fbpx

Realizar Acesso

Usuário *
Senha *
Lembrar
 

Devido ao calor intenso, consumo de água no município aumentou significativamente. Prefeitura faz manobras na rede de distribuição e pede  consumo consciente

 

IBATÉ/SP - A Prefeitura de Ibaté, por meio de seu Departamento de Água e Esgoto (DAE), está realizando uma série de manobras na rede de distribuição para garantir o abastecimento de água no município.

Devido às altas temperaturas nos últimos dias, o consumo de água no município aumentou muito, comprometendo o abastecimento em alguns pontos de Ibaté. Segundo a equipe do DAE, mesmo com a seca, os níveis dos poços não diminuíram e não houve problemas ou falhas técnicas.

A captação para abastecimento de água em Ibaté é feita, exclusivamente, de poços profundos, o que garante o nível dos reservatórios da cidade mesmo durante o período de estiagem, quando quase não chove.

Ibaté possui oito poços profundos, cinco deles com uma captação de 100 mil litros de água por hora; dois com 40 mil litros e o poço do Jardim do Bosque, que faz a captação de 20 mil litros por hora. Até o fim deste ano será finalizada a obra de um novo poço, no CDHU, com capacidade para mais 100 mil litros de água por hora.

Para os próximos dias, ainda com previsão de altas temperaturas, a Prefeitura de Ibaté está orientando a população para que sejam tomadas medidas de consumo consciente de água, como:

•    Não lavar calçadas, carros, nem trocar a água de piscinas, entre outras práticas do gênero;

•    Juntar as roupas antes de lavar na máquina ou no tanque. Não lavar uma ou duas peças por vez e aproveitar a água do enxágue para lavar o quintal ou a calçada;

•    Tomar banhos rápidos e, ao se ensaboar, fechar o registro;

•    Ao escovar os dentes, fechar a torneira e, ao enxaguar a boca, utilizar um copo com água;

•    Usar um regador para molhar as plantas e jardins e optar por fazer de manhã ou noite, quando a evaporação da água é menor.

SÃO CARLOS/SP - Os integrantes da comissão criada pelo Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) para fazer a revisão das contas dos usuários que tiveram um aumento três vezes superior que a média dos últimos três meses, se reuniram na última sexta-feira (02/10), para apresentação dos procedimentos para análise completa das cobranças.

A comissão foi criada após aprovação pela Câmara Municipal de um projeto de lei do vereador Paraná Filho. Compõem os trabalhos os servidores Oelcio Sentanin, Elaine Odete Florindo, Gilmar Xavier Marques, Vitor Hugo da Trindade Silva, Lucimara Zambon, todos da autarquia e também a diretora do PROCON São Carlos, Juliana Cortes e pela Câmara Municipal, o vereador Paraná Filho.

O presidente da comissão, Oelcio Sentanin, disse que após a avaliação de 100 mil contas foram identificados 1.232 usuários que apresentaram consumo 3 vezes maior que a média dos últimos 3 meses, o que corresponde a 1,23% do número total de ligações que São Carlos possui. “Também estamos realizando um trabalho de campo para aferir os hidrômetros e detectar possíveis vazamentos e no próximo dia 16 vamos apresentar o resultado desse levantamento para toda a comissão”, explicou Sentanin.

Juliana Cortes, diretora do PROCON, disse que a reunião foi extremamente produtiva. “Sanamos algumas dúvidas e o consumidor vai ter sua conta reavaliada, o que garante que usuário não será lesado de forma alguma”.

O SAAE orienta aos usuários, ainda com dúvidas, a entrarem em contato com a autarquia para demais orientações através dos seguintes canais de atendimento: pelos e-mails Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelos telefones (16) 3371-9000 ou 08000-111-064. A ligação é gratuita. Cada caso é individual e está sendo analisado separadamente.

Confira os valores das tabelas/faixas cobradas por metro cúbico de água e esgoto:

SÃO CARLOS/SP - É sábio e notório que moradores de São Carlos, estão com problemas no abastecimento da água, porém reclamam da coloração do líquido mais precioso do mundo. Segundo internautas, a cor com aspecto de café (fraquinho), outros dizem que a água vem com a cor de barro, que causa estranhamento.

“Aqui no Portal do Sol falta água direto e a maioria das vezes quando chega é da cor que vocês vão ver no vídeo que gravei, parece cor de pó de café” reclamou internauta.

