fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 
Radio Sanca Web TV - Sábado, 28 Novembro 2020

SÃO PAULO/SP - Mais de 14 milhões de pessoas deverão voltar às urnas neste domingo (29) no estado de São Paulo para decidir quem ocupará a cadeira de prefeito na capital e em mais 15 municípios paulistas no período de 2021 a 2014. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), estão aptos a votar no segundo turno das eleições municipais 14.537.905 eleitores.

Só na capital paulista, que tem o maior eleitorado do país, poderão votar hoje 8.986.687 pessoas – número que supera individualmente o eleitorado de 21 estados brasileiros e do Distrito Federal.

Além da capital, São Paulo, a eleição para prefeito será definida na segunda rodada de votação nos municípios de Bauru; Campinas; Diadema; Franca; Guarulhos; Limeira; Mauá; Mogi das Cruzes; Piracicaba; Praia Grande; Ribeirão Preto; São Vicente; Sorocaba; Taboão da Serra e Taubaté.

A Constituição Federal (Artigo 29, II) determina que, nos municípios com mais de 200 mil eleitores, haja nova disputa para o Poder Executivo se nenhum dos candidatos conseguir mais da metade dos votos válidos no primeiro turno.

Dos 645 municípios paulistas, 28 poderiam ter segundo turno nestas eleições, mas, em 12,  a disputa foi definida na primeira rodada de votação: Barueri, Carapicuíba, Guarujá, Itaquaquecetuba, Jundiaí, Osasco, Santo André, Santos, São Bernardo do Campo, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Suzano.

 

Municípios e candidatos

1 - Bauru – disputa entre Suéllen Rosim (Patriota) e Dr. Raul (DEM). Suéllen Rosim alcançou 35,60% dos votos válidos (57.844) e Dr. Raul, 32,80% (53.299).

2 - Campinas – disputa entre os candidatos Dário Saadi (Republicanos) e Rafa Zimbaldi (PL). Saadi alcançou 25,78% dos votos (121.932) e Zimbaldi, 21,86% (103.397).

3 - Diadema – disputa entre os candidatos Filippi (PT) e Taka Yamaucho (PSD). Filippi alcançou 45,65% dos votos (92.670) e Yamauchi,15,42% (31.301).

4 - Franca – disputa entre os candidatos Flávia Lancha (PSD) e Alexandre Ferreira (MDB). Lancha alcançou 24,61% dos votos (35.338) e Ferreira, 19,34% (27.772).

5 - Guarulhos – disputa entre os candidatos Gustavo Henric Costa - Guti (PSD) e Elói Pietá (PT). Guti obteve 45,65% dos votos (216.211) e Elói, 32,24% (184.502).

6 - Limeira –  disputa entre os candidatos Mario Botion (PSD) e Murilo Felix (Pode). Botion alcançou 32,32% dos votos (45.248) e Felix, 22,43% (31.402).

7 - Mauá – disputa entre os candidatos Atila (PSB) e Marcelo Oliveira (PT). Atila obteve 36,48% dos votos (70.490) e Oliveira, 19,84% (38.330).

8 - Mogi das Cruzes – disputa entre os candidatos Marcus Melo (PSDB) e Caio Cunha (Pode). Melo obteve 42,29% dos votos (81.555) e Cunha, 28,31% (54.591).

9 - Piracicaba – disputa entre os candidatos Barjas Negri (PSDB) e Luciano Almeida (DEM). Negri obteve 34,33% dos votos (56.760) e Almeida, 15,60% (25.786).

10 - Praia Grande – disputa entre os candidatos Raquel Chini (PSDB) e Danilo Morgado (PSL). Chini atingiu 39,05% dos votos (55.204) e Morgado, 35,60% (50.317).

11 - Ribeirão Preto – disputa entre os candidatos Duarte Nogueira (PSDB) e Suely Vilela (PSB). Nogueira obteve 45,87% dos votos (115.724) e Vilela, 20,72% (52.266).

12 - São Paulo – disputa entre os candidatos Bruno Covas (PSDB) e Guilherme Boulos (PSOL). Covas obteve 32,85% dos votos (1.754.013) e Boulos, 20,24% (1.080.736).

