fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

MUNDO - A Bolívia propôs nesta última quinta-feira (3) à comunidade internacional a mobilização de fontes de financiamento e o cancelamento da dívida externa para enfrentar a crise econômica provocada pela pandemia da covid-19, que no caso do país se soma a outros fatores internos.

"Esperamos encontrar a devida compreensão e solidariedade da cooperação internacional. É imperativo mobilizar as diferentes fontes e instrumentos de financiamento e o perdão da dívida externa", disse o presidente da Bolívia, Luis Arce, em vídeo transmitido pela emissora de televisão estatal.

O vídeo foi gravado durante a participação do presidente em uma assembleia das Nações Unidas com o tema "Unidos contra a covid-19".

Arce, herdeiro político do ex-presidente de esquerda Evo Morales (2006-2019), já havia manifestado em setembro, durante a campanha eleitoral, a ideia de não pagar a dívida externa por dois anos.

Seu ministro da Economia, Marcelo Montenegro, disse em meados do mês passado que o governo administrará a suspensão temporária do pagamento de sua dívida. Em 30 de abril deste ano, a dívida externa pública alcançava 11,6 bilhões de dólares, 27,3% do PIB, segundo dados divulgados pelo Banco Central da Bolívia (BCB).

O presidente mencionou que a situação em seu país é difícil, por fatores internos que vão além do coronavírus, como a administração de sua antecessora por um ano, a direitista Jeanine Áñez.

"A crise política de novembro de 2019 e a má gestão do governo de fato deterioraram a economia boliviana, situação agravada pela pandemia", argumentou Arce nas redes sociais.

O presidente alertou em seu discurso que a economia boliviana "terá uma queda no PIB de 11,1%".

Após assumir o cargo em 8 de novembro, ele descreveu a situação econômica do país como "patética", após estimar um déficit fiscal para 2020 de 12,1%.

Desde março, a covid-19 deixou na Bolívia mais de 8.900 mortos e mais de 144.900 infectados.

 

 

*Por: AFP

MUNDO - O Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou o Facebook nesta quinta-feira de discriminação contra trabalhadores norte-americanos, expressando em um novo processo que a gigante das redes sociais deu prioridade à contratação de trabalhadores temporários, incluindo estrangeiros detentores de vistos H-1B.

O Departamento de Justiça afirmou que o Facebook se "recusou" a recrutar, considerar ou contratar trabalhadores norte-americanos qualificados para mais de 2.600 vagas que em muitos casos pagam um salário médio de 156 mil dólares por ano.

Em vez disso, a empresa teria optado por preencher vagas utilizando detentores de vistos temporários, como os vistos H-1B, acrescentou o departamento.

"O Facebook criou intencionalmente um sistema de contratação no qual negou aos trabalhadores qualificados norte-americanos uma oportunidade justa de aprender e se inscrever em empregos", afirmou o departamento. A empresa de redes sociais tentou canalizar tais empregos para detentores de vistos temporários que queria patrocinar para que ganhassem o direito à residência permanente no país ou a status de cidadãos norte-americanos (os chamados "green cards"), acrescentou.

O porta-voz da empresa Daniel Roberts disse: "O Facebook está cooperando com o Departamento de Justiça em sua revisão dessa questão e embora disputemos as acusações na queixa, não podemos comentar nada além por conta de litígios pendentes".

Os vistos H-1B são normalmente usados pelo setor de tecnologia para trazer trabalhadores estrangeiros altamente qualificados para os Estados Unidos. Mas críticos dizem que as leis que regulamentam o visto são vagas, tornando fácil a substituição de trabalhadores norte-americanos por trabalhadores estrangeiros menos valorizados e mais baratos.

 

 

*Por Sarah N. Lynch; reportagem adicional de Nandita Bose / REUTERS

BRASÍLIA/DF - O Senado aprovou ontem (3) um Projeto de Lei (PL) que destina 10% dos valores arrecadados com multas de trânsito para elaboração de projetos e execução de obras para adequação de passeios já existentes às normas técnicas de acessibilidade. O projeto vai à Câmara, para nova análise.