Na verdade a população não aguenta mais, pois falta água na cidade com frequência e quando volta na maioria das vezes volta com a cor igual ao vídeo abaixo. "Nós pagamos, ou seja, não é um serviço gratuito e a meu ver somos desrespeitados e quem fiscaliza isso? Ninguém! Onde estão os ficais do povo (vereradores), fiscais do Procon e Ministério Público?" desabafou morador.

A Rádio Sanca publicou uma matéria sobre a coloração da água, clique neste link e veja o posicionamento da autarquia sobre o assunto.

O vídeo abaixo foi gravado pelo morador hoje, 23. Acompanhe abaixo.

 

IBATÉ/SP - A prefeitura de Ibaté, por meio de seu Departamento de Água e Esgoto (DAE), preocupada com a queda no volume de captação de água dos poços profundos, devido ao período de estiagem, solicita que a comunidade adote medidas de consumo consciente para que o abastecimento não seja comprometido no município.

Orientações para uso consciente da água:

•        Não lave calçadas, carros, nem molhe canteiros de flor ou troque a água de piscinas, entre outras práticas do gênero;

•        Junte as roupas antes de lavar na máquina ou no tanque. Não lave uma ou duas peças por vez e aproveite a água do enxágue para lavar o quintal ou a calçada;

•        Tome banhos rápidos e, ao se ensaboar, feche o registro;

•        Ao escovar os dentes, feche a torneira e, ao enxaguar a boca, utilize um copo com água;

•        Use o regador para molhar as plantas e jardins e opte por fazer de manhã ou noite, quando a evaporação da água é menor.

ÁGUA: utilizando de forma consciente, ninguém fica sem!

SÃO CARLOS/SP - Moradores de diversos bairros de São Carlos, estão reclamando de interrupções frequentes no fornecimento de água nos últimos dias. O problema de falta d’água na cidade é corriqueiro e nas redes sociais sempre tem pessoas reclamando. Especificamente nesta semana, dês de quarta-feira (09), os munícipes sofrem com a falta deste bem natural.

Segundo dona Sônia, moradora no Jardim Cruzeiro do Sul, região sul de São Carlos, o fornecimento é interrompido pela manhã e volta no final da noite ou madrugada. “Eu gravei um vídeo (abaixo) as 6h30 da manhã de hoje (11), acabando água e só volta sabe Deus quando. Meu esposo chega e as vezes não tem água nem pra tomar banho” desabafou moradora.

Reginaldo, dono de um lava rápido, reclamou da situação. “Paramos durante a pandemia e agora que estamos voltando não tem água pra eu poder trabalhar, será que a prefeitura ou Saae vão pagar minhas contas? Aliás, falando em pandemia, os médicos e especialistas dizem que temos que lavar as mãos para evitar se contaminar do coronavírus, mas lavar as mãos que jeito se não tem água? (sic)” esbravejou o microempreendedor.

 

SAAE na quarta-feira

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Carlos, enviou uma nota na última 4ª feira (09), avisando de um problema de captação de água no Espraiado.

“O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) São Carlos comunica na manhã desta quarta-feira (09/09) que a captação de água bruta do Espraiado está inoperante. As equipes técnicas já estão no local realizando a manutenção de urgência no interceptor de esgoto localizado à montante deste local.

Como a captação do Espraiado é responsável por aproximadamente 35% da produção superficial de água, poderá ocorrer desabastecimento nas seguintes regiões: Vila Prado, Vila Nery e Vila Alpes, como estas regiões também auxiliam no abastecimento dos bairros Cidade Aracy e Antenor Garcia, o abastecimento também poderá ser comprometido nesses bairros também. Após o concerto previsto para terminar no final da tarde, o abastecimento ocorrerá de forma gradual.

O SAAE solicita aos moradores que utilizem racionalmente a água, evitando ao máximo qualquer desperdício. Em caso de dúvida o usuário pode entrar em contato com o atendimento da autarquia pelo telefone 0800-111-064. A ligação é gratuita”.

Segundo a nota acima, o abastecimento ocorreria de forma gradual, mas isso demora dias? Pois a dias moradores estão reclamando desta situação.

Moradores reclamaram da coloração da água e o Saae também mandou uma nota explicando o que está acontecendo. Clique Aqui e veja a explicação.

Clique neste link e veja quantos comentários em uma publicação da Rádio Sanca sobre a falta de água na cidade.

SÃO CARLOS/SP - O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) São Carlos informa que devido à presença de cloro residual nas tubulações, a coloração da água distribuída, em várias regiões da cidade, foi alterada. 

