubada por dois bandidos no centro de São Carlos, no ultimo domingo (19).

A motocicleta estava abandonada em um local afastado do centro da cidade de Araraquara. Sem nenhum dano.

O dono da motocicleta compareceu ao plantão policial de Araraquara onde foi registrado a localização do veículo e recuperou seu bem. 

Publicado em Policial

SÃO CARLOS/SP - Nesta última 2ª feira (20), bandidos tentaram assaltar uma mulher no bairro Planalto Paraíso, em São Carlos, mas não conseguiram.

De acordo com informações, a mulher moradora em uma residência na Rua Pedro Fernandes Alonso, estava retirando seu carro da garagem, quando dois criminosos encapuzados apareceram em uma moto e segundo a vítima, um deles estava em posse de uma arma de fogo. A mulher ao abaixar para pegar uma chave o bandido atirou contra o veículo atingindo o vidro e não a vítima. Após o disparo os bandidos fugiram.

A mulher acionou a Polícia Militar que registrou o boletim de ocorrência (B.O).

Publicado em Policial

SÃO CARLOS/SP - A Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social com apoio das equipes do Centro de Referência Especializado para a População em Situação de Rua (Centro POP), do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD) e do Consultório na Rua, iniciou na manhã desta segunda-feira (20/07) a testagem para diagnóstico do novo coronavírus na população em situação de rua que não aceita ir para abrigos ou que vai, porém não fica, preferindo permanecer na rua.

As equipes fizeram as abordagens e os testes do tipo rápido na região do Terminal Rodoviário, no canteiro da avenida Trabalhador São-carlense, local onde estão se reunindo diariamente 18 moradores em situação de rua.

“Iniciamos a testagem com a população em situação de rua logo que os primeiros testes rápidos chegaram ao município, começando pelos abrigos onde mais de 150 pessoas já passaram por exames.

Agora identificamos uma aglomeração aqui na região da Rodoviária e resolvemos fazer a operação. Essas pessoas são aquelas que não aceitam ir para as nossas unidades ou quando vão permanecem muito pouco tempo. Além dos testes, distribuímos novamente, máscaras e álcool em gel e todos passaram por atendimento realizado pelos profissionais da saúde do Consultório na Rua”, explicou Ana Dellapina, supervisora do Centro POP.

A enfermeira Ana Carolina Acorinte, do Consultório na Rua, disse que esse trabalho de orientação e de prevenção é contínuo e não realizado só em tempos de pandemia. “Nosso trabalho é permanente e agora com a COVID-19 realizamos uma busca dos sintomáticos e essas pessoas, além de passar pelo teste rápido, também são submetidos ao teste chamado PCR, exame considerado “padrão” para diagnóstico e indicado para quem está com sintomas da doença. Analisando o material coletado do nariz e da garganta do paciente, o exame consegue identificar a presença do RNA do vírus, se tornando mais preciso”.

Dos 18 moradores testados na região do Terminal Rodoviário, 3 apresentaram sintomas como dor de garganta, tosse e coriza e foram encaminhados para a Unidade Básica de Saúde da Vila São José para fazer a coleta de material para o exame PCR que leva até 48 horas para ficar pronto. Os demais não apresentaram nenhum sintoma e também foram negativados para COVID-19. Oito pessoas concordaram em retornar para abrigos e as outras dez em conhecer o trabalho do Centro POP.
De acordo com a secretária de Cidadania e Assistência Social, Glaziela Solfa Marques, essas operações continuarão sendo realizadas em outras regiões da cidade. “Vamos realizar operações como essa sempre que identificarmos concentrações de pessoas que não têm respondido ao chamamento dos abrigos. Durante essa semana vamos trabalhar na região da Igreja Santo Antônio, na Vila Prado”, revela a secretária.

O programa Consultório na Rua atende a população em condições de vulnerabilidade social, com os vínculos familiares interrompidos ou fragilizados, sem acesso aos serviços básicos e oferece atenção integral à saúde desta população. O equipamento integra a Estratégia de Saúde da Família.

Publicado em Coronavírus
Terça, 21 Julho 2020 07:24

PM de Descalvado apreende drogas

DESCALVADO/SP - Policiais Militares das equipes do Rádio Patrulhamento realizaram patrulhamento ostensivo e preventivo pela cidade de Descalvado, nos bairros Morada do Sol, Vila Melki e São Benedito foram realizadas abordagens e apreendidas porções de maconha e uma quantidade de cocaína, as quais foram confirmadas pelos abordados que alegaram serem usuários de drogas, foram elaborados boletins de ocorrências (B.O).

A Polícia Militar reforça o patrulhamento no combate às drogas e conta com o apoio da população para a denúncia de qualquer tipo de crime através dos números 181 (Disque-Denúncia) e 190 da PM.

Publicado em Outras Cidades

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Julho 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 31