13 - São Vicente – disputa entre os candidatos Solange Freitas (PSDB) e Kayo Amado (Pode). Freitas atingiu 41,47% dos votos (67.558) e Amado, 33,95% (55.307).

14 - Sorocaba – disputa entre os candidatos Rodrigo Manga (Republicanos) e Jaqueline Coutinho (PSL). Manga obteve 39,42% dos votos (116.020) e Coutinho, 16,63% (48.955).

15 - Taboão da Serra – disputa entre os candidatos Engenheiro Daniel (PSDB) e Aprigio (Pode). Daniel recebeu 33,42% dos votos (46.350) e Aprigio, 32,01% (44.400).

16 - Taubaté – disputa entre os candidatos Saud (MDB) e Loreny (Cidadania). Saud obteve 28,81% dos votos (41.201) e Loreny, 25,40% (36.333).

 

 

*Por Bruno Bocchini – Repórter da Agência Brasil

Publicado em Política

São 10 os pesquisadores da UFSCar incluídos em lista resultante de análise de citações

 

SÃO CARLOS/SP - Pesquisadores da Universidade de Stanford (EUA) publicaram recentemente no periódico Plos Biology os resultados de um estudo que buscou identificar os cientistas mais influentes do mundo. A lista elaborada resulta da aplicação de um indicador composto de citações, que articula um conjunto de parâmetros buscando evitar vieses e, também, equalizar diferenças entre as áreas de conhecimento.

A lista de cientistas mais influentes ao longo de toda a sua carreira tem 161.441 nomes, sendo 100 mil em um ranking contínuo englobando todas as áreas, e os demais de pesquisadores que figuram entre os 2% mais influentes em seus campos. Deste total, 853 são brasileiros. Além da análise considerando a totalidade da carreira, também foi elaborada lista específica para o ano de 2019.

Na lista geral, ou seja, que considera as contribuições ao longo de toda a carreira, figuram cinco pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), sendo dois vinculados ao Departamento de Engenharia de Materiais (DEMa), dois ao Departamento de Química (DQ) e um ao Departamento de Genética e Evolução (DGE).
Dois destes pesquisadores figuram entre os 100 mil mais influentes em todas as áreas do conhecimento, ambos do DEMa: Edgar Dutra Zanotto, hoje Professor Sênior no Departamento, na posição 36.240, e Rinaldo Gregório, aposentado em 2015 e não mais atuante na UFSCar, na posição 88.539.

Os demais figuram entre os destaques, em relação às citações ao longo da carreira, pelo critério dos 2% mais influentes em seu campo: Edson Roberto Leite, do DQ, Luiz Antônio Carlos Bertollo, Professor Sênior no DGE, e Orlando Fatibello-Filho, também do DQ.

Já na classificação específica para o ano de 2019, são nove os pesquisadores da UFSCar incluídos.

Entre os 100 mil mais influentes voltam a aparecer Zanotto (posição 16.829), Gregório (26.439) e Fatibello-Filho (92.470). Elson Longo, Professor Sênior no DQ, aparece na posição 273.504 quando considerada sua produção vinculada à UFSCar, mas sobe para a posição 74.939 por sua produção anterior, quando esteve vinculado à Universidade Estadual Paulista (Unesp).

Além destes, também está entre os 100 mil mais influentes em 2019 Moacir Godinho Filho, do Departamento de Engenharia de Produção (DEP), na posição 91.680.

E, entre os 2% mais influentes em seus campos estão Leite; Cristiane Sanchez Farinas, pesquisadora da Embrapa Instrumentação que atua nos programas de pós-graduação em Engenharia Química e em Biotecnologia da UFSCar; Gustavo Garcia Rigolin, docente do Departamento de Física (DF); e Vadim Viviani, do Departamento de Física, Química e Matemática (DFQM).

A pesquisa foi realizada a partir da base de dados Scopus. Alguns dos parâmetros utilizados na construção do indicador composto foram as citações, autocitações, número total de artigos publicados, coautoria, dentre outros. Os resultados estão descritos no artigo intitulado "Updated science-wide author databases of standardized citation indicators".

Publicado em Educação

SÃO PAULO/SP - O risoto é uma receita ideal para quem procura algo gostoso e prático. Além disso, é uma opção versátil, que permite diversas combinações e sabores. Assim, o risoto de linguiça calabresa com limão siciliano é uma dessas várias opções.

