fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

PROGRAMAÇÃO DE 21/01 À 27/01/2021

 

PINÓQUIO

Fantasia | Dublado e Legendado

2h05 min. | Classificação: 10 anos

DUBLADO: QUI |SEX | SEG | TER | QUA: 20h

SÁB |DOM: 17h

LEGENDADO: SÁB | DOM: 20h

 

MULHER MARAVILHA 1984

Ação, Aventura, Fantasia | Dublado

2h31 min. | Classificação: 10 anos

DUBLADO: Somente: SÁB |DOM: 19h

 

PROGRAMAÇÃO SUJEITA A ALTERAÇÕES SEM AVISO PRÉVIO.

Compre online pelo nosso site: www.cinesaocarlos.com.br

Estacionamento gratuito (2° a 6° a partir das 19h e sábado e domingo a partir da primeira sessão.)

Rua: Major José Inácio, 2154 e 2166 São Carlos – SP

Conheça o livro da SESI-SP Editora, que como o filme, é considerado a adaptação mais fiel à história original de Carlo Collodi

 

São Paulo/SP - Nesta quinta-feira, dia 21 de janeiro, a clássica história do boneco de madeira que se transformou em um garoto de verdade chega aos cinemas nacionais em formato live-action, por meio da distribuidora Imagem Filmes e em uma adaptação mais fiel ao personagem original de Carlo Collodi, autor de As aventuras de Pinóquio.  

Conhecido em todos os países, o boneco de madeira fez sua primeira aparição em 1881, publicado inicialmente de forma seriada em um jornal italiano. Em 1883, Collodi lançou a aventura em livro.  

Para manter a fidelidade do conteúdo, a obra As aventuras de Pinóquio, publicada pela SESI-SP Editora, com tradução do renomado Ivo Barroso, ilustrações de Joana Velozo e posfácio de Italo Calvino, respeita a intenção original do autor e propõe uma pausa na leitura, entre os capítulos 15 e 16, no qual transporta o leitor de hoje a se imaginar contemporâneo a Pinóquio.  

TRAMA SOMBRIA 

Dirigido por Matteo Garrone ("Gomorra", "Dogman"), cineasta vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes, Pinóquio terá sua estreia nacional. 

O filme conta a história de Gepeto (Roberto Benigni), um solitário marceneiro que sonhava em ser pai e deseja que Pinóquio (Federico Ielapi), o boneco que acabou de construir, ganhe vida. Seu pedido é atendido, mas a desobediência de Pinóquio faz com que ele se perca de casa e embarque em uma jornada repleta de mistérios e seres fantásticos, que o levará a conhecer de perto os perigos do mundo.  

Afastando-se da versão que se tornou popular com a clássica animação de 1940, o diretor Garrone promete fazer de Pinóquio uma trama mais sombria e ser a melhor adaptação já vista até hoje do personagem.   

O diretor afirma que o projeto representou dois sonhos que se tornaram realidade: dirigir uma adaptação de Pinóquio e trabalhar com Benigni, que dá vida a Gepeto no longa. Reconhecido por sua atuação em "A Vida é Bela", filme no qual conquistou o Oscar de Melhor Ator, Pinóquio marca o retorno de Roberto Benigni aos cinemas após um hiato de oito anos. 

COLLODI  

Pouco se conhece sobre Carlo Lorenzini, autor de As aventuras de Pinóquio. Collodi, como gostava de assinar suas obras, nasceu na cidade italiana de Florença, em 1826. Comediante, participou das batalhas de 1848-49, pela unificação da Itália, mesma fase em que começa a escrever os primeiros textos. Também é o período em que funda o jornal satírico Il Lampione, fechando rapidamente pela censura. Fica logo conhecido com sua estreia, In vapore (1856), e dá sequência a suas atividades políticas no jornal Il Fanfulla, criando histórias engraçadas e cenas irônicas, como Macchiette (1880), Occhi e nasi (1881) e Storie allegre (1887).   

Sua entrada na literatura infantil foi por meio da tradução dos contos de fada de Charles Perrault, Racconti delle fate, em 1875. Porém, sua principal criação seria diferente deste gênero literário. O personagem Pinóquio surge em 1881 junto com o jornal semanal Il Giornale per i Bambini, na história seriada sob o título Storia di un burattino [A história de um boneco]. Neste momento peculiar da Itália, cujo discurso era em prol de uma nação única, Collodi sentia que a individualidade e a liberdade poderiam estar ameaçadas. O autor, então, deu voz a um boneco inconformista, transgressor, mas que paga por seus atos inconsequentes.   

A obra As aventuras de Pinóquio publicada pela SESI-SP Editora está disponível nos formatos impresso e e-book, e faz parte do acervo doado pela Cosac Naify.  

SERVIÇO: 

Filme: Pinóquio 

Elenco: Roberto Benigni, Federico Ielapi, Rocco Papaleo, Massimo Ceccherini e Marine Vacth 

Direção: Matteo Garrone 

Distribuidora: Imagem Filmes 

Lançamento: 21 de janeiro de 2021 

Gênero: Fantasia 

Duração: 137 minutos 

 

Livro: As aventuras de Pinóquio 

Autor: Carlo Collodi  

Tradutor: Ivo Barroso 

Ilustrações: Joana Velozo 

Posfácio: Italo Calvino 

Editora: SESI-SP Editora 

Ano: 2018 

Formatos: Impresso e e-book 

 

Sobre a SESI-SP Editora 

A SESI-SP Editora tem como ação principal organizar conhecimento nas áreas de cultura, educação, esporte, nutrição e saúde, cumprindo sua missão de apoiar a Entidade em seus mais diversos campos de atuação. Com mais de mil títulos em seu catálogo, em diferentes formatos (e-bookaudiobook e impresso), tornou-se referência na edição de livros educacionais, infantojuvenis, de alimentação, de HQs nacionais e europeias, e de obras de interesse geral. Conheça nossas publicações: www.sesispeditora.com.br

Inscrição de interesse será online para polos do interior e litoral

 

RIBEIRÃO PRETO/SP - A manifestação de interesse para novos alunos e alunas do Projeto Guri – maior programa sociocultural brasileiro, mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo – será realizada de 25 de janeiro a 26 de fevereiro, de maneira online, para os polos de ensino do interior e litoral de São Paulo. São 18.271 vagas para 30 cursos gratuitos de música para crianças, adolescentes e jovens de 6 a 18 anos incompletos (o sistema carregará os polos com cursos disponíveis para a idade informada, respeitando a faixa etária de ingresso em cada turma*).

As aulas terão início a partir do dia 1º de fevereiro e, independentemente do retorno presencial, alunos e alunas terão acesso às aulas e atividades por meio da plataforma de ensino a distância.

Para fazer a inscrição, o responsável deve acessar o link (www.projetoguri.org.br/matricula2021) e preencher as seguintes informações: 

_ Identidade do aluno ou da aluna (nome completo, data de nascimento e número do RG ou certidão de nascimento);

_ Endereço;

_ Informar se pertence ao grupo de risco da Covid-19 (colocar sim ou não);

_ Informar se o aluno ou aluna possui deficiência auditiva (colocar sim ou não);

_ Telefone para contato, com DDD (opcional);

_ E-mail (opcional);
_ Escola em que estuda;

_ Identidade do responsável (nome completo, número do RG, telefone e e-mail);

_ Informar o polo de interesse; 

_ Informar o curso de interesse (1ª e 2ª opção);

_ Ler (a assinalar ciência) nos avisos de autorização do uso de imagem e Lei Geral de Proteção de Dados.
 