Segundo o relator, senador Romário (Podemos-RJ), os 10% estabelecidos pelo projeto devem representar cerca R$ 1 bilhão em multas no país, entre órgãos federais, estaduais e municipais. Em seu relatório consta que o Ministério do Desenvolvimento Regional investiu, no ano passado, em todas as ações federais de infraestrutura urbana, pouco mais de R$ 50 milhões.

O projeto também determina que os critérios básicos de acessibilidade também devem ser respeitados em novos trechos urbanos de vias rurais, além de novas pontes, túneis ou viadutos. “Apesar da ampla legislação existente sobre o assunto, nossos passeios públicos, em geral, são um acinte à liberdade de ir e vir de qualquer pessoa, especialmente aqueles com mobilidade reduzida”, disse Romário em seu relatório.

“Quando não são tomadas de obstáculos, faltam rampas, pisos táteis, e mesmo semáforos ou faixas de pedestre em quantidade suficiente para assegurar a travessia em todas as direções”, acrescentou o relator.

Romário acatou diversas emendas, entre elas uma que inclui no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) a tipificação da conduta de estacionamento em local proibido quando houver meio-fio rebaixado destinado ao acesso de pessoas com deficiência. O autor da emenda, Fabiano Contarato (Rede-ES) sugeriu infração gravíssima para essa conduta, mas Romário entendeu que a infração média, comumente usada para veículos estacionados em locais proibidos, era adequada o suficiente.

“É urgente, primeiro, que paremos de produzir espaços inadequados, pois o custo de adaptação sempre é maior do que a construção correta desde o início. Em seguida, devemos criar mecanismos de correção do enorme passivo de infraestrutura sem acessibilidade – e, para tal, o financiamento constante dessa ação é primordial”, afirmou Romário em seu parecer.

 

 

*Por Marcelo Brandão - Repórter da Agência Brasil

RIO CLARO/SP - O prefeito de Rio Claro, João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria foi um dos alvos da operação desencadeada nesta quarta-feira (02) pela Procuradoria-Geral de Justiça, com o apoio do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) e Deic (Divisão Especializada de Investigações Criminais), da Polícia Civil de Piracicaba. A ação que também foi realizada em Praia Grande e São Vicente, apura crimes de associação criminosa, fraude à licitação, falsidade ideológica, peculato, corrupção ativa e passiva, entre outros.

Investigações iniciadas pelo Ministério Público de Contas apontaram ilegalidades na compra de EPIs pelo município de Rio Claro, em razão da pandemia da Covid 19, num total de R$ 4 milhões, segundo o MP. Na casa do prefeito, os policiais localizaram duas armas ilegais. Juninho esteve na delegacia especializada em Piracicaba, onde foi detido também por porte ilegal de arma. Devido ambas as armas serem de calibre permitido e terem numeração, foi arbitrada fiança no valor de R$ 10 mil. Após o pagamento, o prefeito foi liberado e responderá a acusação em liberdade.

A Justiça também determinou a suspensão do cargo do prefeito, chefe de gabinete e o secretário de finanças. Provisoriamente, o vice-prefeito Marco Antonio Bellagamba deve assumir o comando da administração municipal.

 

OPERAÇÃO

As equipes da DEIC de Piracicaba – 1ª DIG (Delegacia de Investigações Gerais) 2ª Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), 3ª DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa e GOE (Grupo de Operações Especiais e UIP (Unidade de Inteligência Policial) do Deinter-9 (Departamento de Polícia Judiciária do Interior) e seis promotores de Justiça deram cumprimento da ordem judicial na residência do prefeito. No interior do imóvel, foram apreendidos R$ 9.600, bem como diversos documentos – os quais foram recolhidos e apreendido diretamente pelos promotores de Justiça que acompanharam a diligência.