Ficou com água na boca só de imaginar? Confira o passo a passo para preparar essa delícia em casa:

Ingredientes:

* Receita da Seara

Para fazer o Risoto de Linguiça Calabresa e Limão Siciliano você vai precisar de:

 

  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 2 colheres (sopa) de cebola picada
  • 2 xícaras (chá) de arroz arbóreo
  • 1/2 de xícara (chá) de vinho branco
  • 6 xícaras (chá) de caldo de legumes fervendo
  • 2 xícaras (chá) de Linguiça Calabresa Seara cortadas ao meio e depois em rodelas
  • 1/2 xícara (chá) de alho poro picado
  • 1 colher (café) de folhas de tomilho fresco
  • 1 colher (café) de açafrão da terra
  • Raspas de meio limão siciliano
  • Suco de 1 limão
  • 1 xícara (chá)parmesão de boa qualidade ralado

 

Modo de preparo:

Numa panela, doure a linguiça em sua própria gordura e depois refogue o alho poró. Adicione o tomilho, o açafrão e cozinhe por 2 minutos. Reserve.

Arroz

Numa panela grande, derreta a manteiga e refogue a cebola rapidamente. Junte o arroz e misture bem. Regue o vinho e mexa até evaporar e em seguida coloque o caldo aos poucos, até o arroz ficar cozido al dente.

Misture

Quando o arroz estiver no ponto, adicione o refogado de linguiça, as raspas de limão, o suco de limão, o parmesão e misture bem.

Aproveite!

Divida o risoto em 4 tigelinhas e sirva-o em seguida.

 

 

*Por: GUIA DA SEMANA

Publicado em Culinária

MUNDO - Florinda Meza fez uma homenagem para Roberto Bolaños nas redes sociais. A atriz se declarou ao marido, que morreu no dia 28 de novembro de 2014, e disse que seu amor por ele é eterno.

Queria voltar no tempo... mas não mudar nada, apenas estar com você de novo. Mesmo que por um minuto, me ver novamente em seus olhos, rir juntos, sonhar com tudo que sonhamos, criar o que imaginamos. Um instante que foi eterno. Como você é eterno agora. Eu te amo.

Lindo, não é?

Bolaños, que interpretou Chaves, Chapolin e tantos outros personagens, sofria com problemas crônicos e desde 2013 respirava com a ajuda de um cilindro de oxigênio. Uma das causas da morte do artista seria o Mal de Parkinson, doença revelada por Florinda em setembro de 2015, quase um ano após a morte do ator.

 

 

 

*Por: ESTRELANDO 

Publicado em Celebridades

ARARAQUARA/SP - Um jovem de 20 anos morreu na madrugada deste domingo, dia 29, após se envolver em um acidente de trânsito na Fonte Luminosa, na cidade de Araraquara.

Lucas Rocco conduzia uma motocicleta Yamaha/MT 07, cor vermelha (grande porte), por volta de 02h30 quando colidiu com um VW/Golf, verde, no cruzamento com a Rua Major Carvalho Filho.

Com o impacto do acidente, o carro tombou na avenida e ficou bastante danificado. Os dois condutores foram socorridos, mas o motociclista não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois. O motorista do Golf, de 36 anos, apresentava fratura no braço, mas sem gravidade quando foi levado ao atendimento médico.

Segundo informações, que serão apuradas pela polícia, no momento do acidente o sistema semafórico estava intermitente (amarelo), em razão do horário. O motociclista estaria pela avenida e colidiu contra o carro, que estava pela Rua Major Carvalho Filho e cruzava a avenida.

A Polícia Militar atendeu a ocorrência, que foi registrada no Plantão Policial como “lesão corporal culposa na direção de veículo automotor”.

 

 

 

*Por: Chico Lourenço / PORTAL MORADA

Publicado em Araraquara

ITIRAPINA/SP - Em reunião realizada na sede da Prefeitura, o município de Itirapina firmou um acordo de cooperação com a instituição Ação Educacional Claretiana, mantenedora do Claretiano – Centro Universitário de Rio Claro, para a utilização do Hospital Municipal São José no desenvolvimento de atividades práticas, acompanhadas de Professores Orientadores, voltadas aos alunos do curso de Medicina da respectiva instituição de ensino superior.

