fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

A menina, de apenas 6 meses, foi amparada após chamado para ocorrência de violência doméstica

 

SÃO PAULO/SP - Policiais Militares do 38ºBatalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) resgataram uma bebê, de apenas 6 meses, que sofria maus-tratos praticados pelos pais. A ação foi realizada na tarde desta quinta-feira (24), na zona leste da Capital.

A equipe foi acionada pelo Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) e comunicada sobre a ocorrência envolvendo violência doméstica no bairro Jd. Sinha, e se deslocou ao endereço para atendimento.

“De Início nós achamos que era apenas uma ocorrência de briga de casal, talvez uma violência contra a Mãe da criança. Porém ao iniciar o atendimento percebemos que era uma situação bem mais complicada, pois ambos os genitores estavam sob total influência de drogas e álcool, e que a verdadeira vítima era a criança, que o Pai não queria largar de jeito nenhum e nem deixar que a gente a visse.”, explica o Soldado PM Preccaro.

Após conversa com o pai da bebê – que se trancou na residência e utilizava a menina como escudo contra os policiais – foi feita a negociação e ele entregou a pequena à equipe. De imediato foram descobertos hematomas no rosto e na cabeça da menina, que foi socorrida ao Pronto Socorro.

“O momento que mais marcou foi quando tivemos acesso a criança, quando vimos que existia um ferimento na cabeça e que o olho estava roxo, pois ali realmente constatamos que a menina estava sendo mal tratada.”, relembra o policial.

Questionado, o casal não informou o porquê dos ferimentos, motivando a prisão imediata por maus-tratos. Eles foram encaminhados ao 69º Distrito Policial, sendo indiciados em flagrante pelo crime.

Comovidos com a situação, os próprios policiais cuidaram e alimentaram a garotinha na unidade hospitalar. Após exames ainda foram identificadas lesões em outras regiões, ficando a menina internada sob observação à disposição do Conselho Tutelar.

SÃO PAULO/SP - O deputado federal Celso Russomanno (Republicanos-SP) lidera a disputa para a prefeitura de São Paulo com 29% das intenções de voto, de acordo com pesquisa Datafolha divulgada nesta 5ª feira (24.set.2020). Em 2º lugar está o atual prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB), com 20%.

Guilherme Boulos (Psol) tem 9% das intenções de voto. O ex-governador do Estado Márcio França (PSB) tem 8%.

A pesquisa Datafolha foi realizada, presencialmente, de 21 e 22 de setembro. Foram entrevistados 1.092 eleitores no município de São Paulo. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi encomendada pela Folha de S. Paulo e está registrada no TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) sob o número 06594/2020.

O levantamento mostra que Jilmar Tatto (PT), Andrea Matarazzo (PSD), Arthur do Val (Patriota) e Vera Lúcia (PSTU) alcançaram apenas 2%.

Joice Hasselmann (PSL), Levy Fidelix (PRTB), Marina Helou (Rede), Orlando Silva (PC do B) e Filipe Sabará (Novo) tiveram 1% das intenções. Antônio Carlos Silva (PCO) não pontuou.

 

REJEIÇÃO DOS PRÉ-CANDIDATOS

O Datafolha também mediu a rejeição dos pré-candidatos em São Paulo. Bruno Covas (PSDB), Levy Fidelix (PRTB) e Joice Hasselmann (PSL) estão no topo da lista. Quando perguntados em quem não votariam de jeito nenhum, 31% dos entrevistados responderam Covas; 30% disseram não votar em Fidelix e 28% não apoiam Joice.

Guilherme Boulos (Psol) está tecnicamente empatado com a deputada federal: é rejeitado por 24% dos entrevistados. A margem de erro da pesquisa é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Celso Russomanno tem 21% de rejeição por parte do eleitorado.

Empatados com 19% estão: Arthur do Val (Patriota), Jilmar Tatto (PT) e Vera Lúcia (PSTU). Orlando Silva (PC do B) tem 18% de rejeição e Márcio França (PSB), 17%.

Filipe Sabará (Novo) e Marina Helou (Rede) são rejeitados por 16% dos entrevistados. Antônio Carlos Silva (PCO) e Andrea Matarazzo (PSD) têm 15% de rejeição.