De acordo com a Polícia Civil, em um buraco na parede, atrás da banheira de hidromassagem, os policiais teriam localizado dois revólveres calibre 38 – um deles municiado com 7 cartuchos e outro com 5. Questionado, o Juninho esclareceu não ter registro daquelas armas e que as teria pego emprestadas de uma pessoa, pois alegou que temia por sua segurança. Também foram cumpridas buscas em alguns setores da prefeitura de Rio Claro, onde computadores e documentos foram apreendidos para posterior análise.

O MP informou em nota que “a compra dos equipamentos deu-se a partir do gabinete do prefeito, que exerceu o domínio e o controle durante todo o processo aquisitivo. A empresa contratada foi constituída em nome de “laranja”, e apenas em fevereiro de 2020. Além disso, há indícios de superfaturamento.

“Todos os documentos e celulares apreendidos serão analisados”, disse o promotor do Gaeco André Vítor Freitas.

Também ocorreram buscas nas cidades de Praia Grande e São Vicente, sede da empresa que contratou com o poder público, com o apoio da Polícia Militar. O Tribunal de Justiça decretou a prisão temporária do empresário por cinco dias.

 

OUTRO LADO

A Assessoria da Prefeitura de Rio Claro foi procurada e informou que em breve vai divulgar uma nota com o posicionamento sobre o ocorrido.

 

 

*Por: Cristiani Azanha / JORNAL DE PIRACICABA

SÃO CARLOS/SP - A Câmara Municipal aprovou em votação de primeiro turno, ocorrida nesta última quarta-feira (02), a Lei Orçamentária Anual (LOA) de São Carlos que estima um orçamento de R$ 962,9 milhões para 2021.

A LOA contém metas e prioridades para o orçamento da cidade para o exercício financeiro do próximo ano e define a aplicação dos recursos do município em obras e ações para o próximo ano, com base nas diretrizes apontadas pelo Plano Plurianual (PPA) e pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), portanto, tem grande impacto na sociedade.

Do orçamento de R$ 962,9 milhões, aproximadamente R$ 759,4 milhões são da Prefeitura, R$ 164,7 milhões do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), R$ 6,6 milhões da Fundação Educacional de São Carlos (FESC), R$ 5,1 milhões da Progresso e Habitação (Prohab) e R$ 3,1 milhões da Fundação Pró-Memória.

As pastas da Saúde e Educação, por terem orçamento vinculado à Constituição Federal, têm o maior volume orçamentário. A Saúde receberá aproximadamente R$ 231,1 milhões e na Educação serão destinados cerca de R$ 217,2 milhões.

MUNDO - A Câmara dos Deputados dos EUA aprovou ontem (2) uma lei que pode impedir algumas empresas chinesas de ter ações nas bolsas dos EUA se não seguirem padrões de auditoria do país.

A medida foi aprovada por unanimidade, após ser aprovada no Senado no início deste ano, e vai agora para a Casa Branca, onde o presidente Donald Trump deve sancioná-la.

A lei impede que títulos de empresas estrangeiras sejam listados em qualquer bolsa dos EUA se não cumprirem auditorias do Conselho de Supervisão de Contabilidade Pública dos EUA por três anos seguidos.

Embora se aplique a empresas de qualquer país, a lei se destina a empresas como Alibaba, a empresa de tecnologia Pinduoduo e a petroleira PetroChina. (Com Reuters)

 

 

FORBES

MUNDO - O governo afegão e representantes do Taleban disseram na quarta-feira que chegaram a um acordo preliminar para prosseguir com as negociações de paz, seu primeiro acordo escrito em 19 anos de guerra e bem-vindo pelas Nações Unidas e Washington.

O acordo estabelece o caminho a seguir para uma discussão mais aprofundada, mas é considerado um avanço porque permitirá que os negociadores avancem para questões mais substantivas, incluindo negociações sobre um cessar-fogo.