CAPACITAÇÕES

De acordo com o prefeito José Maria Candido, também estão previstas capacitações dos médicos de todo o sistema de Saúde, com o objetivo de avançar no atendimento da comunidade, com a instalação de equipamentos modernos e protocolos unificados. “Com isso a população ganha, e muito, pois os profissionais serão devidamente treinados e qualificados para realizar atendimentos com perfil acadêmico e profissional”, comentou.

ECONOMIA

O prefeito ressaltou também que, com tais medidas, o hospital passará a ser referência educacional na unidade de urgência e emergência e, futuramente, os serviços estendidos às unidades básicas de Saúde (UBS) com especialidades como: fisioterapeutas, nutricionista, entre outros. “A parceria resultará em grande economia para o município que, atualmente, tem dificuldade financeira para realizar contratações vultosas nas áreas de especialidades médicas, por meio de concurso público ou ainda terceirização desses serviços, pois o Estado e União repassam cada vez menos dinheiro à saúde municipal”, considerou.

 

 

*Por: PMI

Publicado em Itirapina

PORTO FERREIRA/SP - A Guarda Cívil Municipal (GCM), deteve um homem na última quinta-feira (26), na Avenida João Martins da Silveira Sobrinho, Vila Daniel, na cidade de Porto Ferreira. O suspeito foi encontrado após denuncia, sendo abordado pelos GCMs 1ªclasse Mafra e os 3ª classes Jordão e Garcia.

O indivíduo falou para guarnição que havia comprado o botijão por vinte reais e iria trocar por entorpecentes. Com as informações o mesmo foi conduzido ao plantão policial onde foi registrado o B.O P.C. e o objeto apreendido para averiguação e o sujeito ficou à disposição da justiça.

 

 

*Por: REVISTA DAQUELE MODELO

Publicado em Outras Cidades
Domingo, 29 Novembro 2020 07:36

Hopi Hari anuncia retorno de sua torre

Além da reforma, atração ganhará novo nome

 

VINHEDO/SP - O Parque Temático Hopi Hari confirmou, o retorno de uma de suas atrações mais conhecidas: a torre de queda livre. Esta decisão se baseou em diferentes critérios, desde um minucioso estudo realizado com visitantes do Parque até viabilidades técnica e econômica, o que impulsionou sua liderança a consultar e conquistar aprovação junto a todos os órgãos legais competentes.

De origem suíça, o equipamento desenvolvido pela Intamin – maior fabricante de atrações para parques temáticos e de diversões do mundo, será totalmente remodelado. “Podemos dizer até que se trata de uma nova atração, por isso, a batizaremos com um novo nome: Le Voyage”, destaca o presidente do Hopi Hari, Alexandre Rodrigues.

A reativação do brinquedo integra o projeto de recuperação da identidade de toda a região de Kaminda Mundi, a primeira área temática do País Mais Divertido do Mundo, que também conta com Giranda Mundi, roda-gigante de 40 metros de altura, o Theatro di Kaminda, com 748 lugares e um dos maiores palcos do estado de São Paulo e o Euro Restaurandi que, com sua gastronomia gourmet tornou-se um dos mais famosos do Parque. Vale lembrar que a área sedia, até janeiro de 2021, mais uma edição do Natal Mágiko – uma história de Natal contada através de um show de luzes.

A finalização do projeto e reforma da atração, bem como sua reestreia devem ocorrer até final do segundo semestre de 2021.

HISTÓRIA Segundo contam as histórias de Hopi Hari, a torre teria sido construída pelos primeiros habitantes do país, colonos advindos de diversos países da Europa, entre eles a França, para que pudessem enxergar para além das fronteiras e encontrar seus conterrâneos no outro continente. Muitos dizem que, de tão alta, você realmente pode enxergá-los lá de cima. Mito ou verdade, o que se sabe é que a descida é, com certeza recheada de frio na barriga, já que sua velocidade pode chegar a 94 km/h.

