fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Terça, 04 Agosto 2020

MUNDO - O sucesso da plataforma Disney+ superou todas as expectativas, atingindo 60,5 milhões de assinantes mundiais.

Os números foram atualizados pelo CEO da Disney, Bob Chapek, durante uma apresentação para acionistas nesta última terça-feira (4/7).

O detalhe é que, na ocasião do lançamento da plataforma em novembro do ano passado nos EUA, a Disney estimou que atingiria 60 milhões de assinantes… em 2024. Assim, o streaming já cumpriu sua meta de cinco anos, que nas projeções da empresa seria quando começaria a dar lucro após um período de grande investimento.

Além dos números impressionantes da Disney+, o relatório trimestral também apontou crescimento da Hulu, que agora possui 35,5 milhões de assinantes de seu serviço. Como a Hulu ainda não foi lançada no mercado internacional (o plano é para 2021), esse número é apenas de assinantes americanos. Já a plataforma esportiva ESPN+ chegou em 8,5 milhões.

Os números de streaming são o único motivo de celebração entre os acionistas da Disney, refletindo o impacto da covid-19 nos negócios da empresa. A pandemia fechou cinemas e parques temáticos, que movimentavam a maior parte dos lucros da companhia.

Puxadas por sucessos exclusivos como “The Mandalorian”, a primeira série live-action do universo “Star Wars”, e musicais como “Hamilton” e “Black Is King”, de Beyoncé, as assinaturas da Disney+ só perdem atualmente para os 193 milhões de clientes da Netflix e os 150 milhões da Amazon Prime.

A Disney+, entretanto, ainda não chegou em muitos territórios. Depois de seu lançamento na Europa em abril, a empresa pretende trazer o serviço para a América Latina em novembro. Isto deve incluir o Brasil, se não houver surpresas no Congresso ou na Anatel, com mudanças na legislação referente a serviços de vídeo na Internet.

 

 

*Por: Marcel Plasse / PIPOCA MODERNA

Publicado em Economia

MUNDO - A CSJ (Corte Suprema de Justiça) da Colômbia decretou nesta 3ª feira (4.ago.2020) a prisão temporária do ex-presidente Álvaro Uribe. Ele é acusado de fraude processual e pagamento de suborno.

Em vídeo divulgado no perfil da Corte no Twitter, o presidente da CSJ, Héctor Javier Alarcón Granobles, explicou que a Corte determinou que a prisão pode ser cumprida de forma domiciliar. Segundo ele, a CSJ justificou o pedido por considerar que existe risco de obstrução da Justiça em relação à futura coleta de evidências.

A CSJ disse, em comunicado, que a medida “baseia-se em uma grande quantidade de material probatório coletado e analisado pela Câmara Especial de Investigação“. Entre eles, “depoimentos, inspeções judiciais, registros de filmes, gravações e interceptações telefônicas, que aparentemente indicam a suposta participação [de Uribe] como determinante dos crimes de suborno de testemunhas em processos criminais e fraudes processuais“.

O ex-presidente manifestou “profunda tristeza” pela decisão. Em seu perfil no Twitter, Uribe disse que “a privação de minha liberdade me causa profunda tristeza por minha mulher, por minha família e pelos colombianos que ainda acreditam que eu fiz algo de bom pela pátria“.

O processo no qual Uribe é investigado foi aberto pelo próprio ex-presidente. Uribe acusou 1 de seus maiores adversários, o senador Iván Cepeda, de ter contratado ex-paramilitares para envolver seu nome nas atividades de grupos de extrema direita. Em 2018, a Justiça da Colômbia não aceitou a denúncia e abriu inquérito contra Uribe. A CSJ acusa o ex-presidente de manipular testemunhas para incriminar seu adversário.

Atual presidente da Colômbia, Iván Duque chamou Uribe de “patriota genuíno” e “dedicado a servir a Colômbia“. Em pronunciamento, disse: “Sou e serei sempre crente na inocência e na honra de quem com seu exemplo ganhou um lugar na história da Colômbia“, disse.