“O procedimento, incluindo o preâmbulo da negociação, foi finalizado e, a partir de agora, a negociação começará na agenda”, disse Nader Nadery, membro da equipe de negociação do governo afegão, à Reuters.

O porta-voz do Taleban confirmou o mesmo no Twitter.

O acordo vem depois de meses de negociações em Doha, capital do Catar, incentivadas pelos Estados Unidos, enquanto os dois lados ainda estão em guerra, com os ataques do Taleban contra as forças do governo afegão continuando inabaláveis.

O Representante Especial dos EUA para a Reconciliação do Afeganistão, Zalmay Khalilzad, disse que os dois lados concordaram em um "acordo de três páginas que codifica regras e procedimentos para suas negociações sobre um roteiro político e um cessar-fogo abrangente".

Os insurgentes do Taleban se recusaram a concordar com um cessar-fogo durante os estágios preliminares das negociações, apesar dos apelos de capitais ocidentais e órgãos globais, dizendo que isso só seria aceito quando o caminho a seguir fosse acordado.

“Este acordo demonstra que as partes negociadoras podem concordar em questões difíceis”, disse Khalilzad no Twitter.

O Taleban foi destituído do poder em 2001 por forças lideradas pelos Estados Unidos por se recusarem a entregar Osama bin Laden, o arquiteto dos ataques de 11 de setembro nos Estados Unidos. Um governo apoiado pelos EUA detém o poder no Afeganistão desde então, embora o Taleban tenha controle sobre amplas áreas do país.

Sob um acordo de fevereiro, as forças estrangeiras devem deixar o Afeganistão em maio de 2021 em troca de garantias de contraterrorismo do Taleban.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tentou acelerar a retirada, apesar das críticas, dizendo que queria ver todos os soldados americanos em casa até o Natal para encerrar a guerra mais longa da América.

O governo Trump anunciou que haveria uma redução drástica em janeiro, mas pelo menos 2.500 soldados permaneceriam depois disso.

O ministro das Relações Exteriores da Alemanha, Heiko Maas, advertiu na terça-feira a OTAN contra a retirada prematura das tropas e disse que ela deveria “garantir que vinculemos mais reduções de tropas no Afeganistão a condições claras”.

A enviada da ONU para o Afeganistão Deborah Lyons saudou o “desenvolvimento positivo” no Twitter, acrescentando que “este avanço deve ser um trampolim para alcançar a paz desejada por todos os afegãos”.

No mês passado, um acordo alcançado entre o Taleban e negociadores do governo foi suspenso no último minuto depois que os insurgentes se recusaram a ver o preâmbulo do documento porque ele mencionava o nome do governo afegão.

Um diplomata da União Europeia familiarizado com o processo disse que ambos os lados mantiveram algumas questões controversas para tratar separadamente.

“Os dois lados também sabem que as potências ocidentais estão perdendo a paciência e a ajuda tem sido condicional ... então os dois lados sabem que precisam avançar para mostrar algum progresso”, disse o diplomata, solicitando anonimato.

 

 

 

*Reportagem de Hamid Shalizi, Abdul Qadir Sediqi e Orooj Hakimi em Cabul e Rupam Jain em Mumbai; Escrito por Gibran Peshimam; Edição de Andrew Heavens e Nick Macfie / REUTERS

Trecho sinalizado para caminhadas vai do Distrito Industrial até a Praça dos Funcionários da Antiga CBT, na Avenida São João

 

IBATÉ/SP - A Prefeitura de Ibaté, por meio da Secretaria Municipal de Obras, concluiu a pintura e sinalização de um trecho de calçada na Avenida São João, destinado para a prática de caminhadas recreativas na cidade.

Paralela à linha do trem, próxima à Rodovia Washington Luís, a calçada tem cerca de três quilômetros e vai do início da Avenida, no Distrito Industrial "Antônio Guaraty", até a Praça dos Funcionários da Antiga CBT, na Vila Bandeirantes. 