*Tabela com a faixa etária mínima para ingresso em cada curso:

 

CURSO

FAIXA ETÁRIA MÍNIMA PARA INGRESSO

ACORDEON

9 ANOS

BAIXO ELÉTRICO

10 ANOS

BANDOLIM

8 ANOS

BATERIA

10 ANOS

CAVACO

8 ANOS

CLARINETE

9 ANOS

CONTRABAIXO

12 ANOS

CORAL INFANTIL

MÍNIMO: 6 ANOS, MÁXIMO: 8 ANOS

CORAL JUVENIL

9 ANOS

OBOÉ

10 ANOS

EUFONO

10 ANOS

FLAUTA TRANSVERSAL

9 ANOS

GUITARRA ELÉTRICA

10 ANOS

INICIAÇÃO MUSICAL

MÍNIMO: 6 ANOS, MÁXIMO: 8 ANOS

LUTERIA

14 ANOS

OFICINA DE MUSICALIZAÇÃO

8 ANOS

PERCUSSÃO

8 ANOS

SAXOFONE

9 ANOS

TECLADO/PIANO

8 ANOS

TECNOLOGIA MUSICAL

8 ANOS

TROMBONE

10 ANOS

TROMPA

10 ANOS

TROMPETE

10 ANOS

TUBA

13 ANOS

VIOLA

10 ANOS

VIOLA CAIPIRA

8 ANOS

VIOLÃO

8 ANOS

VIOLINO

10 ANOS

VIOLONCELO

10 ANOS

As faixas etárias acima indicam as idades apropriadas para o início em cada curso considerando razões de caráter pedagógico e de estrutura física, relacionadas ao desenvolvimento cognitivo, de maturidade muscular, tonicidade, coordenação motora fina etc. 

Após o preenchimento, clicar em ‘enviar’ para que seja gerado o número de protocolo referente ao processo. 

Posteriormente, a coordenação do polo escolhido entrará em contato com o responsável, confirmará a matrícula no curso indicado (caso haja vaga no mesmo) e fornecerá instruções para o envio dos documentos (RG, comprovante de matrícula/escolaridade e comprovante de endereço). Nesta etapa, o responsável receberá também um link com o questionário social que deve ser preenchido e enviado. As informações descritas no questionário são fundamentas para que nossas equipes conheçam as demandas dos matriculados e, com isso, tracem planos estratégicos de acordo com o perfil de cada turma e/ou aluno e aluna.   

 

A matrícula só será oficializada no polo e curso escolhido após contato da coordenação e envio dos documentos do aluno/aluna. 

O formulário, disponível a partir do dia 25 de janeiro, é bem simples e poderá ser preenchido a partir de qualquer plataforma (celular IOS, celular Android, tablet, computador, etc). Para ingressar no Projeto Guri basta ter entre 6 e 18 anos incompletos e estar regularmente matriculado na escola. Não é preciso ter conhecimento prévio de música, nem possuir instrumentos ou realizar testes seletivos.

Os endereços dos polos estão no site www.projetoguri.org.br

Retomada das atividades presenciais

O retorno presencial deverá ocorrer de maneira progressiva, atendendo à deliberação do Governo do Estado de São Paulo  e a autorização prévia de cada uma das cidades. As famílias receberão as informações necessárias com antecedência, cientes de que todas as medidas de segurança estão sendo tomadas, visando a saúde e o bem-estar dos Guris, familiares, empregados, empregadas e comunidade. 

 

Confira a lista completa dos polos com vagas abertas nas regionais do Projeto Guri:

Regional Araçatuba
São 1554 vagas disponíveis nos polos: Alto Alegre, Andradina, Avanhandava, Bento de Abreu, Bilac, Birigui, Brejo Alegre, Castilho, Clementina, General Salgado, Guaraçaí, Guzolândia, Ilha Solteira, Jales, Lavínia, Luiziânia, Murutinga do Sul, Nova Canaã Paulista, Nova Luzitânia, Pereira Barreto, Piacatu, Araçatuba, Rubiácea, Santa Fé do Sul, Santópolis do Aguapeí, Sud Mennucci e Valparaíso.

Regional Itapeva
São 1435 vagas disponíveis nos polos: Barra do Chapéu, Bom Sucesso de Itararé, Buri, Capão Bonito, Fartura, Guapiara, Itaberá, Itaí, Itaporanga, Itararé, Nova Campina, Piraju, Itapeva, Ribeirão Branco, Ribeirão Grande, Riversul, Sarutaiá, Taquarituba, Taquarivai. 

Regional Jundiaí
São 1611 vagas disponíveis nos polos: Aguaí, Águas de Lindóia, Atibaia, Bragança Paulista, Cabreúva, Campinas, Elias fausto, Espírito Santo do Pinhal, Estiva Gerbi, Indaiatuba, Iracemápolis, Monte Mor, Nelson Mandela (Campinas), Nova Odessa, Pedreira, Piracaia, Piracicaba, Rafard, Jundiaí, Santa Bárbara D’Oeste, Santo Antônio de Posse, Santo Antônio do Jardim, Serra Negra, Sumaré, Vinhedo.

Regional Marília
São 1917 vagas disponíveis nos polos: Álvaro de Carvalho, Arco Íris, Assis, Bastos, Bauru, Campos Novos Paulista, Cândido Mota, Echaporã, Herculândia, Ibirarema, Legião Mirim de Piratininga, Lins, Maracaí, Ocauçu, Oriente, Ourinhos, Palmital, Parapuã, Promissão, Quatá, Marília, Ribeirão do Sul, Rinópolis, Sabino, Salto Grande, Santa Cruz do Rio Pardo, Tupã, Vera Cruz, 

Regional Presidente Prudente
São 1914 vagas disponíveis nos polos: Estrela do Norte, Indiana, Inúbia Paulista, João Ramalho, Junqueirópolis, Lar Francisco Franco (Rancharia), Martinópolis, Mirante do Paranapanema, Nantes, Narandiba, Osvaldo Cruz, Ouro Verde, Piquerobi, Pirapozinho, Presidente Bernardes, Presidente Venceslau, Regente Feijó, Presidente Prudente, Rosana, Sagres, Sandovalina, Santo Expedito, Taciba, Tarabai, Teodoro Sampaio/Pontal do Paranapanema, Tupi Paulista.

Regional Ribeirão Preto
São 2060 vagas disponíveis nos polos:Acif - Franca, Altinópolis, Barrinha, Batatais, Bebedouro, Brodowski, Cajuru, Cândido Rodrigues, Cravinhos, Dumont, Guara, Iguarapava, IORM - Guaira, IORM - Ipuã, IORM - Orlandia, Itirapuã, Ituverava, Jaborandi, Jaboticabal, Luteria Franca, Miguelópolis, Monte Alto, Monte Azul Paulista, Morro Agudo, Ribeirão Preto, Santa Cruz da Esperança, Santa Rosa de Viterbo, São Joaquim da Barra, São Simão, Serrana, Sertãozinho, Taquaritinga, Terra Roxa, Viradouro.