DIVERSÃO Para quem estava com saudades do País Mais Divertido do Mundo, o Hopi Hari reabriu suas fronteiras no dia 26 de setembro, respeitando o protocolo anticovid-19 – que, até o momento autoriza acesso a 60% da capacidade de público do local – e é possível visitá-lo de sexta a domingo, das 10h30 às 20h30. Além das atrações, até 31 de janeiro, o público sentirá a magia proporcionada pelo Natal Mágiko e para os mais corajosos o Parque promete noites muito mais assustadoras com o Dark Christmas: a Lenda de Krampus, uma versão especial da Hora do Horror.

PROMOÇÕES Para quem tem Passaportis válidos em mãos e que se enquadra nas ações promocionais que o Hopi Hari realizou nos últimos seis meses é possível visitar normalmente o Parque, basta apresentar o voucher de compra diretamente nas catracas.

Já os profissionais da área da Saúde – convidados em abril deste ano, como forma de agradecimento pelos serviços frente à covid-19, e que se cadastraram – podem retirar e utilizar a cortesia até 31 de dezembro de 2020. Para isso é preciso acessar o site e inserir o código promocional – que é o número do documento utilizado na realização do cadastro. Em seguida é só realizar o agendamento.

Vale lembrar que, para garantir a capacidade de operação em 60%, a equipe do Parque está monitorando o acesso do público e tomará ações necessárias para manter o fluxo de pessoas dentro do permitido pelos órgãos públicos competentes, de acordo com o protocolo anticovid.

Sobre o Parque Temático Hopi Hari

Localizado no interior paulista, próximo a Região Metropolitana de Campinas, o Parque Temático Hopi Hari conta com infraestrutura completa para receber famílias, escolas, excursões turísticas e amantes de parques de todo o país. Ao todo são cinco regiões temáticas distribuídas em 760 mil metros quadrados. Além disso, conta com um dos teatros mais modernos de São Paulo (Theatro di Kaminda) e a mais rápida montanha-russa da América do Sul (Montezum) e ainda oferece mais de 40 atrações para todas as idades, mais de 20 pontos de alimentos e bebidas (incluindo comida vegana), enfermaria, sanitários, fraldários, área para amamentação e estacionamento para cinco mil veículos.

PROTOCOLO SANITÁRIO ANTICOVID-19 HOPI HARI

Ao adquirir seu passaporti para acesso ao Hopi Hari, o visitante declara estar ciente e aceitar TODAS as normas sanitárias de combate à covid-19 vigentes no parque. O descumprimento de uma ou mais regras pode levar à retirada do visitante das dependências do parque. Confira:

  • Permitir a aferição da temperatura corporal antes de ingressar no Paradero (estacionamento). Somente será autorizada a entrada de visitante com temperatura abaixo de 37,8 ºC;
  • Seguir TODA e QUALQUER determinação dos funcionários no sentido de respeito ao distanciamento social em QUALQUER lugar dentro das dependências do parque, incluindo o melhor posicionamento nas atrações;
  • Usar máscara OBRIGATORIAMENTE durante TODA a permanência no parque;
  • Permanecer apenas com o grupo com o qual você chegou no parque, sendo vedada a interação ou aproximação com outros visitantes;
  • Manter o distanciamento de 1,5 METROS nas filas das atrações, lanchonetes e demais equipamentos do Hopi Hari que exijam a formação de filas, respeitando as HOPEGADAS (demarcações de solo);
  • Respeitar o distanciamento estabelecido em lojas e restaurantes;
  • Respeitar o horário de agendamento estipulado no voucher das atrações pagas à parte;
  • Utilizar álcool em gel OBRIGATORIAMENTE ao entrar e sair das atrações e, também, ao realizar QUAISQUER transações em lojas, restaurantes e lanchonetes.

O HOPI HARI, EM CONFORMIDADE COM OS PROTOCOLOS SANITÁRIOS:

  • Estabeleceu comunicação visual nos assentos não disponíveis para utilização, respeitando, assim, o distanciamento social;
  • Realiza – a cada ciclo - a sanitização das regiões de contato direto dos visitantes (assentos, apoios de mão, travas, entre outros);
  • Reduziu a capacidade nas atrações, mantendo distanciamento mínimo exigido entre os visitantes, a cada ciclo;
  • Disponibiliza álcool em gel na entrada e na saída das atrações e em pontos espalhados por todas as regiões do Hopi Hari.
  •  
Publicado em Outras Cidades

Programação aborda a participação social das pessoas com deficiência e destaca o protagonismo dessa população no campo da ação cultural, suas tecnologias e a difusão de projetos em meio digital;

 

Destaque para o lançamento da websérie Home Art, com performances criadas em casa, por artistas com deficiência, a partir  da experiência de isolamento social provocada pela pandemia;

 

Dia Internacional das Pessoas com Deficiência é celebrado em 3 de dezembro.