Os entrevistados que rejeitam todos os candidatos ou não votariam em nenhum representam 7% do total; 3% votariam em qualquer 1 ou não rejeitam nenhum e 6% não souberam responder.

 

 

*Por: PODER360

SÃO PAULO/SP - O deputado federal Celso Russomanno (Republicanos) lidera a corrida pela prefeitura de São Paulo, com 24%, à frente do atual prefeito Bruno Covas (PSDB), que tem 18%. É o que mostra a primeira pesquisa Ibope feita desde a confirmação dos candidatos divulgada neste domingo, 20, pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Guilherme Boulos (PSOL) e Márcio França (PSB), aparecem tecnicamente empatados na terceira colocação, com 8% e 6%, respectivamente. A pesquisa mostra ainda que Joice Hasselmann (PSL) e Arthur do Val (Patriota) estão com 2%. Já Andrea Matarazzo (PSD) e Filipe Sabará (Novo) têm 1% cada.

O candidato do PT, Jilmar Tatto, também aparece com 1%, assim como Marina Helou (Rede), Levy Fidelix (PRTB) e Vera Lucia (PSTU).

Rejeição

O Ibope também questionou os eleitores sobre em quem não votariam de jeito nenhum. Neste quesito, Covas lidera com 30% e o deputado do Republicanos em segundo, com 24%. Boulos tem 13% de rejeição e Márcio França, 10%.

A pesquisa foi encomendada pela Associação Comercial de São Paulo e o Ibope ouviu 1.001 pessoas entre os dias 15 e 17 de setembro. O nível de confiança é de 95%.

 

 

*Por: VEJA.com

Graças ao atendimento da equipe, a pequena Isabella veio ao mundo e passa bem

 

SÃO PAULO/SP - Policiais militares, de um batalhão sediado na zona leste da Capital, foram os protagonistas de mais um nascimento, ocorrido nesta quarta-feira (16). Desta vez, quem veio ao mundo foi a pequena Isabella. A mãe da menina deu à luz em sua própria casa, na rua Senador Sarazate, na Vila Tolstoi, com ajuda dos profissionais de segurança pública.

Tudo aconteceu durante a troca de equipes do 19º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M), por volta das 5 horas. "Eu estava preparando os documentos e relatórios, quando um pai chegou desesperado, pedindo ajuda, porque sua esposa estava em trabalho de parto em casa" relembrou o tenente Éder Franco Brandão, um dos pms que atenderam a ocorrência.

Chegando na residência, os policiais encontraram a gestante com fortes contrações, prestes a dar à luz. Com muita técnica, a equipe acalmou a mãe e realizou os procedimentos para auxiliar no parto, inclusive retirando o cordão umbilical que estava ao redor do pescoço da recém-nascida.

Depois que a pequena Isabella veio ao mundo, a equipe solicitou apoio do 3º Grupamento de Bombeiros, que prosseguiu com os procedimentos e levou mãe e filha até o Hospital Geral de São Matheus. Ambas passam bem.

Esta é a primeira vez que o tenente Brandão atendeu uma ocorrência desta natureza e ele confessou que sempre foi um sonho atuar em um caso como este. "Sempre quis uma ocorrência de parto. Quando a Isabella nasceu eu lembrei do nascimento do meu filho, que foi o momento mais importante da minha vida. Fiquei bastante feliz", acrescentou.

SANTOS/SP - Neste sábado, Santos e São Paulo fizeram um clássico muito movimentado e empataram por 2 a 2, em partida válida pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Muito criticado pela torcida nos últimos jogos, Gabriel Sara marcou os dois gols do Tricolor, enquanto Madson e Marinho, de falta, balançaram as redes para Peixe.

O clássico teve um primeiro tempo eletrizante. O Tricolor iniciou o jogo dominante, marcando com Gabriel Sara logo no início e criando chances para ampliar. No entanto, na primeira chegada do Santos, Madson marcou de cabeça e deixou tudo igual. Quando o Peixe crescia na partida, o São Paulo construiu boa jogada pela direita e Sara marcou seu segundo gol.