Regional São Carlos
São 1607 vagas disponíveis nos polos: Araraquara, Bariri, Barra Bonita, Boa Esperança do Sul, Caconde, Cordeirópolis, Dois Córregos, Ibitinga, Igaraçu do Tietê, Itápolis, Lençóis Paulista, Macatuba, Mineiros do Tietê, Nova Europa, Pederneiras, Pirassununga, Porto Ferreira, Regional Jaú, São Carlos, Rincão, Rio Claro, Santa Cruz das Palmeiras, Santa Gertrudes, Santa Maria da Serra, São José do Rio Pardo, São Sebastião da Grama, Tabatinga, Tambaú, Tapiratiba, Vargem Grande do Sul.

Regional São José do Rio Preto
São 1835 vagas disponíveis nos polos: Altair, Bálsamo, Barretos, Cosmorama, Fernandópolis, Ibira, Icem, Ipiguá, José Bonifácio, Mirassol, Nipoã, Nova Granada, Novo Horizonte, Onda Verde, Ouroeste, Palestina, Palmares Paulista, Paulo de Faria, Potirendaba, São José do Rio Preto, Riolândia, Santa Adélia, Severínia, Tanabi, Ubarana, Urupês, Votuporanga.

Regional São José dos Campos
São 1172 vagas disponíveis nos polos: Paraibuna, Pindamonhangaba, Piquete, São José dos Campos, Roseira, São Francisco Xavier, São José dos Campos e Regional São José dos Campos,  São Luiz do Paraitinga, Silveiras, Taubaté, Ubatuba.

Regional São Paulo/Região do litoral
São 911 vagas disponíveis nos polos: Ilha Comprida, Itanhaém, Itariri, Miracatu, Mongaguá, Pedro de Toledo, Peruíbe, Santos (Regional e Zona Noroeste), São Vicente, Sete Barras.

Regional Sorocaba
São 2255 vagas disponíveis nos polos: Araçoiaba da Serra, Avaré, Botucatu, Capela do Alto, Cerquilho, Conchas, Guareí, Ibiúna, Itapetininga, Itatinga, Itu, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Sorocaba, Salto, São Manuel, São Miguel Arcanjo, São Roque, Tietê, Votorantim.  

 

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Sustenidos: CTG Brasil; Visa; CCR AutoBAn; Instituto CCR; Bayer; WestRock; Microsoft; Supermercados Tauste;  banco BV; Novelis; Arteris; EMS; Capuani do Brasil; Faber-Castell; Pinheiro Neto; Santander;  VALGROUP; Raízen; BTP; Distribuidora Ikeda; Grupo Maringá; Instituto 3M; Supermercados Rondon; Frigol; Mercedes-Benz; Castelo Alimentos; Enel; GRUPO GR; Cipatex; Grupo Herval, Pirelli.

Patrocinador Sustenidos: CTG Brasil; Visa; SulAmérica, Sky, Microsoft e Glovis.

Sobre o Projeto Guri: mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Sustenidos, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 810 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Sustenidos: Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos é a organização gestora do Festival Ethno Brazil, Som Na Estrada, Festival Imagine Brazil, MOVE (Musicians and Organizers Volunteer Exchange) e Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa de ensino musical no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: http://www.sustenidos.org.br/pessoa-fisica/

Cines Iguatemi São Carlos

14/01 a 20/01

(Programação Sujeita a Alterações Sem Aviso Prévio)

.....SALA 01:.......

TROLLS 2

ANIMAÇÃO – DUBLADO-duração: 90 min – verifique a classificação indicativa do filme

DIARIAMENTE: 16h30 / 19h00

 

LEGADO EXPLOSIVO

AÇÃO– DUBLADO-duração: 100 min – verifique a classificação indicativa do filme

DIARIAMENTE: 21H00

 

.....SALA 02:.......

UM TIO QUASE PERFEITO 2

COMÉDIA-NACIONAL-duração: 102 min – verifique a classificação indicativa do filme

DIARIAMENTE: 17H00

 

MULHER MARAVILHA – 1984

AVENTURA / AÇÃO -DUBLADO -duração: 151 min – verifique a classificação indicativa do filme

DIARIAMENTE: 19H00

 

.........SALA 03:.........

SAPATINHO VERMELHO

ANIMAÇÃO – DUBLADO-duração: 93 min – verifique a classificação indicativa do filme

DIARIAMENTE: 15H00

 

MULHER MARAVILHA – 1984

AVENTURA / AÇÃO -DUBLADO -duração: 151 min – verifique a classificação indicativa do filme

DIARIAMENTE: 17h00 / 20h00

SÃO PAULO/SP - O Produtor Musical e multi-instrumentista, conhecido como MAESTRO, após o grande desafio do projeto Relax Zen Brasil em parceria com a Universal Music, que transforma hits de nossa música em versões zen para aquele momento de autoconhecimento. Agora o profissional musical apresenta a trilha original do filme "A Garota Invisível", protagonizado pela atriz Sophia Valverde, recém lançado em diversas plataformas de streaming e comenta como foi processo para trabalhar em filme em plena quarentena.

Maestro, conta que foi algo diferente de suas outras trilhas cinematográficas, por ser seu primeiro filme teen, ainda criar uma trilha original, entre as canções autorais do elenco do longa como Sophia Valverde (As Aventuras de Poliana do SBT) e Mharessa Fernanda (influenciadora) e ainda mais no período do isolamento social, que deixaram muitos profissinais da arte com alguma crise de criatividade.

“O processo todo foi realizado através de vídeo conferências com o Maurício Eça (Diretor) e o Marcelo Braga (Produtor Executivo). Nunca tivemos um reunião presencial, e ainda não nos conhecemos pessoalmente. Mas a sinergia foi ótima!! O trabalho de composição das trilhas foi desafiador, pois tivemos 55 trilhas e suas variações ao longo do filme, com grande riqueza de estilos e climas sonoros. Cada personagem tem junto consigo, características musicas na trilha, que os representam musicalmente. Ou seja, cada personagem tem uma sequência de notas ou acordes, que os acompanham em diferentes estilos musicais ao longo da obra”, comenta o produtor musical Maestro.

No filme,  “A Garota Invisível”, Ariana (Sophia Valverde) é a aluna que passa desapercebida para todos, exceto para seu melhor amigo Téo. Entretanto, tudo muda quando vaza na internet um vídeo dela se declarando para Khaleb, o garoto mais popular da escola, fazendo com que ele convide Ariana para sair. Agora, ela precisará lidar com a ex que fará de tudo para acabar com o romance.  O filme já está disponível na Apple TV, Now da Claro TV, Youtube Movie, Google Play, Vivo Play e Sky.

Confira o trailer:

https://www.youtube.com/watch?v=OTJRZIzKO6g

 

SOBRE MAESTRO:

O Produtor Musical e multi-instrumentista paulistano MAESTRO, com mais de 15 anos na área, adora desafios que tragam algum refinamento e qualidade musical, seja em produções próprias, de outros compositores ou de trilhas sonoras. O exemplo disso foi o álbum “Caju – Canções de Cazuza” (Deck), com o cantor e compositor Marcelo Quitanilha, onde realizaram um excelente trabalho e repercutindo com boas críticas na mídia como potal G1,Tenho Mais Amigos Que Discos entre outros veículos.  Ainda reponsável por trilha de diversos comerciais da Natura, Parmalat, Ford e etc., além dos filmes “Mothers Bond” (Trilha Sonora Original), “Will to Dance” (Trilha Sonora Original) e “Um Presente A Prova de Futuro” (Trilha Sonora Original). Além do seu recente projeto “Relax Zen Brasil” em parceria com a Universal Music, que apresenta hits brasileiros em versões zen para relaxamento.