 

 

*Por: PODER360

Publicado em Política

MUNDO - Edgar Vivar, intérprete do Sr. Barriga em “Chaves”, revelou porque “Chavez” saiu do ar no último fim de semana em todo o mundo.

Em entrevista a uma rádio mexicana no domingo (2/8), o ator de 71 anos afirmou que Roberto Bolaños, criador e intérprete de Chaves, estipulou que suas séries pertenceriam à empresa de televisão Televisa até julho de 2020. Após esta data, os direitos passariam a ser exclusivamente do comediante e de seus herdeiros. Mas a Televisa só aceitou continuar exibindo “Chaves” de graça.

“Roberto Gómez Bolaños tinha apalavrado um contrato de usufruto dos personagens e de sua criação literária até 30 de julho deste ano, quase seis anos depois de sua morte. E não renovaram os direitos, a Televisa não quis pagar”, disse Vivar.

Assim, o “cancelamento” mundial das reprises aconteceu após a suspensão dos direitos de exibição dos programas. A Televisa era responsável pelas negociações internacionais e os contratos perderam validade após ela deixar de possuir os programas.

Em seu comunicado sobre o “cancelamento” das reprises, a Televisa mencionou apenas um “problema pendente” não divulgado.

Graciela Gómez, filha de Bolaños, também se manifestou para reclamar da falta de consideração da maior emissora de TV hispânica com o legado de seu pai. “É uma pena que quem mais se beneficiou dos programas de ‘Chaves’ afirme hoje que não valem mais nada”.

Após a morte de Bolaños, a revista Forbes estimou que “Chaves” tinha rendido cerca de US$ 1,7 bilhão para a Televisiva até 2014.

Diante disso, a situação deve mudar com novas negociações com outros interessados na série. “Embora estejamos tristes pela decisão, minha família e eu esperamos que ‘Chaves’ esteja em breve nas telas do mundo. Continuaremos insistindo e estou certo de que conseguiremos”, escreveu outro herdeiro de Bolaños, Roberto Gómez Ferán, em sua conta do Twitter.

 

 

*Por: Marcel Plasse / PIPOCA MODERNA

Publicado em TV

BRASÍLIA/DF - O governo abriu mais um canal de comunicação para quem quiser contestar a análise do pedido de recebimento do auxílio emergencial de R$ 600, concedido para enfrentamento da crise financeira decorrente da pandemia do covid-19. Aqueles que tiveram o pedido negado podem contestar pelo site da Dataprev.

Esse canal, no entanto, é indicado para casos específicos, referentes a atualização de dados cadastrais. Ele pode ser usado quando uma pessoa era menor de idade e completou 18 anos recentemente; para cidadãos que eram servidores públicos ou militares, mas perderam esse vínculo com o Estado; e para pessoas que perderam o emprego e não têm direito a auxílio-desemprego ou não recebem o Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda.

Nesses três casos não é possível fazer a contestação pelos canais da Caixa. Esse foi o motivo da Dataprev abrir o canal. Outros canais já disponíveis, mas para contestações de outras ordens, são o site da Caixa Econômica Federal, o aplicativo Caixa - Auxílio Emergencial e a solicitação via Defensoria Pública da União (DPU).

Basta o cidadão entrar no site da Dataprev, inserir informações pessoais como: nome completo, data de nascimento, nome da mãe e CPF. Após essa etapa, aparecerá o botão de “contestação” para fazer o novo pedido.

Os processamentos e cruzamentos de dados seguirão a mesma lógica do programa. Após processamento da Dataprev, os dados são enviados para homologação (validação) dos resultados pelo Ministério da Cidadania – órgão gestor. E, por fim, são encaminhados à Caixa para pagamento. Nos casos de indeferimento, o cidadão poderá obter mais informações no portal de consultas. Essas informações explicarão porque o pedido foi negado e a legislação que embasa essa negativa.