O segundo tempo foi menos animado, mas sem cair no marasmo. O Peixe voltou melhor e mais intenso do intervalo, conseguindo chegar ao gol de empate em cobrança de falta de Marinho, contando com a colaboração de Volpi. Pouco antes, a partida foi paralisada por conta de uma falha parcial no sistema de iluminação na Vila Belmiro.

Com o resultado, o Santos chegou aos 15 pontos, na sexta posição. O próximo compromisso da equipe será contra o Olimpia-PAR, na Vila Belmiro, às 21h30, pela competição continental. Enquanto isso, o São Paulo foi aos 18 pontos, na segunda colocação. Na próxima quinta-feira, o time enfrentará o River Plate, no Morumbi, às 19h, pela Libertadores.

O jogo - O São Paulo começou melhor em campo e levou perigo desde o início. Primeiro, Reinaldo avançou com liberdade e finalizou em cima de João Paulo. Logo em seguida, aos sete minutos, Luan Peres tentou sair jogando e foi desarmado por Gabriel Sara, que invadiu a área e tocou na saída do goleiro para abrir o placar.

Mesmo com a vantagem no placar, o Tricolor continuou no campo de ataque, conseguindo recuperar diversas bolas na intermediária ofensiva. Além de chutes de Vitor Bueno e Hernanes facilmente defendidos por João Paulo, Igor Vinícius perdeu grande chance ao receber lançamento de Tchê Tchê dentro da área e chutar para fora.

Mesmo acuado na partida, o Santos conseguiu empatar aos 29 minutos da primeira etapa. Sánchez bateu escanteio com precisão pela direita e Madson subiu entre dois defensores para testar e balançar as redes. Pouco depois, quase a virada: após escanteio da esquerda, Gabriel Sara desviou contra a própria meta e exigiu boa defesa de Volpi.

O Santos voltou a ter grande chance com Soteldo, que fez fila na entrada da área, entortou Léo e finalizou rasteiro, exigindo boa defesa de Volpi. No entanto, aos 37, o Tricolor conseguiu uma boa escapada e voltou a marcar. Gabriel Sara fez belo lançamento para Igor Vinícius, que avançou pela direita e cruzou rasteiro para o meia que iniciou a jogada. Sara chegou batendo de primeira e fez seu segundo gol no jogo.

Cuca mexeu duas vezes no intervalo e o Santos voltou mais intenso, levando perigo logo no início. Diego saiu jogando errado pela direita, Soteldo roubou a bola e cruzou na medida para Sánchez que testou livre à esquerda da meta de Volpi. O jogo esfriou nos minutos seguintes e o Peixe só voltou a chegar nos 20, quando Lucas Lourenço arriscou chute perigoso de fora da área.

Como o sistema de iluminação da Vila Belmiro teve uma queda, a partida ficou paralisada por cerca de 15 minutos. Logo no retorno, Marinho sofreu uma falta na intermediária e ele mesmo bateu. Volpi decidiu inverter a barreira e, na finalização forte do atacante do Peixe, ficou sem reação no meio do gol, aceitando o chute. 2 a 2 no placar.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

Balada sertaneja recebe duplas neste sábado e domingo, entre 14h e 22h, com o melhor do sertanejo.

 

SÃO PAULO/SP - O Villa Country conseguiu, de forma prudente e consciente, reabrir suas portas para receber o público que estava com saudade da balada sertaneja mais importante da América Latina. Neste final de semana, dias 12 e 13 de setembro, a casa reabre com música ao vivo regida pelas duplas Edson e Henrique, Bred e Breno, Nando e Rick e pelo cantor Pedro Henriqque. Garanta já sua vaga fazendo sua reserva através do WhatsApp para o número: 11 98724-0123.

Neste fim de semana, o Villa Country oferece uma nova experiência ao público. No sábado, 12, a casa oferece os shows de Edson e Henrique e Bred e Breno. E no domingo, 13, o som fica por conta de Pedro Henriqque e Nando e Rick, das 14h às 22h nos dois dias e seguindo todas as regras da OMS.

A capacidade será extremamente reduzida para que não haja aglomeração social. O cardápio proporcionará drinks, petiscos, lanches e a famosa e deliciosa feijoada. Se você não quer ficar fora dessa, faça já sua reserva através no whatsapp.