Escolha a sua plataforma de música: https://umusicbrazil.lnk.to/RelaxZenBrasilVol1 

Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCbyN_gVay8m_3XzOyS28P6A/videos

 Instagram@soumaestro   

Sendo inaugurado neste sábado (19) o Trem Republicano, roteiro turístico-ferroviário entre as cidades de Itu e Salto. O projeto teve início há 15 anos.

 

ITU/SP - O próprio nome do passeio tem história. Em 17 de abril de 1873 foi inaugurada a Estrada de Ferro Ituana e, no dia seguinte, aconteceu a Convenção Republicana de Itu, o primeiro encontro desse tipo e marco de fundação do Partido Republicano Paulista (PRP), importante para o fim da monarquia que aconteceria em 1889.

Essa coincidência de fatos e datas fez com que, em 2005, durante um evento sobre revitalização ferroviária, organizado pelo Movimento de Preservação Ferroviária (MPF), a proposta de roteiro ganhasse o nome de Trem Republicano.

O início das obras foram três anos depois, por meio de liberação de recursos do Ministério do Turismo e, na sequência, a doação de trilhos feita pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit); dois quilômetros chegaram a ser assentados, mas as obras foram interrompidas.

Em 2013, por meio de convênios com o Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (Dadetur), da Secretaria de Turismo do Estado, começaram os repasses para a conclusão do projeto, incluindo pontes sobre o Rio Tietê, o girador de locomotiva e a reforma das estações das duas cidades. Ao todo, foram R$ 14,1 milhões do Governo do Estado.

“Os passeios de trem integram as famílias e são um forte atrativo em diversos lugares. Iniciativas como essa, que ultrapassam os limites de apenas uma cidade, têm força para mudar o panorama regional, gerando empregos e qualificando o turismo paulista”, enfatiza o secretário estadual de Turismo, Vinicius Lummertz.

A operação do Trem Republicano é privada. Em agosto o Consórcio Intermunicipal formado pelas duas cidades assinou o contrato com a Serra Verde Express, concessionária da ferrovia Curitiba-Paranaguá (PR).

No início das operações será utilizada uma locomotiva a diesel que pertencia à antiga Companhia Mogiana de Estradas de Ferro, ano 1952, e três carros com capacidade total de 132 passageiros, sendo que um deles o Boutique Pet Friendly, onde os passageiros poderão viajar com seus bichinhos de estimação. São dois horários de segunda a quinta-feira, três às sextas-feiras e domingos e quatro aos sábados.

 

 

*Por: Governo de SP

Transmissões ao vivo acontecem no YouTube do Sesc São Paulo

 e no Instagram do Sesc Ao Vivo

youtube.com/sescsp

instagram.com/sescaovivo

 

São Paulo/SP - No ar há seis meses, a programação da série Teatro #EmCasaComSesc dá início ao último mês do ano com a transmissão de espetáculos direto das unidades do Sesc na capital paulista, intercalados com lives realizadas na casa dos artistas ou em estúdios de trabalho, sem a presença de público no local e seguindo todos os protocolos de segurança. O modelo híbrido, implementado em outubro, faz parte da retomada parcial e gradativa das atividades do Sesc, permitindo o encontro com artistas de outros estados ou pertencentes ao grupo de risco do coronavírus, e ao mesmo tempo estimulando o setor cultural ao abrir os palcos de suas unidades.

Sexta-feira (4/12), a Companhia Nova de Teatro sobe ao palco do Sesc Santana com o espetáculo Barulho D’água, com texto do dramaturgo italiano Marco Martinelli e direção e tradução de Carina Casuscelli. A montagem narra o drama vivido por milhares de imigrantes que tentam atravessar o Mar Mediterrâneo em embarcações precárias rumo à Europa, em sua maioria refugiados de zonas de conflitos. Tanto os sobreviventes quanto os mortos são identificados por números. Os que não conseguem se salvar viram apenas um registro, sem a possibilidade de suas famílias resgatarem seus corpos. Contemplada pela 3ª edição do Prêmio Zé Renato de apoio à produção e desenvolvimento à atividade teatral para a cidade de São Paulo, em 2016, a peça traz no elenco os atores Alexandre Rodrigues, Fábio Mráz, Rosa Freitas e Vençam Guigui, e conta com provocações de Lenerson Polonini. Classificação: 16 anos.

No domingo (6/12), Aury Porto e Eder Santos apresentam direto de Belo Horizonte o espetáculo “Queda”. Partindo da adaptação do romance A Queda de Albert Camus,  apresentada pela mundana companhia entre 2007 e 2008, os dois artistas  fazem agora um novo trabalho cênico-audiovisual inspirados pela justiça brasileira. Na peça, o ex advogado de sucesso João Batista Clamante recebe em sua casa um desconhecido e, diante dele, abre seu coração, revela suas habilidades profissionais e discorre sobre sua personalidade. Ele tem um propósito na aproximação que será revelado apenas no último encontro. Classificação: 14 anos

 

Agenda 4 de dezembro a 6 de dezembro, 21h

 

4/12, sexta-feira: Companhia Nova de Teatro - Alexandre Rodrigues, Fábio Mráz, Rosa Freitas e Vençam Guigui e Lenerson Polonini em “Barulho D’água”

6/12, domingo: Aury Porto e Eder Santos em “Queda”

 

TEATRO # EMCASACOMSESC

A série de apresentações de teatro do Sesc São Paulo na internet está no ar desde 15 de maio, com atuações de importantes atores, atrizes e companhias, de diferentes vertentes. Com transmissões às quartas, sextas e domingos, às 21h, direto da casa dos artistas ou de palcos das unidades, a programação já realizou 105 apresentações que somam mais de 418 mil visualizações . Muitos desses espetáculos permanecem disponíveis no YouTube do Sesc São Paulo (@sescsp).

 

+ SESC NA QUARENTENA

Desde o final de agosto, cinco meses após a suspensão majoritária do atendimento presencial nas unidades, o Sesc São Paulo anunciou uma parcial e gradativa retomada, com um número restrito de atividades, dirigidas aos alunos que já eram inscritos nos cursos de Ginástica Multifuncional, Práticas Corporais e Corrida, além de pacientes das Clínicas Odontológicas cujos tratamentos foram interrompidos pela pandemia. Todas essas atividades estão sendo previamente agendadas, visando restringir a circulação de público no interior das unidades. Em outubro, a instituição anunciou nova etapa da retomada gradual dos serviços, desta vez de Exposições – inicialmente nas unidades da capital, Grande São Paulo, Santos e Taubaté –, das Bibliotecas alocadas nas unidades e a exibição de filmes no CineSesc, tudo mediante agendamento prévio pelo sistema de bilheteria online em sescsp.org.br. Todas as 40 unidades do estado deram início a essa retomada gradual, à medida que os municípios em que estão instaladas atinjam a classificação necessária para reabertura, estabelecida pelo Plano São Paulo do Governo do Estado, e em conformidade com as regulações municipais.

Paralelo à retomada gradual de alguns serviços presenciais, a instituição segue oferecendo um conjunto de iniciativas on-line, que garantem a continuidade de sua ação sociocultural nas diversas áreas em que atua. Pelos canais digitais e redes sociais, o público pode acompanhar o andamento dessas ações e ter acesso a conteúdos exclusivos de forma gratuita e irrestrita. Confira a programação e fique #EmCasaComSesc.