Mais de 108,9 milhões de cadastros já foram processados pela Caixa. Ao todo, mais de 66,9 milhões de pessoas receberam o Auxílio Emergencial do Governo Federal. Segundo dados de segunda-feira (3), da Caixa Econômica Federal, 438,5 mil estão em reanálise.

 

 

*Por Agência Brasil

Publicado em Economia

Profissional estava internado na UTI da unidade e intubado por conta da insuficiência respiratória causada pela doença

 

JAÚ/SP - O Hospital Amaral Carvalho comemorou na última 2ª feira (03/ago) uma grande vitória. O enfermeiro Mário Daniel Fadoni, de 37 anos, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o dia 20 de julho após infecção pelo Coronavírus e recebeu alta. O momento foi de grande emoção para todos os colegas, que celebraram com alegria a sua recuperação.

Fadoni foi diagnosticado com COVID-19 no dia 16 após sentir sintomas como dor de cabeça, mal-estar, cansaço, febre e perda de paladar. "No começo, eu subestimei a doença. Mas a progressão foi muito rápida. Acho que a parte mais difícil foi quando começou a tosse, por volta do sexto dia. Quanto mais eu tentava respirar, mais eu tossia. Fiquei muito assustado".

O profissional conta que, mesmo depois de internado e sob cuidados, os sintomas ainda pioravam. A insuficiência respiratória veio logo depois e, por isso, foi necessária a intubação. "A falta de ar aumentou e eu pedi para a equipe me intubar. Por conhecer o trabalho da UTI, chegar ao ponto de ser intubado foi muito difícil", lembra. Fadoni é enfermeiro da unidade desde 2009.

A esposa, Ana Caroline Scardilli Moreno Fadoni, 31 anos, também funcionária do Hospital há oito anos, conta que durante as últimas semanas de internação, precisou conciliar o trabalho, os cuidados com a filha e a preocupação com o marido. "Foram dias de angústia, desespero, misturado com sentimentos de medo, mas, ao mesmo tempo, de muita fé e confiança na equipe que sempre me orientou sobre a situação e quadro clínico dele."

Agora, Fadoni e a esposa comemoram a recuperação. "Eu estou extremamente aliviado e me sinto bem. Agradeço todos que vieram me homenagear. O que essa equipe moveu para cuidar de mim, para me ver bem assim, é a maior gratidão do mundo."

Atualmente, não há mais nenhum paciente internado na UTI do HAC por conta da COVID-19. "É uma satisfação muito grande saber que está tudo bem agora. Que deu tudo certo. Que seja o único caso", diz a enfermeira responsável pelo setor, Fabíola Alves.

Publicado em Outras Cidades

Objetivo é capacitar os participantes para o atendimento de mulheres em situação de violação de direitos

 

SÃO CARLOS/SP - Estão abertas, até o dia 12 de agosto, as inscrições para o Curso de Capacitação para Atendimento Psicossocial de Mulheres (Cassia), que é gratuito e visa capacitar os participantes para o atendimento de mulheres em situação de violação de direitos. A iniciativa é parte de um projeto de pesquisa e intervenção desenvolvido por Maiana Pereira dos Santos, aluna de mestrado do Programa de Pós-Graduação em Psicologia (PPGPsi) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), sob orientação de Sabrina Mazo D’Affonseca, docente do Departamento de Psicologia (DPsi) e pesquisadora do Laboratório de Análise e Prevenção da Violência (LAPREV) da Instituição.
O curso surgiu a partir de uma demanda social, que mostra que a violência incidida sobre mulheres independe de classes sociais, origens, escolaridade ou raça e se apresenta de diversas formas: física, moral, psicológica, patrimonial e sexual. Além disso, esse fenômeno evidencia desigualdades - muitas vezes naturalizadas - entre gêneros. O estudo do tema ganha destaque a partir de lutas de movimentos feministas e promoveu mudanças nos paradigmas jurídicos e de políticas públicas. Dentre os mecanismos de enfrentamento e prevenção a esse tipo de violência está a capacitação de profissionais das redes de atenção especializada e não especializada à mulher, o que se configura como o objetivo do curso.
Podem participar profissionais que atuam nas redes socioassistenciais do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), da cidade de São Carlos. O curso tem início previsto para o dia 26 de agosto, com a realização de seis encontros virtuais a cada 15 dias. As atividades incluem discussões online síncronas, exercícios de estudo e produção de trabalho final, contabilizando 30 horas de dedicação. Ao final, os participantes receberão certificado emitido pela Pró-Reitoria de Extensão (ProEx) da UFSCar.
Profissionais interessados devem preencher este formulário online (https://bit.ly/31cXkVq), até 12 de agosto. Após esse período, a pesquisadora entrará em contato com os inscritos para mais informações. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Publicado em Educação