 

Data: 12 e 13 de setembro de 2020
Horário de Abertura da casa: 14h
Local: Villa Country (Av. Francisco Matarazzo, 774, Parque da Água Branca, São Paulo)
Censura: 18 anos
Acesso para deficientes: sim
Reserva: via WhatsApp no número: 11 98724-0123
Mais informações: http://www.villacountry.com.br 
Objetos proibidos: Câmera fotográfica profissional ou semi profissional (câmeras grandes com zoom externo ou que trocam de lente), filmadoras de vídeo, gravadores de audio, canetas laser, qualquer tipo de tripé, pau de selfie, camisas de time, correntes e cinturões, garrafas plásticas, bebidas alcóolicas, substâncias tóxicas, fogos de artifício, inflamáveis em geral,
objetos que possam causar ferimentos, armas de fogo, armas brancas, copos de vidro e vidros em geral, frutas inteiras, latas de alumínio, guarda- chuva, jornais, revistas, bandeiras e faixas, capacetes de motos e similares.

Sobre o Villa Country:

A casa mais sertaneja do Brasil comemorou sua maioridade em julho de 2020. Com um projeto visionário, a Villa Country abriu suas portas em 2002, tendo como primeira dupla a fazer um show, ninguém menos que Rionegro e Solimões. Pioneira, tornou-se referência e, seguramente, contribuiu para que a música sertaneja se tornasse a potência que é nos dias atuais. Poucas casas noturnas alcançam vida tão longa e tão cheia de boas histórias, com shows inesquecíveis dos maiores artistas do segmento no país. Com público fiel, a Villa Country recebe semanalmente cerca de doze mil pessoas - em dias de apresentações de artistas conhecidos do grande público, esse número pode dobrar.

O Villa Country é a maior e mais tradicional casa temática do Brasil, opção para quem quer curtir boa música sertaneja, que navega no country, sertanejo de raiz, moda de viola até o famoso sertanejo universitário. Sua fachada reproduz um cenário de filme de Velho Oeste. Em seu espaço, há ambientes como a Praça Sertaneja, Saloon, Praça Caipira e Praça do Cavalo, que dão charme ao local, com destaque para o Restaurante John Wayne, que além de trazer o sabor da comida texana, garante conforto para seus clientes que preferem um clima intimista.

São 12 mil m² divididos em casa de shows, restaurantes, pista de dança, mesas de bilhar, cachaçaria, loja de roupas, café, sete bares, camarotes, espaço para convenções e a rádio Villa Country FM, comprometida em tocar música de qualidade.

Muitos nomes tiveram a casa como seu placo principal em seus primeiros shows de carreira. Cristiano Araújo Zé Neto e Cristiano, Luan Santana, Jorge e Mateus foram só alguns nomes que passaram pelos palcos da balada quando estavam no início de carreira. “O Villa Country é o tipo de casa que leva a cultura sertaneja adiante. Ela abre as portas para os artistas iniciantes e os coloca na vitrine para o público. Vida longa a essa casa tão importante”, completa Rionegro.

SÃO PAULO/SP - João Doria (PSDB) afirmou na terça-feira (8) que a resposta imunológica de idosos que receberam a vacina CoronaVac, contra a Covid-19, ficou entre 98% e 99%. A vacina é desenvolvida por um laboratório chinês em parceria com o Instituto Butantan.

“Estudos preliminares da Sinovac mostraram que a vacina é segura para idosos. Foram testados 24 mil voluntários chineses, sendo 421 com mais de 60 anos. O grupo teve uma resposta imune média entre 98% e 99%. A taxa de eficácia da Coronavac é maior do que de vacinas amplamente utilizadas contra outras doenças, como por exemplo a vacina contra gripe comum, que tem uma taxa de 50% a 60% de eficácia. Estamos muito otimistas com os resultados da fase três de testes da Coronavac no Brasil”, disse Doria em rede social.

 

 

Estudo publicado na segunda (7) pela Sinovac Biotech, laboratório que desenvolve o imunizante com o Butantan, mostra que a vacina é segura para idosos, mas a resposta imunológica para o grupo foi um pouco mais fraca do que em adultos jovens.