 

+ SESC DIGITAL

A presença digital do Sesc São Paulo vem sendo construída desde 1996, sempre pautada pela distribuição diária de informações sobre seus programas, projetos e atividades e marcada pela experimentação. O propósito de expandir o alcance de suas ações socioculturais vem do interesse institucional pela crescente universalização de seu atendimento, incluindo públicos que não têm contato com as ações presenciais oferecidas nas 40 unidades operacionais espalhadas pelo estado.

Dentre as estreias da semana, destaque para o clássico “Deixe a Luz do Sol Entrar”; para a obra de ficção “O Preço do Amor”, pelo Cine África, e para os títulos “Meu Nome é Bagdá” e “ Valentina” pelo Festival MixBrasil 2020, que estreia na plataforma Sesc Digital e também terá sessões presenciais gratuitas no CineSesc

A série Cinema #EmCasaComSesc oferece a cada semana streaming gratuito de filmes em alta qualidade e sem necessidade de cadastro; para assistir, acesse:

sescsp.org.br/cinemaemcasa

sescsp.org.br/festivalmixbrasil

 

São Paulo/SP – A série Cinema #EmCasaComSesc, realizada pelo Sesc São Paulo há mais de quatro meses e com mais de 850 mil visualizações, disponibiliza gratuitamente ao público novos filmes em streaming pela plataforma do Sesc Digital. Nesta quinta-feira (12/11), a série estreia as obras de ficção “Deixe a Luz Do Sol Entrar”, pelo FIM – Festival Internacional de Mulheres no Cinema, e “O Preço do Amor”, pelo Cine África. A semana traz ainda a estreia do 28º Festival Mix Brasil na plataforma de streaming do Sesc, com exibição gratuita de 24 filmes, entre longas e curtas-metragens. Entre os destaques estão os títulos brasileiros premiados “Meu Nome é Bagdá” e “Valentina”. O Festival também terá sessões presenciais gratuitas no CineSesc, dias 12, 13 e 14 de novembro, com ingressos reservados no site sescsp.org.br/cinesesc.

Dentre as estreias na série Cinema #EmCasaComSesc está a obra de ficção “Deixe a Luz Do Sol Entrar”, de Claire Denis, que chega à plataforma pelo FIM - Festival Internacional de Mulheres no Cinema. O longa-metragem conta a história de Isabelle, mãe divorciada e artista plástica de sucesso que mora em Paris. Apesar de viver na cidade do amor, ela não tem muita sorte em seus relacionamentos, mas nunca desistiu de encontrar o parceiro ideal. Isabelle está em busca de um novo amor – mas um que seja verdadeiro. Classificação indicativa: 14 anos. O FIM, que está em sua 2ª edição e será realizada de 10 a 17 de novembro, foi criado em 2018 com o objetivo de valorizar a produção cinematográfica feita e protagonizada por mulheres do Brasil e do mundo. Para saber mais sobre o festival, clique aqui.

O Cine África – que traz filmes de países como Burkina Faso, Camarões, Egito, Etiópia e Nigéria – apresenta o título “O Preço do Amor”, de Hermon Hailay. Filho de uma prostituta que cresceu nas ruas, Teddy se esforça ao máximo para não voltar à sua vida desregrada. Após intervir em uma briga entre Fere, uma prostituta, e seu ex-namorado, ele se vê envolvido em um relacionamento com ela enquanto luta com os traumas do seu passado. Classificação indicativa: 12 anos.

De 12 a 22 de novembro, a plataforma do Sesc Digital recebe filmes exclusivos do 28º Festival Mix Brasil. Serão exibidos 24 títulos, entre longas e curtas-metragens, de forma gratuita. Para assistir, basta acessar sescsp.org.br/festivalmixbrasil.

Na quinta-feira (12/11), a partir das 9h, o Sesc Digital exibe os títulos “A Torre”, “Limiar”, “Vil, Má”, “Prazer em Conhecer” e “Homens Pink”, que ficam disponíveis até o dia 16/11. Já as quatro séries de curtas-metragens compostas das obras “Fotos Privadas”, “Polvorosas”, “Os Últimos Românticos do Mundo”, “Inabitável”, “Letícia, Monte Bonito, 04”, “Ar”, “O Que Pode um Corpo?”, “A Vapor”, “A Mordida”, “Quase Me Fizeram Acreditar Que Eu Não Existia”, “Pornô Anos 80” e “O Presente” ficam disponíveis até o dia 22/11.

Na terça-feira (17/11), também a partir das 9h, estreiam os títulos “Para Onde Voam as Feiticeiras”, “Mães do Derick”, “Cinema de Amor” e “Quem Pode Jogar?”, que ficam disponíveis até o dia 22/11. O título “Meu Nome é Bagdá”, de Caru Alves de Souza, vencedor do Prêmio do Júri na Mostra Generation do Festival de Berlim, fica disponível até o dia 18/11 e,  “Valentina”, de Cássio Pereira dos Santos, vencedor do Prêmio do Público de Melhor Filme de Ficção Brasileiro na 44ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo, até o dia 19/11, com limite de 500 visualizações. Para saber mais sobre os filmes, consulte a programação do festival aqui.

O Festival Mix Brasil 2020 também terá sessões presenciais gratuitas no CineSesc dias 12, 13 e 14 de novembro. Os ingressos são limitados, pois a nova configuração do cinema prevê distanciamento seguro entre as poltronas. A reserva será feita pelo site sescsp.org.br/cinesesc. O CineSesc fica na Rua Augusta, 2075, em São Paulo. A unidade estará fechada no dia 15 de novembro, domingo, em função das eleições municipais.

 

PROGRAMAÇÃO Cinema #EmCasaComSesc


ESTREIAS 12/11

FIM - FESTIVAL INTERNACIONAL DE MULHERES NO CINEMA

 

DEIXE A LUZ DO SOL ENTRAR

(Dir.: Claire Denis | França, Bélgica | 94 min | 2017 | Ficção | 14 anos)

Isabelle é uma mãe divorciada, artista plástica de sucesso e mora em Paris. Apesar de viver na cidade do amor, ela não tem muita sorte em seus relacionamentos, mas nunca desistiu de encontrar o parceiro ideal.  Ela está em busca de um novo amor, mas um que seja verdadeiro.

CINE ÁFRICA 

O PREÇO DO AMOR

(Dir.: Hermon Hailay | Etiópia | 2015 | 99 min | Ficção | 12 anos)

Filho de uma prostituta que cresceu nas ruas, Teddy se esforça ao máximo para não voltar à sua vida desregrada. Após intervir em uma briga entre Fere, uma prostituta, e seu ex-namorado, ele se vê envolvido em um relacionamento com ela enquanto luta com os traumas do seu passado.

 

28º FESTIVAL MIXBRASIL

 

12/11, A PARTIR DAS 9H

 

Títulos “A Torre”, “Limiar”, “Vil, Má”, “Prazer em Conhecer” e “Homens Pink” – disponíveis até o dia 16/11.

Séries de curtas-metragens compostas dos títulos “Fotos Privadas”, “Polvorosas”, “Os Últimos Românticos do Mundo”, “Inabitável”, “Letícia, Monte Bonito, 04”, “Ar”, “O Que Pode um Corpo?”, “A Vapor”, “A Mordida”, “Quase Me Fizeram Acreditar Que Eu Não Existia”, “Pornô Anos 80” e “O Presente” – disponíveis até o dia 22/11.