A aplicação de cloro é constante durante todo o processo de tratamento e sua utilização é para promover a desinfecção bacteriológica da água. Embora o movimento da água seja constante, sempre fluindo em função de sua utilização, pode ocorrer o desprendimento de incrustações presentes nas tubulações de distribuição, que em sua enorme maioria é fabricada em ferro fundido e/ou ferro galvanizado, principalmente as redes localizadas na região central e nos bairros mais antigos da cidade. Esse desprendimento produz uma coloração de aspecto amarelado na água. 

Para a segurança da potabilidade da água, o SAAE garante a existência de um residual de cloro livre nas redes de distribuição, conforme o Artigo 34 da Portaria de Consolidação nº 5 de 28 de setembro de 2017 do Ministério da Saúde, o qual elimina os possíveis contaminantes bacteriológicos que possam ocorrer no sistema de distribuição.  

Pelo Artigo 34, é obrigatória a manutenção de, no mínimo, 0,2 mg/L de cloro residual livre em toda a extensão do sistema de distribuição. Porém devida a pandemia do novo coronavírus, a autarquia esta seguindo a Cartilha Técnica de Saneamento e as diretrizes enviadas pela Organização Mundial da Saúde, os quais recomendam a existência de um residual mínimo de cloro livre de 0,5 mg/litro em toda a extensão das redes de distribuição.

Esse aumento da dosagem de cloro afetou ainda mais o desprendimento de incrustações, porém, a qualidade de potabilidade da água não sofreu alteração.

Para restabelecer a coloração da água, o SAAE esta promovendo neste momento descargas em hidrantes (geralmente instalados em redes primárias) e em locais pontuais, através da retirada dos hidrômetros para impedir a entrada dessa água com coloração alterada, em virtude das incrustações, na área interna de comércios e residências.

Parlamentar propõe medidas para tornar serviço mais eficiente

 

SÃO CARLOS/SP - Após avaliar que a falta de água se deve principalmente, às constantes quedas de energia elétrica que prejudica o bombeamento da água e leva à queima das bombas, o vereador Azuaite Martins de França (Cidadania) sugeriu que o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) implemente a tecnologia de energia solar fotovoltaica para reduzir custos e tornar mais eficiente o abastecimento de água.

O vereador abordou o assunto na tribuna da Câmara Municipal na sessão desta terça-feira (8) quando afirmou que alternativas devem ser propostas para resolver o problema da falta de água que atinge a população em diversas regiões da cidade. “A água cobrada da população em São Carlos representa um terço daquilo que é produzido. A cada três litros produzidos, um é tarifado e dois são perdidos. E por que isso acontece? Porque existe roubo, os famosos gatos, falta de tecnologia e existe um prazo de validade vencido de tubulações e adutoras na cidade”, disse.

Ele afirmou que “é injusto responsabilizar o presidente do SAAE pelo problema dos rompimentos de tubulações e adutora e da queima de bombas que geram transtornos para a população que fica sem água nas torneiras”. Ele defendeu que “o SAAE seja realmente autônomo sendo transformado em empresa de economia mista para se tornar mais eficiente”. 

Em seu pronunciamento, Azuaite destacou que o SAAE paga atualmente mais de R$ 24 milhões de energia elétrica por ano, quando poderia ter uma usina fotovoltaica que iria fazer com que após quatro  anos a empresa não tivesse que pagar um centavo sequer pela energia elétrica. “Com o desembolso durante quatro anos para a implantação do sistema de captação da energia solar, deixa de pagar a CPFL para custear o sistema”.  

O parlamentar, que é diretor regional do Centro do Professorado Paulista (CPP), informou que está implantando o sistema na sede da entidade. “Essa é uma proposta que vem se espalhando por todo o país. É medida de respeito ao meio ambiente, possibilita a redução de gases poluentes e de despesas cm outras fontes. É um passo importante no uso racional de recursos público e na discussão do desenvolvimento sustentável”.

SÃO CARLOS/SP - O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) São Carlos comunica que neste sábado (05/09), a partir das 7h, realizará a interligação entre adutoras de abastecimento de água. O serviço será realizado na rua Marino da Costa Terra, próximo ao número 786, no Parque Sabará.

Em virtude da interligação ocorrerá interrupção no fornecimento de água no período da manhã no Parque Sabará, altos da Vila Nery, Residencial Américo Alves Margarido, Parque dos Timburis e no Jardim De Cresci. A interligação tem por objetivo adequar o sistema de distribuição de água nessas regiões.

A previsão é de que até às 13h o serviço já esteja finalizado e o fornecimento de água restabelecido.

Outras informações podem ser obtidas pelos usuários no serviço de atendimento da autarquia pelo telefone 0800-111-064.