O Prefeito de Ibaté, José Luiz Parella, lembrou que esse trecho da Avenida São João recebeu, recentemente, recapeamento asfáltico, sinalização de guias e agora está com a calçada pintura para caminhadas. "Esse é um espaço que já é bastante utilizado pelos munícipes.  Por ser uma área plana, reta e quase sem interrupções, muitas pessoas já costumam fazer caminhadas nessa região da Avenida São João, principalmente, no fim da tarde. Agora, com a sinalização adequada, essa prática deverá ser intensificada", finalizou Zé Parrella.

A pintura foi feita com produtos específicos para atender a proposta das caminhadas, nas cores azul e vermelha, com faixa em amarela. As guias, dos dois lados da Avenida, também foram pintadas de branco, assim como os postes em toda a extensão do trecho.

Uso de máscara

A Vigilância Epidemiológica e o Gabinete de Prevenção e Monitoramento do Coronavírus de Ibaté alertam que, pelo Decreto Estadual 64.959, o uso de máscara de proteção facial é obrigatório em áreas comuns em todo Estado de São Paulo, mesmo durante as práticas de condicionamento físico individual ao ar livre, como as caminhadas.

Os cuidados necessários para enfrentamento à pandemia de Covid-19 devem ser respeitados por todos, como distanciamento social, intensificação da higienização das mãos com álcool 70% e uso de máscara, que continua sendo obrigatório.

MUNDO - A Rússia anunciou na 2ª feira (30.nov) que começou a vacinar a população com a Sputnik V. A oferta do imunizante tem início antes mesmo da conclusão dos testes da vacina.

Atualmente, a testagem está em andamento em países como Bielorrússia, Emirados Árabes Unidos, Venezuela e Índia.

De acordo com o governo russo, no entanto, o 1º lote do imunizante já foi entregue ao Hospital Central de Domodedovo, na capital Moscou, onde a vacina começou a ser oferecida na semana passada.

De acordo com o hospital, os interessados em serem vacinados devem fazer registro em plataforma do governo com antecedência. As vacinas não são oferecidas a quem já foi diagnosticado com covid-19.

Para receber a vacina, os cidadãos precisam levar exames médicos e documentos de identificação.

A Rússia foi o 1º país no mundo a registrar uma vacina contra covid-19, em 11 de agosto. A aprovação aconteceu antes do início dos testes em larga escala, que começaram em setembro.

No Brasil, os Estados do Paraná e da Bahia têm acordos coma Rússia para a encomenda de doses e produção da Sputnik V no país.

Até o momento, contudo, o laboratório Nikolai Gamaleya, responsável pela vacina, não formalizou pedido de testes ou registro da vacina na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

 

EFICÁCIA

De acordo com o laboratório, em anúncio feito em 24 de novembro, a Suptnik V teve eficácia “acima de 95%” após a 2ª dose ser ministrada em voluntários.

O anúncio foi feito em comunicado publicado pelo laboratório e assinado conjuntamente com o Ministério da Saúde da Rússia e o Fundo Russo de Investimento Direto, que financia o desenvolvimento da vacina. Eis a íntegra, em inglês (754 KB).

 

PREVISÃO DE INÍCIO DA VACINAÇÃO NO MUNDO

Em 5 países, aimunização deve começar ainda em 2020. Eis a previsão de início da vacinação pelo mundo:

© Fornecido por Poder360

 

 

 

*Por: Paulo Motoryn / PODER360

Atividades foram suspensas no início da quarentena pelo Governo do Estado. Mulheres seguem precisando dos exames para o diagnóstico de câncer de mama e outras doenças.

 

SÃO PAULO/SP - A deputada estadual Leticia Aguiar (PSL-SP) fez uma indicação ao Governo do Estado de São Paulo, cobrando o retorno das atividades do programa “Mulheres de Peito”, que utiliza as Carretas da Mamografia itinerantes para atender mulheres gratuitamente em todo o estado.