Depois do sucesso "Beber, Beijar" em todo o Sul do país, cantor mostra veia romântica com canção inspirada em filme internacional

PORTO ALEGRE/RS - Depois de oito semanas consecutivas em primeiro lugar em todas as rádios do Sul do Brasil, Joel Carlo intérprete de "Beber, Beijar" acaba de lançar sua nova música de trabalho. “Coach Solidão” composição de Moura/ Tunico/ Leandro Rojas é mais um sucesso do DVD "Roma" gravado em Goiânia. O novo single é dedicado as pessoas que sofrem por amor e precisam de dicas para esquecer o amado(a) e foi inspirado no filme "Hitch - Conselheiro Amoroso", protagonizado pelo ator Will Smith.

A nova música foi produzida por Blener Maycon e Jenner Melo. O cantor vem emplacando composições e cada vez mais impondo nas letras e melodias seus estilos prediletos. Coach Solidão é uma Bachata romântica, até aí uma fórmula já usada por diversos artistas, mas o grande diferencial da canção é a potência vocal de Joel. Para o artista, que no seu último lançamento chegou a 90 mil reproduções no Spotify, com mais de 740 mil visualizações no YouTube a expectativa para o novo hit "Coach Solidão" é a melhor possível. "Dedico essa música a todos os amantes do sertanejo, que tem uma história de amor não correspondida e busca de alguma maneira se consolar por meio de ajuda dos amigos, familiares e muitas vezes até com terapeutas", ressalta Joel.  

O novo trabalho conta a história de um jovem que luta pelo amor não correspondido e passa a dar dicas para os amigos com aprendizados da própria vida amorosa. "Nada como esquecer uma grande frustração com o copo cheio de cerveja", brinca Joel. 

Vale lembrar que Joel Carlo, é voz de grandes sucessos como "Boteco, Cachaça e Modão", "Mulher ou Anjo", "Balada, Zueira, Curtição" e "Beber,Beijar”, do seu último single, que lançou em maio deste ano e ficou por oito semanas consecutivas em primeiro lugar na Crowley. O artista do universo sertanejo já acumula, em sua trajetória musical, dois DVD’s, incluindo o recente (penúltimo) "Boteco, cachaça e modão", com clássicos do sertanejo. Além disso, ele foi um dos artistas mais executados no estado do Rio Grande do Sul entre 2018 e 2019, e trabalhando a fim de conquistar mais espaço neste 2020.

Com as lives "Churrasco e Modão", Joel prepara a quinta edição todas com o companheiro de resenha, o jogador de futebol Douglas dos Santos, que já passou pelo Corinthians, Grêmio e atualmente defende o Brasiliense.

O hit está nas principais plataformas digitais, confira:

Canal do YouTube: https://www.youtube.com/user/JoelCarloJC
Siga o cantor no Instagram: https://www.instagram.com/joelcarlojc/?hl=pt-br

Sobre Joel Carlo 

Natural de Porto Alegre, Joel Carlo é hoje um dos principais nomes da música na região Sul do Brasil. O cantor acumula na sua trajetória musical, três DVDs já gravados e foi um dos artistas mais executados nas rádios do estado do Rio Grande do Sul entre 2018 e 2019. 