SÃO CARLOS/SP - O Sr. Chico não aguenta mais ver tanta água tratada sendo desperdiçada próximo à sua residência na Rua Marcolino Lopes Barreto, em São Carlos.

“Há mais de 20 dias esse vazamento e já ligamos no SAAE e nos foi relatado que em breve o problema seria solucionado, mas até hoje nada foi feito” desabafou Sr. Chico.

O internauta Paulo, gravou um vídeo (assista abaixo), mostrando o vazamento que fica na rua já citada próximo ao numeral 363.

Nossa reportagem está entrando em contato com SAAE para relatar o problema e espera uma breve solução para o caso.

IPANGUAÇU/RN - Um povo caloroso e festivo, como é típico do nordestino, recebeu na tarde desta sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro no município potiguar de Ipanguaçu, distante 210 quilômetros da capital Natal. Na cidade do Vale do Assú, o presidente fez uma série de entregas do governo federal aos moradores das comunidades rurais, de poços artesianos a emissão de crédito rural, de títulos de propriedades rurais a sinal de wi-fi gratuito na praça.

“Pra nós que estamos aqui em cima, pode ser muito pouco, mas para o povo mais humilde, às vezes é tudo. Então, o momento de entregar água, entregar uma casa ou energia elétrica é um momento ímpar. Nós estamos levando o progresso, a dignidade a grande parte da nossa população” - discursou o presidente.

Em Ipanguaçu dos 15.491 moradores, exatas 5.631 pessoas foram beneficiadas com o auxílio emergencial todo mês, totalizando R$ 10,8 milhões injetados na economia do município. Bolsonaro garantiu estender o benefício até dezembro, embora sem informar qual valor passará a ser pago. “O auxílio emergencial custa R$ 50 bilhões por mês aos cofres públicos, mas continuaremos com ele até a recuperação da economia. Comecem a ter consciência de que não pode ser eterno. Mas vai até dezembro, isso eu garanto”, disse o presidente.

No total, 1.060 títulos definitivos de propriedade da terra começaram a ser entregues em 25 assentamentos da reforma agrária do Rio Grande do Norte. “A meta é que todos sejam donos de suas terras e possam passar para os seus filhos”, explicou a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina.

Um dos contemplados logo no primeiro dia foi Raimundo Avelino da Costa, de 61 anos, que esperava pelo documento há 23 anos. Produtor de milho, feijão e sorgo no assentamento Três Marias, ele fazia questão de posar orgulhoso com a titulação nas mãos. “Finalmente chegou o dia”, disse o potiguar.

Se para aquele senhor o documento impresso era tudo, para os jovens o melhor presente era virtual: a Telebras instalou a primeira antena do “Wi-Fi na Praça”, na comunidade rural de Angélica, trazendo internet de banda larga gratuita para o povoado. Basta sentar-se à sombra de uma árvore, ligar o celular e digitar a senha “conectabrasil”. O jovem Ângelo Marinho não perdeu tempo. “Hoje em dia, tudo é internet. Aqui, então, não tem muito o que fazer. É longe do centro da cidade. Então, o melhor agora é ficar aqui papeando com os amigos pelo celular”.

Numa região em que os índices pluviométricos são baixos e que a seca é uma inimiga antiga, os cinco poços artesianos perfurados pelo Departamento Nacional de Obras contra a Seca (DNOCS) são um alívio. O presidente fez questão de inaugurar o mais profundo, com 143 metros de escavação, que descobriu água potável no lençol freático.

“O poço pode parecer uma ação residual para quem mora nas avenidas ricas do Sudeste. Porque eles abrem a torneira e tem água todo dia. Eles não sabem o que o povo daqui sofre, por isso a importância dessa entrega” - afirmou o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Nos últimos meses, apenas com carros-pipas passando de 15 em 15 dias para encher as cisternas, os animais foram os que mais sofreram: “Eu tenho dez gados, tinha que dar pra eles o finalzinho da cisterna pra beber ou ver se algum vizinho ainda tinha água. Viviam com sede, mas não morreram” - conta a criadora Sônia Maria, que mora em frente a perfuração.

Os encanamentos até as casas estão sendo feitos, os testes provaram que a água do lençol freático é potável e, mesmo depois que a comitiva deixou a cidade, os jovens continuaram com seus celulares na praça enquanto os técnicos do DNOCS ajustavam a força da água.

 

Veja na TV Brasil

 

*Por: Carlos Molinari - Repórter da TV Brasil

Nosso Facebook

Calendário de Notícias

« Outubro 2020 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31