 

sescsp.org.br/modosdeacessar

 

SÃO PAULO/SP - A educação para a cidadania é o pressuposto conceitual do trabalho desenvolvido pelo Sesc São Paulo ao longo de sua trajetória. Nesse contexto, a SEMANA MODOS DE ACESSAR, que acontece entre 3 e 10 de dezembro, aborda a participação social ativa das pessoas com deficiência, a sensibilização dos diferentes seguimentos sociais e o estímulo à convivência entre os diferentes públicos.

Com programação totalmente online e gratuita, a edição de 2020 aponta caminhos possíveis para o compartilhamento democrático dos espaços de produção e difusão culturais, com destaque para as produções protagonizadas por pessoas com deficiência e as tecnologias para difusão de projetos nos meios digitais, na perspectiva da ampliação do acesso e da qualidade dos vínculos estabelecidos entre pessoas com e sem deficiência no cotidiano.

O momento atual tornou a vida de pessoas com deficiência ainda mais desafiadora, tornando ainda mais importante a reflexão acerca dos meios de inclusão dessa população no cotidiano das cidades: "Ainda estamos em meio à pandemia e todo mundo teve que adaptar suas vidas para trabalhar, conviver, cooperar. Porém, para as pessoas com deficiência, tudo se torna ainda mais complicado. E para o artista, que precisa compartilhar seu momento de criação, longe do seu público, ensaiar ou até mesmo se apresentar em ambientes nem sempre propícios, isso se multiplica”, observa Silvia Mayeda, assistente da Gerência de Sustentabilidade e Cidadania do Sesc São Paulo. 

Para Danilo Santos de Miranda, diretor do Sesc São Paulo, “A ideia de cidadania pressupõe que as pessoas possam desfrutar de um determinado espaço compartilhado democraticamente. Há um fundamento de igualdade e de liberdade neste conceito”.  E complementa: “A questão da acessibilidade atitudinal diz respeito às relações humanas, e o foco na educação para uma formação sensível ampliada expressa a missão do Sesc São Paulo e sua contribuição para o conjunto da sociedade”.

Entre os destaques da programação de 2020 está a websérie Home Art, elaborada por profissionais com e sem deficiência que atuam no campo da cultura, artistas e produtores. São 7 vídeos com performances de artistas que são pessoas com deficiência e que desenvolveram suas pesquisas em casa, a partir do contexto de isolamento social por conta da pandemia do Covid-19. Além de mostrar a rotina de trabalho dessas pessoas, os vídeos são totalmente acessíveis, com recursos como legenda, audionarração e tradução em LIBRAS. Os episódios serão disponibilizados no canal do Sesc São Paulo no Youtube a partir do dia 3 de dezembro, com a publicação de dois episódios a cada semana.

São diversas linguagens apresentadas na série que irá ao ar pelo Canal do Sesc São Paulo no Youtube: performances teatrais, com Alinne Prado, Arthur Baldin, Carolina A. Ribeiro, David Vinícius, Giuli Grama e Edilene/Lírio; Edinho Santos e Nayara Silva trazem poesia; Felipe Nicastro e Marita Oliveira em performance; Giovanni Venturini em circo; Mariana Ayelen em contação de história; Sabrina Ribeiro está em artes visuais; e Ari Protázio aparece no episódio de música.

Além da série, também está disponível para acesso o webdoc O que é Normal?, uma realização do Sesc São Paulo que traz questões disparadas pelo dançarino e coreógrafo Marcos Abranches a respeito da visibilidade das pessoas com deficiência no Brasil. Um conjunto de dez entrevistas captadas entre novembro e dezembro de 2017, durante o Seminário Modos de Acessar e a Semana Inclusiva, realizados pelo Sesc São Paulo, orientam a discussão proposta pelo documentário.