À Reuters, Liu Peicheng, representante da empresa, disse que a vacina não causou efeitos colaterais graves em testes da Fase 1 e 2. Participaram 421 pessoas com 60 anos ou mais. Os resultados são preliminares e foram obtidos após testes de nível inicial a intermediário.

Vacina de Oxford

Os testes para a vacina contra a Covid-19 da Universidade de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca foram suspensos temporariamente no Reino Unido nesta terça-feira (8). A decisão foi tomada após um paciente apresentar um efeito adverso depois de receber o imunizante.

“Nosso processo padronizado de revisão foi acionado e nós pausamos voluntariamente a vacinação para que nossos dados de segurança sejam revisados por um comitê independente”, informou a farmacêutica em nota para a imprensa.

 

 

*Por: VEJA São Paulo

São Carlos faz parte do programa pela Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda

SÃO CARLOS/SP - O Governo de São Paulo anunciou, no último dia 31 de agosto, a abertura de 20 mil vagas exclusivas para mulheres em cursos online gratuitos na área de Tecnologia da Informação (TI). As capacitações fazem parte do SP TECH, novo programa de qualificação profissional e inserção no mercado de trabalho do Estado em parceria com os municípios.
 Com quatro opções de cursos online, as mulheres terão a oportunidade de profissionalização na área de Tecnologia da Informação com rapidez; participantes também terão acesso facilitado a programa de crédito. Todas as aulas serão realizadas no formato online, no modelo de Ensino à Distância (EAD), sem que as participantes precisem sair de casa.
De acordo com o secretário municipal de Trabalho, Emprego e Renda de São Carlos, Walcinyr Bragatto, podem participar mulheres a partir dos 16 anos, alfabetizadas e domiciliadas no estado de São Paulo. “Caso o número de inscrições seja superior ao número de vagas, serão priorizadas as mulheres desempregadas, com baixa renda ou com deficiência”, ressalta Bragatto.


As inscrições já estão abertas e devem ser realizadas até o dia 4 de setembro pelo site www.cursosviarapida.sp.gov.br. As aulas começarão no próximo dia 14 de setembro e poderão ser feitas remotamente, da própria casa da mulher que se inscrever.
A convocação das candidatas ocorrerá por e-mail. Para receber o certificado, a estudante deve completar a carga horária total do curso e atingir 7,5 de média nas avaliações.
São quatro opções de cursos introdutórios, oferecidos na plataforma da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp). Com duração de 80 horas, que podem ser concluídos em três meses, os cursos são: Lógica de Programação, Banco de Dados, Desenvolvedor Web e Desenvolvedor Mobile.
Todos os cursos oferecem um módulo de empreendedorismo em parceria com o SEBRAE, possibilitando acesso a crédito em condições especiais no Banco do Povo.
Após conclusão dos módulos introdutórios, haverá opções de cursos mais avançados, com matérias conduzidas pela própria estudante. São eles: Ciência de Dados, Desenvolvimento Web/Front-End, Desenvolvimento Web/Back-End e Desenvolvimento Web/Full-Stack. Esses cursos serão oferecidos voluntariamente pelas empresas Alura e Digital Innovation One.

Parceria com o SENAC - Além das 20 mil vagas do SP Tech, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico também firmou parceria com o SENAC para oferecimento de 500 vagas em cursos avançados, preferencialmente para mulheres. Os cursos são em diversas áreas de TI, com duração de 40 e 200 horas. As aulas virtuais serão ao vivo, com material didático e vinculados a uma unidade fixa do SENAC. A preferência é para mulheres que tenham feito os cursos virtuais introdutórios do SP Tech.
Os cursos serão oferecidos em 16 municípios: São Paulo (5 unidades), São Carlos, Araraquara, Bebedouro, Guarulhos, Rio Claro, Itu, Sorocaba, Presidente Prudente, São Vicente, Jundiaí, Osasco, Santos, São José dos Campos, São João da Boa Vista e Sorocaba.
Para esses cursos as inscrições também devem ser feitas até o dia 4 de setembro também pelo site www.cursosviarapida.sp.gov.br.

SÃO PAULO/SP - Brenner, nos acréscimos do segundo tempo, garantiu a vitória por 2 a 1 do São Paulo sobre o Corinthians na manhã deste domingo, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Antes do jovem são-paulino se tornar herói, Cássio e Tiago Volpi falharam nos gols de Hernanes e Ramiro.