As carretas oferecem mamografias grátis e sem necessidade de pedido médico para mulheres entre 50 e 69 anos de idade. Pacientes fora dessa faixa etária também podem ser atendidas, desde que apresentem solicitação médica que pode ter sido emitida tanto pela rede pública quanto particular.

serviço está parado há mais de oito meses, devido à quarentena realizada para minimizar os impactos do Coronavírus no Estado de São Paulo. Porém, muitas mulheres estão necessitando dos exames e não possuem condições de realizá-los na rede particular de saúde.

“A saúde não pode esperar. Cada dia de espera sem o diagnóstico correto pode ser fatal. Não podemos deixar as mulheres do estado de São Paulo desamparadas durante o período de quarentena. Entendemos que o programa Mulheres de Peito PRECISA ser retomado, urgentemente, para garantir o diagnóstico e o tratamento adequados das mulheres que necessitam do atendimento do Estado”, disse a deputada Leticia Aguiar.

Até o momento, o Governador João Doria não divulgou uma data para retomada das atividades das Carretas da Mamografia. Não há previsão para divulgação de um novo cronograma com o itinerário das carretas.

Sobre o programa Mulheres de Peito

Os exames são realizados de segunda à sexta-feira, das 9h à 18h, e aos sábados, das 9h às 13h, exceto feriados. Caso sejam detectadas alterações no exame ou suspeitas de câncer, a paciente será encaminhada a um serviço de referência do SUS para fazer exames complementares, acompanhamento ou tratamento, conforme as particularidades de cada caso.

O programa tem oito carretas. Cada unidade tem 15 metros de comprimento, 4,1 metros de altura e, quando abertas, 4,9 metros de largura. Contam com mamógrafo, ultrassom, conversor de imagens analógicas em digitais, impressoras, antenas de satélite, computadores, mobiliários e sanitários, além de uma equipe multidisciplinar. Funcionam em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem (Fidi).

O “Mulheres de Peito” também oferece agendamento por callcenter (0800-779-0000), disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Neste caso, os exames são agendados em unidades de saúde fixas do SUS.

A deputada estadual Leticia Aguiar solicitou ao Governo do Estado o envio da Carreta da Mamografia para os seguintes municípios: 

Mauá, Carapicuíba, Tambaú, Votorantim, Arujá, Ituverava, Novo Horizonte, Pradópolis, Orlândia, Pontal, Jaboticabal, Pitangueiras, Brodowski, Nuporanga, Morro Agudo, Monte Azul Paulista, Monte Alto, Mococa, Luís Antônio, Jardinópolis, Ipuã, Guatapará, Guariba, Guará, Guaíra, Dumont, Cravinhos, Altinópolis, Barrinha, Batatais, Cajuru, Cássia dos Coqueiros, Aparecida, Arapeí, Areias, Bananal, Caçapava, Cachoeira Paulista, Campos do Jordão, Canas, Caraguatatuba, Cruzeiro, Cunha, Guaratinguetá, Igaratá, Jacareí, Jambeiro, Lagoinha, Lavrinhas, Ilhabela, Lorena, Monteiro Lobato, Natividade da Serra, Paraibuna, Pindamonhangaba, Piquete, Potim, Queluz, Redenção da Serra, Roseira, Santa Branca, Santo Antônio do Pinhal, São Bento do Sapucaí, São José do Barreiro, São José dos Campos, São Luís do Paraitinga, Silveiras, São Sebastião, Taubaté ,Tremembé, Ubatuba, Taiuba, Serrana, Serra Azul, São Simão, São Joaquim da Barra, Santo Antônio da Alegria, Santa Cruz da Esperança, Santa Rita do Passa Quatro, Santa Rosa de Viterbo e Sales Oliveira.

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Dezembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31