No dia 5 de dezembro, um bate-papo com especialistas acontece no âmbito do Ideias #EmCasaComSesc, espaço consolidado durante o período de isolamento social para a realização de debates, palestras e bate-papos no canal do Sesc São Paulo no Youtube.  Na ocasião, os convidados Cintia Alves, diretora teatral, pedagoga e pesquisadora de acessibilidade estética, e Eduardo O., artista plástico, arteterapeuta, escritor, ator e professor, falarão sobre o protagonismo das pessoas com deficiência nas produções culturais no meio digital, com mediação de Nicole Somera, bacharel em música popular (canto) e mestre em Artes pela Unicamp – Universidade Estadual de Campinas. 

Em todo o estado de São Paulo, uma série de cursos, exibição de vídeos, bate-papos e outras atividades complementam a programação da semana, como o curso de LIBRAS para profissionais de saúde, do Sesc Birigui, ou o minicurso sobre o brincar inclusivo na educação formal e não-formal durante a primeira infância com deficiência, do Sesc Santo André. Para conferir horários e opções, acesse sescsp.org.br/modosdeacessar  e siga as unidades em seus perfis nas redes sociais!

 

+EDUCAÇÃO PARA A ACESSIBILIDADE NO SESC SÃO PAULO

O trabalho em acessibilidade desenvolvido pelo Sesc São Paulo é pautado diretamente no modelo social de deficiência – perspectiva atual que adota uma leitura sistêmica das barreiras (sociais, culturais, comunicacionais e físicas), com foco na relação entre as pessoas e destas com o ambiente. Sob essa ótica, a deficiência não é questão única do sujeito, isolada: é vinculada de forma complexa ao ambiente e suas barreiras relacionais, culturais e físicas, que podem prejudicar a participação das pessoas. Entende-se a deficiência como uma característica humana, devendo ser respeitada e contemplada em um convívio social que se planeje plural. 

 

SOBRE O SESC SÃO PAULO

Com 74 anos de atuação no estado e 40 unidades operacionais, o Sesc São Paulo (Serviço Social do Comércio) desenvolve ações com o objetivo de promover bem-estar e qualidade de vida aos trabalhadores do comércio, serviços, turismo e para toda a sociedade. Mantido pelos empresários do setor, o Sesc é uma entidade privada que atua nos âmbitos da cultura,  esporte, saúde, alimentação, desenvolvimento infanto-juvenil, idosos, turismo social, entre outras frentes de ação. As iniciativas da instituição partem das perspectivas cultural e educativa voltadas para todas as faixas etárias, com o objetivo de contribuir para experiências mais duradouras e significativas. São atendidas nas unidades do estado de São Paulo cerca de 30 milhões de pessoas por ano. Hoje, aproximadamente 50 organizações nacionais e internacionais do campo das artes, esportes, cultura, saúde, meio ambiente, turismo, serviço social e direitos humanos contam com representantes do Sesc São Paulo em suas instâncias consultivas e deliberativas. 

 

Serviço:

SEMANA MODOS DE ACESSAR

De 3 a 10 de dezembro

Programação on-line e gratuita.

Transmissões: Canal do Sesc São Paulo no Youtube e redes sociais das unidades do Sesc no estado de São Paulo.

sescsp.org.br/modosdeacessar

Publicado em Entretenimento

Itens essenciais em meio à crise tiveram alta de 11,43%; preços mais altos dos alimentos também puxam custo de vida em São Paulo para cima

 
SÃO PAULO/SP
- Os preços dos produtos da cesta da pandemia, elaborada pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), continuam em alta em novembro, fechando o mês inflacionados em 11,43% na comparação com o mesmo período do ano passado.
 
Assim como em outubro, quando a cesta estava 9,98% mais cara, a elevação é puxada principalmente pelo grupo de Alimentação e Bebidas – cujos preços cresceram 23,56%.
 
A cesta da pandemia é uma elaboração da FecomercioSP com base nos dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) para mensurar o desempenho dos preços de três grupos de produtos considerados essenciais para a subsistência em um momento de crise, como o atual: Alimentação e Bebidas; Habitação; além de Saúde e Cuidados Pessoais.
 