O resultado levou o Tricolor à terceira vitória seguida. O tabu do São Paulo de não perder para o arquirrival no Morumbi desde 2010 pelo Brasileirão também foi mantido. Já o Corinthians conheceu sua primeira derrota em clássico na temporada 2020.

O placar levou o São Paulo à vice-liderança, com 13 pontos, e deixou o Corinthians em 13º, com apenas cinco pontos – com um jogo a menos.

Tiago Nunes e Fernando Diniz iniciaram o clássico com novidades nas equipes. No Corinthians, Ramiro voltou a ser titular, enquanto o São Paulo teve Liziero na lateral esquerda.

O resumo do primeiro tempo foi um domínio completo dos mandantes. Apesar disso, o gol saiu em uma cobrança de falta de Hernanes. Cássio foi pego de surpresa, falhou e viu a bola entrar no meio do gol.

O Timão chegou ao empate depois da parada para hidratação. Cantillo teve tranquilidade para receber uma sobra de bola no meio de campo, girar e lançar para Ramiro. O chute mascado e cruzado do volante também contou com a colaboração de Tiago Volpi.

Na etapa final, com a temperatura na casa dos 29ºC, os espaços apareceram e as substituições deixaram a partida aberta e imprevisível. Tiago Nunes aproveitou para promover a estreia de Rómulo Otero.

No fim, quem se deu bem foi o São Paulo, que chegou ao gol da vitória aos 46 minutos. Brenner, livre dentro da área, cabeceou sem chances para Cássio.

Na próxima rodada, o Corinthians vai encarar o Goiás, na Serrinha, em Goiânia, às 19h15 da próxima quarta-feira. No dia seguinte, o São Paulo vai ao Mineirão para pegar o Atlético-MG às 20h.

 

 

*Por: GAZETA ESPORTIVA

No período, as extorsões mediante sequestro permaneceram zeradas

 

SÃO PAULO/SP - O Estado de São Paulo terminou o mês de julho com redução em todas as modalidades de furtos e roubos, incluindo os latrocínios – roubos seguidos de morte. As extorsões mediante sequestro permaneceram zeradas.

Nos roubos em geral a redução foi de 21% ou de 4.600 casos em números absolutos. Foram 17.357 roubos no sétimo mês deste ano, contra 21.957 em igual período do ano passado. É a primeira vez na série histórica, iniciada em 2001, que o indicador fica abaixo de 18 mil.

No indicador de roubos de veículos, a queda foi ainda mais acentuada (-34,2%). Foram 2.427, ante 3.691 – 1.264 a menos. É a primeira vez na série que o total fica abaixo de 3 mil no período.

Na comparação mensal também houve diminuição de 28,6% nas ocorrências de roubos de carga. A quantidade passou de 629 para 449, ou seja, 180 a menos. Já os roubos a banco recuaram de dois para um.

O Estado ainda registrou queda nos furtos em geral e de veículos, que recuaram 28,5% e 28,6%, respectivamente. No primeiro, o total passou de 43.402 para 31.042. No segundo, de 7.868 para 5.617 –  são os menores índices da série.

Outros indicadores

No mês passado, houve 14 boletins de ocorrência e 15 vítimas de roubos seguidos de morte. Em julho de 2019, foram contabilizados 16 casos, com igual número de vítimas, desta modalidade criminosa.

O indicador de extorsão mediante sequestro permaneceu estável sem nenhum registro pela segunda vez consecutiva na série histórica, enquanto foram registrados 921 casos de estupros, contra 850 em julho do ano passado. 

Já os indicadores relacionados a mortes intencionais, somaram 217 ocorrências e 223 vítimas. Com as variações, as taxas de homicídios dolosos dos últimos 12 meses (de agosto de 2019 a julho de 2020) ficaram em 6,44 casos e 6,70 vítimas de homicídios a cada grupo de 100 mil habitantes.

Produtividade

O trabalho realizado pelas três polícias estaduais em julho deste ano resultou em 12.906 prisões. No período, 969 armas de fogos foram retiradas das ruas e 4.126 flagrantes de tráfico de drogas foram registrados.

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Setembro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30