De família humilde, teve o seu inicio de carreira parecido com a trajetória musical dos irmãos Zezé di Camargo e Luciano. Cantando desde os cinco anos tendo seu pai como principal incentivador e professor, Joel saiu do Rio Grande do Sul ainda pequeno, viajou por estados como Paraná, Brasília e com apenas doze anos, quando morava com o pai na cidade de Relvado (RS), conheceu o empresário Pedro Frozza, dono de uma rede de churrascarias em São Paulo. Acolhido pela família do empresário, cantou por seis anos nas churrascarias, onde conheceu nomes de grandes produtores como Arnaldo Sacomani, que frequentava com grande frequência ao lado de cantores e profissionais da música, o local. 

Depois de alguns anos fora de seu estado, Joel foi convidado para tocar em uma banda de bairro chamada “Super Produção”. Com o destaque, os convites vieram e a notoriedade musical do cantor ganhou mais força. O primeiro sucesso da carreira veio quando o cantor se juntou à banda “Champion”, a música “Você me tira do ar” foi lançada em 2006, sendo a mais tocada na região sul e atingindo hoje quase três milhões de visualizações no Youtube.

Assim como o cantor Michel Teló, Joel teve como grande escola os bailes "Para um artista crescer musicalmente, os bailes são uma grande escola. Aprendemos todos os ritmos e estilos e aí temos maturidade para escolher o que queremos seguir", explica o cantor.  Passou por bandas que fazem sucesso até os dias atuais como, por exemplo, “Tchê Barbaridade” e “San Francisco”.

Publicado em Pop & Arte

CPI no Congresso, mecanismos legais e ações de redes sociais devem diminuir informações falsas

SÃO PAULO/SP - Em um ano tão atípico e impactante para a vida das pessoas como está sendo 2020, o processo eleitoral brasileiro também será diferente. Além do adiamento de data para proteger a população e evitar aglomerações por conta do coronavírus, as eleições municipais serão foco de atenção, com mais controle de informações que interferem no processo de escolha dos representantes públicos.

"A legislação eleitoral, especialmente por conta dos episódios ocorridos em 2018, assumiu o protagonismo na criminalização das fake news. Com a Lei 13.834/2019, foi criminalizada a denunciação caluniosa eleitoral, que abrange a propagação de notícias falsas que prejudiquem adversários políticos", explica Acacio Miranda da Silva Filho, doutorando em Direito Constitucional pelo IDP/DF e mestre em Direito Penal Internacional pela Universidade de Granada/Espanha. 


Enquanto o Congresso Nacional trabalha na investigação de informações falsas que foram largamente propagadas durante as eleições de 2018, por meio da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também está atento aos preparativos para a eleição deste ano: 

"O TSE aperfeiçoou os mecanismos de controle de propagação de notícias através das mídias sociais, evitando a prolação indiscriminada de notícias", destaca Acacio Miranda. Segundo ele, a inovação criminaliza a "boca de urna virtual" e medidas concretas deverão ser adotadas, e serão tidos como criminosos, os pedidos de votos através das ferramentas de comunicação virtual nas 24 horas que antecedem o pleito.

Do outro lado, as próprias plataformas de redes sociais vêm criando aos poucos mecanismos para inibir a disseminação de fake news, como limitação da ação de robôs, de perfis falsos e da prática de impulsionamentos ilegais.

 
PERFIL DA FONTE:

 
Acacio Miranda da Silva Filho é Doutorando em Direito Constitucional pelo IDP/DF. Mestre em Direito Penal Internacional pela Universidade de Granada/Espanha. Cursou pós-graduação lato sensu em Processo Penal na Escola Paulista da Magistratura e em Direito Penal na Escola Superior do Ministério Público de São Paulo. É especialista em Teoria do Delito na Universidade de Salamanca/Espanha, em Direito Penal Econômico na Universidade de Coimbra/IBCCRIM e em Direito Penal Econômico na Universidade Castilha - La Mancha/Espanha. Tem extensão em Ciências Criminais, ministrada pela Escola Alemã de Ciências criminais da Universidade de Gottingen, e em Direito Penal pela Universidade Pompeu Fabra.