Muito por causa da demanda maior por itens de alimentação em domicílio em meio à pandemia, mas também por causa do controle das famílias sobre seus gastos, itens básicos estão entre os que mais tiveram aumentos mais expressivos nos preços: o arroz, por exemplo, está 65,63% mais caro agora do que em novembro do ano passado, assim como o feijão carioca (46,30%), o músculo bovino – considerado uma carne de "segunda" (44,58%) e o leite (33,45%).
 
Produtos do hortifruti também seguiram em alta em novembro, como a maçã, cujo preço subiu 37,35% em relação ao mesmo mês de 2019, e a laranja, que ficou 21,64% mais cara. A inflação foi ainda maior em itens como o repolho (56,66%) e atingiram ainda o brócolis (30,67%) e a batata (19,69%).
 
Dos 29 produtos listados no grupo de Alimentação em domicílio, apenas dois registraram queda no preço: a cerveja (-3,72%) e a cenoura (-2,97%).
 


Especificamente no caso do arroz, cuja inflação chama mais atenção, a Federação observa que a valorização do dólar frente ao real é outro fator que influencia na variação para cima, já que o câmbio favorece mais a destinação da produção nacional para o mercado externo.

 
Os outros grupos da cesta da pandemia também têm alta de preços em novembro: o de Habitação subiu 5,53%, puxado pela alta do detergente (9,69%), enquanto o de Saúde e Cuidados Pessoais cresceu 1,85%, sendo que o produto com o maior crescimento deste grupo foi o papel higiênico (7,51%).
 
No entendimento da FecomercioSP, a inflação dos preços de alimentos deve permanecer nos próximos meses, puxada pela demanda maior, pelas reduções pontuais na produção e pelo fator cambial.
 
Custo de vida segue em alta
Após crescimento de 0,60% em setembro, o Custo de Vida por Classe Social na região metropolitana de São Paulo (CVCS) seguiu em alta no mês de outubro, subindo 1,11% – a maior elevação de 2020 até agora. No ano, a expansão é de 2,05%, enquanto o acumulado dos últimos 12 meses aponta para um crescimento de 3,90%.
 

Os dados da pesquisa apresentam o mesmo cenário da cesta da pandemia, com o grupo de Alimentação e Bebidas encabeçando o aumento nos preços. A CVCS mostra que ele inflacionou em 1,40% em outubro quando comparado a setembro. No acumulado do ano, a alta é de 6,73% e, em relação ao mesmo mês do ano passado, o custo desses itens subiu 12,06%.
 
Por outro lado, produtos de grupos como Vestuário (-2,20%) e Transportes (-1,38%) caíram, enquanto Despesas Pessoais (0,24%) e Saúde (0,80%) se mantiveram estáveis.
 
Notas metodológicas
Cesta da pandemia
A FecomercioSP tem feito um acompanhamento, desde o início da pandemia, do comportamento dos preços de acordo com hábitos de consumo que estão sendo alterados diante desta nova realidade, bem como a ponderação destes dispêndios no orçamento familiar. Para tanto, elabora mensalmente a cesta da pandemia, composta por três grupos considerados essenciais para a subsistência: alimentação e bebidas; habitação; além de saúde e cuidados pessoais, com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
 
CVCS
O Custo de Vida por Classe Social (CVCS), formado pelo Índice de Preços de Serviços (IPS) e pelo Índice de Preços do Varejo (IPV), utiliza informações da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) do IBGE e contempla as cinco faixas de renda familiar (A, B, C, D e E) para avaliar os pesos e os efeitos da alta de preços na região metropolitana de São Paulo em 247 itens de consumo. A estrutura de ponderação é fixa e baseada na participação dos itens de consumo obtida pela POF de 2008/2009 para cada grupo de renda e para a média geral. O IPS avalia 66 itens de serviços e o IPV, 181 produtos de consumo.
 
Sobre a FecomercioSP
Reúne líderes empresariais, especialistas e consultores para fomentar o desenvolvimento do empreendedorismo. Em conjunto com o governo, mobiliza-se pela desburocratização e pela modernização, desenvolve soluções, elabora pesquisas e disponibiliza conteúdo prático sobre as questões que impactam a vida do empreendedor. Representa 1,8 milhão de empresários, que respondem por quase 10% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e geram em torno de 10 milhões de empregos.

Publicado em Economia

Classificados Imóveis

Alugo Apartamento

R$ 550,00

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Novembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30            

Comércio e Serviços em Geral