 

 

17/11, TERÇA-FEIRA, A PARTIR DAS 9H

Títulos “Para Onde Voam as Feiticeiras”, “Mães do Derick”, “Cinema de Amor” e “Quem Pode Jogar?” – disponíveis até o dia 22/11.

Título “Meu Nome é Bagdá” – disponível até o dia 18/11.

Título “Valentina” – disponível até o dia 19/11.

 

PARA SABER MAIS, CONSULTE A PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL AQUI.

 

CINESESC

Um dos cinemas de rua mais queridos da cidade, o CineSesc iniciou seu funcionamento em 21 de setembro de 1979, no número 2075 da rua Augusta, na cidade de São Paulo, e se dedica à missão de fomentar a difusão do cinema de qualidade, exibindo obras que muitas vezes ficam fora do circuito comercial nas salas de cinema e plataformas online. Sua programação inclui grandes e pequenas produções do mundo todo.

Além de integrar o corpo de curadores em mostras especiais, o CineSesc também recebe festivais importantes do calendário cinematográfico paulistano, como a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, Festival Mix Brasil e o Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo, entre outros. O cuidado com a programação tem reconhecimento do público e da crítica, que o elegeu, por diversas vezes, a melhor sala especial de cinema na cidade de São Paulo.

 

Série Cinema #EmCasaComSesc

Desde o início de junho, o CineSesc realiza a série Cinema #EmCasaComSesc, em sua plataforma sescsp.org.br/cinemaemcasa, com estreias semanais. A iniciativa de oferecer filmes em streaming em sua nova plataforma digital reforça os aspectos que ancoram a ação institucional do Sesc São Paulo, garantindo o acesso a conteúdos da cultura a variados públicos. Com maior presença no ambiente online, o Sesc amplia sua ação de difusão cultural, de maneira acessível e permanente. O público ganha assim mais um espaço para contemplar, descobrir e redescobrir o cinema, a partir de grandes obras selecionadas, disponibilizadas online e gratuitamente.

Os filmes ficam disponíveis por um período determinado, com alterações e novas estreias semanais a cada quinta-feira (considerando a semana de cinema de quinta à quarta-feira). Há ainda possibilidade de prorrogação da exibição, conforme a demanda do público, além de sessões especiais por períodos menores (como 24h, por exemplo). A curadoria do Cinema #EmCasaComSesc conta com a experiência do CineSesc, que segue fechado desde o mês de março, por conta da crise causada pelo novo coronavírus.

 

SIGA O SESC NAS REDES:

Facebook/Twitter/Instagram

 

Fase Beta

As versões da plataforma do Sesc Digital encontram-se em fase beta, ou seja, novidades e melhorias serão implementadas a partir das interações que se desenvolverem entre o público e os recursos. Além disso, o catálogo será expandido periodicamente, englobando novas temáticas e linguagens.


+ SESC NA QUARENTENA

Desde o final de agosto, cinco meses após a suspensão majoritária do atendimento presencial nas unidades, o Sesc São Paulo anunciou uma parcial e gradativa retomada, com um número restrito de atividades, dirigidas aos alunos que já eram inscritos nos cursos de Ginástica Multifuncional, Práticas Corporais e Corrida, além de pacientes das Clínicas Odontológicas cujos tratamentos foram interrompidos pela pandemia. Todas essas atividades estão sendo previamente agendadas, visando restringir a circulação de público no interior das unidades. Em outubro, a instituição anunciou nova etapa da retomada gradual dos serviços, desta vez de Exposições – inicialmente nas unidades da capital, Grande São Paulo, Santos e Taubaté –, das Bibliotecas alocadas nas unidades e a exibição de filmes no CineSesc, tudo mediante agendamento prévio pelo sistema de bilheteria online em sescsp.org.br. Todas as 40 unidades do estado deram início a essa retomada gradual, à medida que os municípios em que estão instaladas atinjam a classificação necessária para reabertura, estabelecida pelo Plano São Paulo do Governo do Estado, e em conformidade com as regulações municipais.

Paralelo à retomada gradual de alguns serviços presenciais, a instituição segue oferecendo um conjunto de iniciativas on-line, que garantem a continuidade de sua ação sociocultural nas diversas áreas em que atua. Pelos canais digitais e redes sociais, o público pode acompanhar o andamento dessas ações e ter acesso a conteúdos exclusivos de forma gratuita e irrestrita. Confira a programação e fique #EmCasaComSesc.

Estimulados pelas eleições e sem possibilidade de realizar assembleias e encontros presenciais, grupos se organizam para encaminhar suas demandas por escrito

 

São Carlos/SP – A mudança no cotidiano causada pela pandemia do novo Coronavírus se reflete também no fazer político. Sem possibilidade de aglomerações, diversas entidades da sociedade civil de São Carlos estão nesse período eleitoral tentando encontrar formas alternativas de debater com os candidatos e manifestar suas reivindicações. Em vez de realizar reuniões e eventos presenciais, estão produzindo cartas com suas demandas e solicitando a leitura e compromisso dos 12 candidatos a prefeito, bem como dos vereadores que se dispuserem a dialogar com as pautas propostas.

A ideia partiu de um grupo heterogêneo, mas muito representativo da sociedade, de diversas entidades relacionadas à temática dos Direitos Humanos. “Vários coletivos, organizações e grupos estão mobilizados desde fevereiro deste ano para dar início a um Fórum Municipal de Direitos Humanos. Foram criados vários grupos de trabalho e uma das temáticas era levar o conceito de Direitos Humanos para as eleições municipais.  Por isso, escrever essa carta foi a forma que encontramos de apresentar as bases e diretrizes do movimento para dialogar com o poder público e os candidatos”, conta Luciana Furlanetto, articuladora da carta.

Em um processo semelhante, outras entidades e fóruns independentes se juntaram em conversas online e decidiram unir forças para conclamar a presença dos candidatos a prefeito em um evento único, a ser transmitido pela página Mobiliza Sanca (https://www.facebook.com/MobilizaSanca), no dia 10 de novembro, terça feira, às 19h30, na reta final das eleições.

 

BATE PAPO COM OS CANDIDATOS

 

O bate papo virtual contará com representantes de 8 movimentos sociais que escreveram cartas para os candidatos: pré-Fórum de Direitos Humanos de São Carlos, Fórum Cultura na Pauta, Fórum Comunitário de Resíduos Sólidos de São Carlos, Fórum de Economia Solidária, Câmara Temática de Mobilidade Urbana do COMDUSC (Conselho de Habitação e Desenvolvimento Urbano), Movimento Agroecologia São Carlos, Coletivo Animalista Político Interseccional e Grupo de Trabalho de Planejamento de Parques Urbanos. Os representantes farão um relato de suas articulações e principais questões contidas nas cartas e abrirão espaço para candidatos a prefeito e vereador falarem sobre suas propostas aos participantes do evento.

A ideia de pedir o compromisso dos candidatos por via de carta já aconteceu nas eleições municipais de 2016 por iniciativa do Fórum Comunitário de Resíduos Sólidos, entidade que reúne quadros da ciência e tecnologia para discutir soluções para o problema do lixo em São Carlos. Outros movimentos sociais e fóruns da sociedade civil também participaram na ocasião. “Naquela eleição conseguimos fazer um evento presencial e várias candidaturas se comprometeram com as cartas, que reivindicavam melhorias na mobilidade urbana, cultura, economia solidária, entre outros. Agora, devido à pandemia, decidimos fazer esse evento no formato online”, explica Bernardo Teixeira, membro do fórum de resíduos sólidos.