Publicado em Política

SÃO PAULO/SP - Destaque como voz da música contemporânea, a cantora Giselle Café lançou nas plataformas digitais a música “Virou Te Amo”, com feat do ator e cantor Haroldo Preto, presente na minissérie Cine Holliudy. Com uma melodia que passeia pelo reggae, a composição de Italo Poeta narra a história de um casal que foi se apaixonando com o passar do tempo e é embalada por uma melodia envolvente e pelas vozes harmoniosas da cantora e de Haroldo.

A canção segue o projeto de composições de Giselle Café, que vem fazendo uma série de lançamentos nos últimos meses como "Mais Amor, Por Favor" e "Vai Passar". “Acredito que muitos casais vão se identificar com essa história e estou lisonjeada de dividir os vocais com o Haroldo, esse artista sensacional e super versátil que veio dar um toque especial à canção", ressalta a cantora.

A nova música está disponível no perfil oficial da cantora na plataforma Spotify e pode ser acessado através do link: https://open.spotify.com/album/6HegzDcPaPmDBRoE0jTL3C.

Sobre Giselle Café

Compositora e cantora versátil, Giselle Café conta com longos anos de experiência e uma carreira sólida no segmento de eventos sociais e corporativos no estado do Ceará. Seu talento imenso não podia se limitar à pequenos grupos elitizados. Ele a levou à compartilhar grandes palcos e públicos com artistas e instrumentistas da cena cultural regional.

Em seus projetos culturais levanta sempre a bandeira do Nordeste! Ama utilizar arranjos percussivos e samplers criativos que identificam a sua nordestinidade!

Publicado em Pop & Arte

Num bate e volta ao litoral de São Paulo o casal descobre que nem todo mundo está preocupado com a pandemia.

SÃO PAULO/SP - No programa Vem pra Rua - Gastronomia e Cultura, desta semana, que entra no ar no Youtube na próxima quinta-feira 06/08, Analice Nicolau e o Chef Luiz Vidal, tomando todos os cuidados, resolvem descer a serra como um bate e volta até Riviera de São Lourenço - Bertioga, uma região de praia, localizada a 56 km de Mogi das Cruzes (cidade onde passam a quarentena) e 123,9 km da Capital Paulista. Em especial, esse episódio tem como objetivo mostrar como as pessoas estão lidando com a vida, passeios e atividades ao ar livre, mesmo na pandemia e fazer um alerta, apesar de que muitas delas, não estão considerando as medidas de proteção, distanciamento e prevenções. 

Dona Silvana, mãe do Chef e sogra da jornalista, acompanha de perto essa aventura sob quatro rodas.Vale lembrar que, a melhor companhia neste período de pandemia é a sua máscara de proteção e o imbatível álcool em gel, esses nunca podem ficar de fora de um passeio, tornando-o mais seguro possível. 

Em determinado momento da gravação, eles irão parar em um mirante a beira da estrada que liga Mogi das Cruzes a cidade litorânea, de onde podem avistar a cachoeira Véu de Noiva, um paredão com uma exuberante queda d' água. 

No mesmo episódio o chef Luiz mostra quais são as "melhores frases da quarentena", segundo a internet. 

O Vem pra Rua - Gastronomia e Cultura, que coloca o carro na estrada, busca viver esse "novo normal" e sempre levando a tiracolo o seu Guia Texas Medical Association. A cada semana coloca no ar um programa imperdível. Curta, compartilhe e avise os amigos do único canal da internet que traz um chef de cozinha e uma jornalista interagindo com os seus seguidores. 

Publicado em Celebridades

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Agosto 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
          1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31