Todas as cartas dos movimentos sociais envolvidos estão disponíveis para leitura e download no site do Fórum Cultura na Pauta: https://forumculturasanca.wixsite.com/2020. O fórum surgiu em junho desse ano reunindo artistas e trabalhadores da cultura em torno das articulações para implementação da Lei Aldir Blanc na cidade e também realiza sua própria roda de conversa com candidatos a prefeito e vereadores, no dia 9 de novembro, segunda feira, às 19h.

 

SERVIÇO

 

BATE PAPO COM OS CANDIDATOS – FÓRUM CULTURA NA PAUTA

DATA: 9 DE NOVEMBRO, SEGUNDA

HORA: 19H

TRANSMISSÃO AO VIVO: www.facebook.com/CulturaNaPautaSaoCarlos/

 

BATE PAPO COM OS CANDIDATOS – MOVIMENTOS SOCIAIS

DATA: 10 DE NOVEMBRO, TERÇA

HORA: 19H30

TRANSMISSÃO AO VIVO: www.facebook.com/MobilizaSanca

 

CARTAS DISPONÍVEIS PARA DOWNLOAD: forumculturasanca.wixsite.com/2020

Nova programação alterna apresentações da casa de atores e atrizes com transmissões dos palcos das unidades sem a presença do público, aos domingos, quartas e sextas, em novo horário, às 21h

O Sesc Santana recebe o espetáculo “Coisas que Você Pode Dizer em Voz Alta”, com a DeSúbito Cia., na quarta-feira, dia 4/11; sexta-feira (6/11), é a vez de “Fronteira”, com a Cia. Elevador de Teatro Panorâmico e transmissão diretamente do palco do Sesc Ipiranga; e no domingo, dia 8/11, Marcio Nascimento atua no monólogo “Iago”, transmitido de sua casa

Transmissões ao vivo permanecem no YouTube do Sesc São Paulo

e no Instagram do Sesc Ao Vivo

youtube.com/sescsp

instagram.com/sescaovivo

 

São Carlos/SP - A programação de Teatro #EmCasaComSesc está em nova fase, com os atores e as atrizes ocupando os palcos das unidades do Sesc na capital paulista, além das apresentações transmitidas das casas dos artistas. Com a mudança, o Sesc São Paulo passa a acolher versões de espetáculos com estruturas maiores, que contarão com os recursos do palco para a transmissão. Nesta nova fase, os teatros receberão as peças sem a presença do público e dentro de todos os protocolos de segurança. Em novo horário, mais cedo, às 21h, a série tem apresentações aos domingos, quartas e sextas.

O formato híbrido, com a manutenção das transmissões realizadas da casa dos artistas, permite que a série continue oferecendo encontros com nomes de outros estados e com atores e atrizes em condições de maior vulnerabilidade ao coronavírus. Com a possibilidade das transmissões nos palcos do Sesc, dá-se oportunidade a mais profissionais, ajudando a estimular o setor cultural. Com uma parcial e gradativa retomada das atividades do Sesc São Paulo, o início da programação nos palcos é um momento importante para a cultura e para uma retomada mais ampla no futuro.

Na quarta-feira (4/11), com transmissão do palco do Sesc Santana, a DeSúbito Cia. apresenta “Coisas que Você Pode Dizer em Voz Alta”, com Tamirys O'hanna, Carla Zanini, Marô Zamaro e Mônica Augusto, dramaturgia de Ricardo Inhan e direção de Ricardo Henrique. A peça fala dos conflitos e dos questionamentos de uma jovem em sua jornada de autoconhecimento e traz à tona temas como desilusões amorosas e a descoberta da sexualidade. Charlotte é uma adolescente que mora em uma pequena cidade do interior, onde vive seus primeiros relacionamentos. Tudo acontece na garagem, único lugar onde se sente livre para extravasar seus desejos e pensamentos. Em meio ao cotidiano pacato, a jovem começa a descobrir que se atrai por garotas. Mas, para dizer isso em voz alta, terá que ultrapassar preconceitos maiores que o seu quintal. Vencedora do Programa de Ação Cultural (ProAc) Manifestações com Temática LGBT (2008), a montagem é inspirada na HQ “O Enterro das Minhas Ex” (Editora Nemo, 2016), da francesa Anne-Charlotte Gauthier. Classificação: 12 anos.

Sexta-feira (6/11) é a vez da Cia. Elevador de Teatro Panorâmico apresentar, diretamente do palco do Sesc Ipiranga, a peça “Fronteira”, com Tathiana Botth e Thaís Rossi, direção de Marcelo Lazzaratto e texto de Carla Kinzo. Duas mulheres estão em uma zona fronteiriça e vivem um dilema. Enquanto uma quer cruzar para o outro lado, a outra controla a passagem das pessoas entre os territórios. A dramaturgia apresenta o cotidiano dessas duas figuras sem nome, presas a um presente imutável. Sobreviventes em meio a um território em ruínas, elas precisam uma da outra para ressignificar essa nova realidade, sem deixar ruir a fronteira interpessoal existente. Os dias passam. No decorrer da peça, se descobre que há muito mais na relação entre as duas do que se percebe à primeira vista. Com o espetáculo, que fez temporada no Sesc Pinheiros em 2019, a companhia expande a sua pesquisa sobre deslocamentos humanos, iniciada com o espetáculo “Diásporas” (2017), investigando os múltiplos significados implícitos no conceito de “fronteira”. Classificação: 12 anos.

Encerrando a semana, no domingo (8/11), Marcio Nascimento apresenta de sua casa, no Rio de Janeiro, o espetáculo solo “Iago”, com texto de Geraldo Carneiro e direção do ator e de Miwa Yanagizawa. O texto é baseado na tragédia “Otelo”, de William Shakespeare (1564-1616), que conta a trágica história do general mouro que dá nome à peça, vitimado pela vingança de seu alferes Iago, que o faz acreditar ter sido traído pela mulher, Desdêmona. No monólogo baseado na obra shakespeariana, Iago é o protagonista e conta sua história em primeira pessoa. O ódio do personagem preterido pelo general Otelo na promoção para tenente e a manipulação que exerce sobre os demais personagens determinam a ação. Ao revisitar os eventos passados na tragédia original, Iago faz uma reflexão sobre cobiça, materialismo, seu poder de conspiração e as consequências de seus atos. Em cena, Marcio interpreta quatro personagens com a manipulação de formas animadas criadas por Bruno Dante e Carlos Alberto Nunes. O trabalho estreou no Sesc Copacabana em 2019 e foi indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator para Marcio Nascimento, e ao Prêmio Botequim Cultural, na categoria Especial, para Geraldo Carneiro, pela adaptação de “Otelo”. Classificação: 14 anos.

 

Agenda 

4/11, quarta-feira: DeSúbito Cia. em Coisas que Você Pode Dizer em Voz Alta

6/11, sexta-feira: Cia. Elevador de Teatro Panorâmico em Fronteira

8/11, domingo: Marcio Nascimento em Iago

 

Até o dia 29/10, o Teatro #EmCasaComSesc apresentou 92 espetáculos a uma audiência de quase 360 mil visualizações. Já passaram pela série os artistas Celso Frateschi, interpretando, de sua autoria, Diana, Georgette Fadel em Terror e Miséria no Terceiro Milênio, de Bertolt Brecht, Sérgio Mamberti em Plínio Marcos, Um Homem do Caminho, Ester Laccava com Ossada, Jé Oliveira em Farinha com Açúcar ou Sobre a Sustança de Meninos e Homens, de sua autoria, Gustavo Gasparani em Ricardo III, de Shakespeare, Lavínia Pannunzio com Elizabeth Costello, Grace Passô, interpretando Frequência 20.20, Denise Weinberg em O Testamento de Maria, Ailton Graça com Solidão, Cacá Carvalho em O Carrinho de Mão in A Poltrona Escura, Bete Coelho interpretando Mãe Coragem, Gero Camilo em A Casa Amarela, Eduardo Mossri com Cartas Libanesas e Cláudia Missura em Paixões da Alma, Matheus Nachtergaele com seu Desconscerto, o ator pernambucano Dinho Lima Flor com o espetáculo Ledores no Breu, Jhonny Salaberg em Buraquinhos ou o vento é inimigo do Picumã, Cassio Scapin com Eu Não Dava Praquilo, Clara Carvalho em A Mais Forte, Rodrigo França na leitura de Contos Negreiros do Brasil, Mariana Lima com a peça SIM – Cérebro|Coração em conferência para a terra, Amanda Lyra em Quarto 19, Denise Fraga com Galileu e Eu - A Arte da Dúvida, Yara de Novaes com o monólogo Justa, Leonardo Netto em 3 Maneiras de Tocar no Assunto - O Homem com a Pedra na Mão, Lucelia Sergio em Engravidei, Pari Cavalos e Aprendi a Voar Sem Asas, Débora Falabella com O Amor e Outros Estranhos Rumores e Debora Lamm encenando Mata Teu Pai, Ondina Clais apresentou Katierina Ivânovna, Antônio e Rocco Pitanga em Embarque Imediato, Teuda Bara em Queria Teatro, Pascoal da Conceição em Os Malefícios do Tabaco, Renato Borghi com Meu Ser Ator, Irene Ravache em Alma Despejada, Felipe Oládélè na performance Fragmentos, Ana Cristina Colla trouxe o solo SerEstando Mulheres, Darson Ribeiro encenou O Homem que queria ser livro, Rodrigo Bolzan apresentou projeto b, Thiago Lacerda encenou Quem Está Aí?, Christiane Tricerri mostrou Frida Kahlo - Viva la Vida, Caco Ciocler encenou Medusa, Fabiana Gugli apresentou Terra em Trânsito, Soraya Ravenle encenou Instabilidade Perpétua, Kenan Bernardes fez Medea Mina Jeje, Isabella Lemos apresentou Viva Cacilda! Felicidade Guerreira!, Quitéria Kelly trouxe A Frasqueira de Jacy, Eduardo Moscovis encenou O Livro, Maria Alencar apresentou A Cobradora, Regina Braga apresentou Um Porto para Elizabeth Bishop, Gregório Duvivier fez (A Montanha vai a) Sísifo, Cia Mungunzá apresentou Poema em Queda-Live - Episódio 1, Dirce Thomaz encenou Eu e Ela: Visita a Carolina Maria de Jesus, Luciana Paes apresentou Olar Universo!, Antonio Petrin fez Só os Doentes do Coração Deveriam Ser Atores, Daniel Warren apresentou Pontos de Vista de um Palhaço, Claudio Tovar performou Diário de um Louco,  Eduardo Okamoto apresentou Eldorado, Leona Cavalli fez Elogio da Loucura, Leonardo Rocha e Mariana Arruda, do Grupo Maria Cutia, apresentaram o Auto da Compadecida, Lilian de Lima mostrou Pagu, Anjo Incorruptível, Márcia Limma protagonizou Medeia Negra, Ana Beatriz Nogueira atuou em Um dia a Menos, Rita Clemente trouxe Amanda, Vitor Placca apresentou O Desmonte, Laila Garin interpretou Joana de Gota d'Água a Seco, Paulo Betti apresentou Autobiografia Autorizada, Georgiana Góes fez Pequenos e Grandes Gestos de Despedida, Renato Livera interpretou Colônia, Ana Kfouri fez Uma Frase Para Minha Mãe, Luiz Päetow concebeu e dirigiu Antunes Filho : $odoma \G/omorra, Mel Lisboa apresentou Madame Blavatsky, Michael Blois, fez o espetáculo Euforia, Eva Wilma apresentou Eva a Live, Esther Góes encenou As Mulheres e Aristófanes, com a participação de seu filho, Ariel Borghi, Ricardo Kosovski atuou no solo TRIPAS in Box, Alício Amaral, da Cia. Mundu Rodá trouxe Memórias da Rabeca, Vinicius Piedade apresentou Hamlet Cancelado, Alexandre Ferreira atuou em Vincent Willem van Gogh, Fernanda Nobre e Maria Helena Chira encenaram A Desumanização, a Companhia do Latão apresentou Lugar Nenhum, o ator Duda Woyda atuou em Caio F. em Casa, o grupo La Mínima mostrou A Noite dos Palhaços Mudos, Rodrigo Pocidônio, Matteo Bonfitto, Ary França e Suia Legaspe apresentaram Fim de Partida, Iléa Ferraz atuou em O Cheiro da Feijoada, Carolina Haddad, Joana Dória, Manuela Afonso e Nicole Cordery mostraram Chernobyl e Paula Cohen e Natalia Mallo apresentaram Las Orientales, Eliane Costa atuou em Cuidado! Animais Na Pista e José Sampaio e Michelle Boesche apresentaram Rapte-me Agora!.

 

+ SESC NA QUARENTENA

Desde o final de agosto, cinco meses após a suspensão majoritária do atendimento presencial nas unidades, o Sesc São Paulo anunciou uma parcial e gradativa retomada, com um número restrito de atividades, dirigidas aos alunos que já eram inscritos nos cursos de Ginástica Multifuncional, Práticas Corporais e Corrida, além de pacientes das Clínicas Odontológicas cujos tratamentos foram interrompidos pela pandemia. Todas essas atividades estão sendo previamente agendadas, visando restringir a circulação de público no interior das unidades. Em outubro, a instituição anunciou nova etapa da retomada gradual dos serviços, desta vez de Exposições – inicialmente nas unidades da capital, Grande São Paulo, Santos e Taubaté –, das Bibliotecas alocadas nas unidades e a exibição de filmes no CineSesc, tudo mediante agendamento prévio pelo sistema de bilheteria online em sescsp.org.br. Todas as 40 unidades do estado deram início a essa retomada gradual, à medida que os municípios em que estão instaladas atinjam a classificação necessária para reabertura, estabelecida pelo Plano São Paulo do Governo do Estado, e em conformidade com as regulações municipais.

Paralelo à retomada gradual de alguns serviços presenciais, a instituição segue oferecendo um conjunto de iniciativas on-line, que garantem a continuidade de sua ação sociocultural nas diversas áreas em que atua. Pelos canais digitais e redes sociais, o público pode acompanhar o andamento dessas ações e ter acesso a conteúdos exclusivos de forma gratuita e irrestrita. Confira a programação e fique #EmCasaComSesc.

Classificados Imóveis

Alugo Apartamento

R$ 550,00

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Comércio e Serviços em Geral